A visualizar apenas posts da categoria Media (TV, Revistas, etc)

Coisas que me chateiam: Anúncios de carros irrealistas

Anúncio Nissan QashqaiSempre que vejo um anúncio a um automóvel onde existem carros a dançar, a piscar os olhos ou a fazer skate já sei que estamos a falar de um carro desinteressante e que o seu público alvo é quem usa o carro como mero meio de transporte.

Já sei que querem passar a mensagem que o carro é divertido na cidade. Quando penso em divertimento na cidade vem-me à cabeça um Lotus Elise nas ruas de Lisboa às 5 da manhã e não um Matiz ou um Qashqai.

Nem o meu 406 é divertido em cidade, mesmo que o colocassem a dançar num anúncio. Confortável talvez, divertido só com um leitor de DVD ou uma Playstation lá dentro!

Já parece os anúncios dos perfumes que colocam um casal meio despido a mandar frases filosóficas e profundas cá para fora. Convenceram-me, também quero morar em NY, andar em troco nu e dizer coisas sem nexo, vou já comprar o perfume!

Querem mostrar que um carro é divertido? Coloquem o Schumacher com um sorriso de orelha a orelha a conduzir no meio de uma cidade italiana com um utilitário a abrir, não coloquem carros a dançar e a abrir e a fechar portas.

Top Gear começa com viagem à Roménia

Top Gear na RoméniaQuando terminou a última temporada do Top Gear muita gente ficou com a sensação que poderia ser a última. Felizmente voltaram com mais nonsense para nos entreter enquanto vemos uns carros interessantes no final de Domingo.

O mesmo não poderá ser dito do Fifth Gear, cujos rumores indicam que o programa foi cancelado mas talvez possa voltar em 2010 sobre outro formato e quem sabe, noutro canal.

E não começou mal este Top Gear, uma viagem pela Roménia para encontrar uma das melhores estradas do mundo (pelas palavras do Clarkson) e com muita diversão nos túneis de um palácio. Cada um escolheu um grand tourer (excepto o May) e lá foram à vida deles.

Espero que seja mais uma boa temporada de Top Gear, até ao Natal já tenho com que me entreter nos domingos à noite.

Um carro sujo gasta mais que um carro limpo

O episódio desta semana do Mythbusters, o 14º da 7ª temporada, voltou a testar mais um mito do consumo do combustível, com um resultado extremamente interessante e peculiar. Se querem ver o episódio e ser surpreendidos tal como eu fui então parem de ler por aqui.

O mito diz que um carro sujo ia gastar menos combustível que um carro lavado porque iria criar um efeito semelhante a uma bola de golfe.

Ora, claro que um carro sujo gasta sempre mais que um carro limpo, isso todos já nós sabemos, e o próprio teste o comprova. O carro lavado fez 26.4mpg e o carro sujo fez 24mpg.

Mythbusters - Carro sujo gasta mais que carro limpo

Mas o mito era sobre o efeito semelhante às bolas de golfe, com todos aqueles buracos que reduzem o atrito e permitem a bola percorrer uma distancia superior com uma tacada. Fizeram alguns testes em pequena escala e verificaram que existia uma ligeira melhoria na aerodinâmica do carro com os buracos das bolas de golfe. E claro que ao bom estilo do Mythbusters, aplicaram aquele efeito a um carro real.

Para o conseguir tiveram que cobrir todo o carro com argila/barro e com a superfície lisa fizeram um novo teste. Os resultados foram iguais, 26mpg. Depois aplicaram os buracos iguais às bolas de golfe, colocaram os restos de argila/barro dentro do carro para manter o peso igual e fizeram um novo teste.

Estão bem sentados? O resultado foi 29.6mpg!

Mythbusters - Carro com textura de bola de golfe

É claro que ninguém vai querer um carro com a textura de uma bola de golfe, mas é interessante ver o esforço que se tem feito para reduzir o coeficiente aerodinâmico dos carros actuais, e basta uma alteração na textura de um carro para obter ganhos de 11% no consumo de combustível.

Os carros tunados continuam velozes e furiosos

Esta semana decidi ver o Fast & Furious (Velocidade Furiosa 4 ou Velozes e Furiosos 4) pois, embora seja já o 4º filme, como tinha o elenco original de volta pensei que o filme fosse interessante.

Começa o filme com muito CGI e treta a mais na cena do assalto ao camião, mas até percebi que servia para criar uma história semelhante ao do The Fast and The Furious, mas foi mesmo treta a mais.

Passa a introdução e o que vejo? Um fantástico RS200 e um AE86. Claro que depois disto fiquei com as expectativas elevadas e até pensei cá para mim que a malta dos carros tunados estava tramada e iamos ter só máquinas.

