Alguém em Espanha abriu os olhos!

Túnel M-30 em MadridParece que em Espanha alguém acordou, infelizmente já acordaram tarde mas ao menos andam com medidas mais sérias para reduzir as emissões de CO2 e NOx.

Por um lado vai rebentar uma “bomba” por causa da nivelação dos impostos nos combustíveis, uma vez que o gasóleo está mais caro que a gasolina, mas isto era inevitável e é preferivel termos aumentos progressivos do que subidas exageradas. Serve indirectamente para reduzir o uso do automóvel e reduzir as emissões de NOx e particulas que são prejudiciais a um nível superior para a nossa saúde do que o CO2.

Em Madrid, depois de tantos erros de planeamento, começaram a ter problemas de saúde bem graves por causa da poluição. A solução? Táxis a GPL, estudos para limitar o acesso à cidade a viaturas com menos de 11 anos, converter frotas de pesados para GPL ou GN…

E por cá? Tem-se a ideia estúpida de fazer os taxis parar um dia por semana e reduzir o limite máximo de velocidade nas auto-estradas para 118km/h. Esqueçam lá os biocombustíveis, comecem a pensar em soluções e a investir em viaturas a células de combustível e electricas como já acontece noutros países. Já imaginaram os CTT a fazer entregas em cidade com carrinhas eléctricas?

Vamos lá a ver se, com a nossa mania de copiar os outros, vamos evoluir nesta área também. Ao menos a fiscalidade sobre os automóveis já se tornou mais justa, falta o mesmo para os combustíveis. Não precisamos de gásoleo profissional, precisamos sim de frotas híbridas a gás natural, electricidade ou células de combustível.

Focal Power AmplifiersJenson Button vencedor em SpaNissan EV

Comentários a “Alguém em Espanha abriu os olhos!”

Sérgio A. comentou:
14/03/2008 16:31

Sinceramente não sei que pensar sobre a posição do governo em relação ao GPL. São totós, só pode.
Por falar em fiscalidade, podiam começar por reduzir o imposto de circulação para veículos a GPL, tal como penso que já acontece com os hibridos!!!
E já agora uma dedução no IRS da despesa de conversão para GPL.
Eram umas toneladas de poluição a menos no ar certamente!
Se isto continuar assim, dedico-me à agricultura (os cereais estão em alta, não estão?)

Eduardo Maio comentou:
15/03/2008 14:42

Já existem beneficios fiscais nesse sentido em pé de igualdade para os híbridos e para os carros bifuel (gasolina/gpl ou gnc) ou monofuel (só gpl). É preciso é comprar a viatura nova já convertida ou efectuar a conversão e legalizar a mesma antes da atribuição de matrícula, nas importações esse desconto sobre o IA também se aplica.

Já no imposto de circulação não existe qualquer benefício para os híbridos, gpl ou gn, são todos taxados como gasolina. No caso dos carros bifuel o escalão de poluição é definido pelos valores a gasolina e não pelos valores a gás o que se torna injusto.

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2017 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.