Aumentem o combustível à vontade!

Festejos no Marquês de PombalSe o meu nome fosse José Sócrates, Mário Lino ou Teixeira dos Santos fazia um comunicado aos portugueses para informar que o ISP ia subir, afinal de contas não estamos em crise e o combustível até está barato demais!

É mentira? Então expliquem-me porque é que no Sábado acabei por desmarcar um compromisso à última da hora porque a nossa querida e amada selecção ganhou um jogo. Pois é, já percebi que quando existirem jogos de futebol, sejam eles no Cascavelhense Sul ou no Yokohama FC, é melhor não sair de casa.

A selecção nacional ganhou um jogo, foi tudo em romaria até ao Marquês de Pombal com um comportamento excessivo, desde buzinadelas à 0:00, burn-outs, aceleradelas a seco, abanarem os carros e a saltarem em cima destes… Os bate-chapas e as petroliferas até devem esfregar as mãos de contentes ao ver tanto dinheiro e recurso a ser estúpidamente desperdiçado.

Perante este cenário triste tenho a dizer que, se a oposição a Salazar afirmava que o povo português era anestesiado com os três efes (Fado, Fátima e Futebol) agora basta um só. Portanto, caros membros do governo, vamos lá deixar o IVA a 21%, ajudar com a escala dos combustíveis e aumentar o ISP do gasóleo “colorido”, é que pelo que vi ontem com a vitória da selecção a crise acabou e já temos excedente de recursos, tanto que já os desperdiçados de uma forma totalmente irresponsável e anti-social.

Quando acabar o Euro (ou a selecção for eliminada) muitos portugueses vão acordar para a vida e perceber que o país andou para trás com toda esta quebra de produtividade e que a crise continua bem patente. Arrisco-me a dizer que a maioria dos portugueses não merece o esforço que se tem feito para tentar combater os tempos difíceis que se vivem, e não vale a pena culpar o governo nem o Zé Manel da mercearia, a culpa é completamente nossa e nada fazemos para inverter esta situação.

Comentários a “Aumentem o combustível à vontade!”

Istari comentou:
09/06/2008 08:28

olá Ed!

E tens toda a razão. E nem era preciso “ires” ao Marquês de Pombal, bastava teres pensado na barulheira que fizeram na nossa rua, com os carros, a subir e a descer ruas, burn-outs… enfim… mas verdade seja dita, a vida está dificil, mas o Rock in Rio esgotou, e, o hotel onde trabalho ficou cheio com pessoas que iam à “cidade do rock”… lá dizia o José Rodrigues dos Santos, no “Setimo Selo” – as pessoas hoje em dia, dizem que a vida está dificil porque não podem comprar um carro melhor, e esquecem-se que há 50 anos, nos davamos como afortunados por ter comida na mesa, por pouca que fosse.

Vejo pelos meus colegas, que dizem que a vida está dificil, mas não andam sem ser de carro, e, têm bilhetes para todos os festivais que há por esse país fora. É triste, mas somos anestesiados por Futebol e Festivais de Música, e quando estes estão ao rubro, ninguém se lembra que a Gasolina está cara, ou a precariedade no mundo do trabalho… “a vida é para se curtir pá!”

Daniel Marques comentou:
09/06/2008 09:20

Os compromissos são para durante os jogos de futebol. Não há trânsito, não há filas nos serviços públicos. É a melhor altura para tratar de qualquer assunto.

Há quem consiga apreciar a selecção e continuar com actividade cerebral. Já também há os que empatam e prejudicam a vida dos outros. E são estes empatas que nos afundam, e que nos levam a pagar também pelos seus excessos.

Tudo isto é uma versão moderna do circo, mas sem pão. Parece que já ganhámos tudo.

swimmer comentou:
09/06/2008 14:11

Como te compreendo. Partilho a tua opinião a 100%. O fanatismo desmesurado à volta do futebol é gritante.

Acho piada aos que utilizam a desculpa de “ah e tal, estou a ser patriota”…

Ricardo comentou:
14/06/2008 00:26

É triste mas é verdade, no fim do jogo com a Rep. Checa no dia em que houve um enorme “blackout” de combustiveis por todo os país, a rotunda do Marquês esteve cheia de gente, haviam de ser banidos conductores que bastececem para isto, quando se calhar havia pessoas que precisavam de encher o depósito para trabalhar no dia a seguir.
Mas é assim enquanto Portugal jogar no Euro que se lixe o preço e que se lixe se as bombas estão secas. Temos é que ter gasolina para ir para uma rotunda dar gritos e pulos e subir a monumentos que muita gente nem deve saber o seu significado.

Eduardo Maio comentou:
14/06/2008 00:45

Ricardo, bons olhos te vejam! Grande abraço!

maracuja comentou:
14/06/2008 10:48

Tens toda a razão.

Vo no outro dia, (já não sei se foi no público ou na internet), um cartoon muito bom que caracteriza muito bem a situação do país neste momento.

Tinha duas imagens, na primeira era o povo português a dizer que o país era uma mer**, que os preços dos combustíveis estavam muito altos.. Na segunda, era o mesmo povo a gritar “Portugal é o maio”etc.. por causa do futebol..

enfim..

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2017 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.