Alguém em Espanha abriu os olhos!

Publicado a por Eduardo

Túnel M-30 em MadridParece que em Espanha alguém acordou, infelizmente já acordaram tarde mas ao menos andam com medidas mais sérias para reduzir as emissões de CO2 e NOx.

Por um lado vai rebentar uma "bomba" por causa da nivelação dos impostos nos combustíveis, uma vez que o gasóleo está mais caro que a gasolina, mas isto era inevitável e é preferivel termos aumentos progressivos do que subidas exageradas. Serve indirectamente para reduzir o uso do automóvel e reduzir as emissões de NOx e particulas que são prejudiciais a um nível superior para a nossa saúde do que o CO2.

Em Madrid, depois de tantos erros de planeamento, começaram a ter problemas de saúde bem graves por causa da poluição. A solução? Táxis a GPL, estudos para limitar o acesso à cidade a viaturas com menos de 11 anos, converter frotas de pesados para GPL ou GN...

E por cá? Tem-se a ideia estúpida de fazer os taxis parar um dia por semana e reduzir o limite máximo de velocidade nas auto-estradas para 118km/h. Esqueçam lá os biocombustíveis, comecem a pensar em soluções e a investir em viaturas a células de combustível e electricas como já acontece noutros países. Já imaginaram os CTT a fazer entregas em cidade com carrinhas eléctricas?

Vamos lá a ver se, com a nossa mania de copiar os outros, vamos evoluir nesta área também. Ao menos a fiscalidade sobre os automóveis já se tornou mais justa, falta o mesmo para os combustíveis. Não precisamos de gásoleo profissional, precisamos sim de frotas híbridas a gás natural, electricidade ou células de combustível.

Artigos relacionados

Gasóleo profissional sim, mas com algumas condições
Gasóleo profissional sim, mas com algumas condições
Foi preciso alguém em Espanha abrir os olhos para que em Portugal se começasse a especular sobre o preço do gasóleo em Portugal poder...
Como importar um Opel Ampera
Como importar um Opel Ampera
Guia com todos os passos para importar um Opel Ampera ou outro veículo plug-in para Portugal. A mesma lógica também se aplica a carros a gasolina e gasóleo.
As 10 desculpas mais esfarrapadas para não usar GPL
As 10 desculpas mais esfarrapadas para não usar GPL
Uma lista das desculpas e afirmações falsas usadas para denegrir a imagem do GPL em Portugal.

Comentários

Sérgio A.
Sérgio A.
14/03/2008 16:31
Sinceramente não sei que pensar sobre a posição do governo em relação ao GPL. São totós, só pode.
Por falar em fiscalidade, podiam começar por reduzir o imposto de circulação para veículos a GPL, tal como penso que já acontece com os hibridos!!!
E já agora uma dedução no IRS da despesa de conversão para GPL.
Eram umas toneladas de poluição a menos no ar certamente!
Se isto continuar assim, dedico-me à agricultura (os cereais estão em alta, não estão?)
Eduardo
15/03/2008 14:42
Já existem beneficios fiscais nesse sentido em pé de igualdade para os híbridos e para os carros bifuel (gasolina/gpl ou gnc) ou monofuel (só gpl). É preciso é comprar a viatura nova já convertida ou efectuar a conversão e legalizar a mesma antes da atribuição de matrícula, nas importações esse desconto sobre o IA também se aplica.

Já no imposto de circulação não existe qualquer benefício para os híbridos, gpl ou gn, são todos taxados como gasolina. No caso dos carros bifuel o escalão de poluição é definido pelos valores a gasolina e não pelos valores a gás o que se torna injusto.

Adicionar comentário

Obrigado, o seu comentário encontra-se a aguardar aprovação. Receberá um email quando este for publicado
Existem erros no formulário, por favor reveja os campos assinalados.
O seu email apenas é usado para controlo de Spam e apresentar a sua imagem personalizada através do serviço Gravatar