Ford RS200 e Toyota Corolla AE86 do Fast & Furious 4

Passada meia hora de encher chouriços a repetir a história do primeiro filme, parecia uma novela a recapitular os episódios anteriores, lá vemos um Skyline e o SS para entrar numa corrida. A parte chata é que só tivemos direito a 1 minuto de filme enquanto preparavam os carros, que até é das partes mais interessantes do filme, e dá ideia que foram preparados num dia só.

Nissan Skyline do Fast & Furious 4

Claro que quando a corrida começou a minha pequenissima réstia de esperança apagou-se, e fiquei a ver um sistema de GPS super avançado e todo tunado que até mostra os carros a fazer drift. Mas, com tanto tuning que fizeram ao GPS ele era bem pior que o meu TomTom a recalcular rotas.

O resto do filme foi mesmo a despachar, uns tuneis muito manhosos para passar a fronteira Mexico / EUA, umas trocas de tiros, mais uma perseguição da treta com o mau da fita e depois chegamos ao momento do “…e viveram felizes para sempre”.

O elenco ser aquele ou outro era igual, só contou mesmo por serem caras conhecidas, mas a história foi muito fraca mesmo para um filme destes e o conteúdo interessante ficou de fora. Estou claro a falar das corridas, dos carros tunados, as preparações… Foi um filme com muito pouca acção e não trouxe nada de novo no que podia ter sido 1h40 bem passadas.

Não me levem a mal os que gostaram do filme, eu até gostei dos anteriores (menos do Tokyo Drift) e até gosto de filmes sem história e muita acção, só para entretenimento. Na minha opinião pessoal foi um mais ou menos velozes (que a gasolina está cara) e furiosos não, de mau humor vá.

Jay Leno no Top Gear. Será o final?

Jay Leno no Top GearTerminou a 13ª temporada do Top Gear, de uma maneira bastante triste, quase que a anunciar o seu fim. Foi uma temporada que começou com o Michael Schumacher e acabou com um grande petrolhead, o Jay Leno. É mesmo a maneira ideal de anunciar o final do Top Gear.

Felizmente as filmagens para a 14ª série devem começar brevemente, no entanto aquele último segmento mostra que o simples prazer de conduzir e os carros fabricados para esse efeito podem estar a chegar ao fim. Com a crise económica, os problemas ambientais e as leis cada vez mais restritas ao uso do automóvel de uma forma livre (radares, matrículas electrónicas, etc), carros como aquele Vantage V12 podem deixar de fazer sentido.

Agora é esperar que a nova temporada do Top Gear volte, soube a pouco mas foi positivo ver o Michael Schumacher e o Jay Leno finalmente no Top Gear.

O Top Gear já voltou… Ah, e o Fifth Gear também

Michael Schumacher como The StigVoltou uma das melhores séries de tv de entretenimento, principalmente para quem gosta de automóveis. É claro que falo do Top Gear, na sua 13ª temporada neste novo formato.

Embora apenas com 7 episódios (imagino os custos de produção) esta temporada começou bastante bem, principalmente com a volta do Ferrari FXX e a pequena brincadeira onde o Michael Schumacher se fez passar pelo Stig. Digo fez-se passar porque quando conduziu o Liana todos viram que ele não percebia muito do assunto. Mas o melhor é mesmo ver!

E para ocupar aquelas horas mortas o Fifth Gear também voltou, até ver sem os gritos histéricos da Vicky, o que é positivo.

O Top Gear voltou para a 12ª temporada

Top Gear - 12ª TemporadaAo contrário do que tem sido habitual de minha parte, deixei de fazer um resumo de cada episódio do Top Gear e do Fifth Gear aqui no blog. Simplesmente acho que eram posts sem grande interesse.

O Top Gear voltou para a sua 12ª temporada neste novo formato e começou bastante bem! Tirando alguns DVD’s de stand-up comedy raramente largo uma gargalhada a ver algo na TV, mas neste primeiro episódio isso aconteceu.

Cada vez mais o Top Gear se torna num óptimo programa de entretenimento com a temática automóvel, embora muitos contestem que este não deveria ser o rumo do programa. Controversias à parte, o episódio já anda ai pela net disponível para download.

Top Gear - 1º episódio da 12ª Temporada

Estou especialmente curioso em ver o que irão fazer esta temporada nos EUA. E pelo terceiro ano consecutivo o Top Gear ganhou o prémio Most Popular Factual Programme nos National Television Awards, o Stig até apareceu para o receber.

Copyright © 2005 - 2018 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.