A visualizar apenas posts da categoria Outros

A culpa é sempre da velocidade. Sempre!

A minha posição em relação aos acidentes serem culpa da velocidade nunca mudou. Já a comunicação social parece agora mais moderada nas palavras e não atribui qualquer toque ao excesso de velocidade. Já se fala nas condições meteorológicas, no estado das viaturas e no cansaço dos condutores ou erro humano.

BMW M5 a mais de 300km/h

Com o recente acidente em cadeia na A25 a comunicação social indica que as causas do acidente ainda não estão apuradas (tudo aponta para as condições meteorológicas) mas nos comentários dos jornais encontram-se ainda aqueles crentes que acham que a culpa de tudo isto é da velocidade.

Uma senhora queixava-se que era pressiona por outros condutores quando efectuava uma ultrapassagem em auto-estrada a 80km/h e que se fossem todos mais devagar a estrada era mais segura. Então e os limites mínimos de velocidade em cada faixa de uma auto-estrada, ficaram esquecidos?

Então se eu for a 121km/h numa auto-estrada sou um assassino, já se fizer uma ultrapassagem mal calculada a uma velocidade reduzida sou um condutor exemplar?

Sempre que existe um acidente deste género aparecem sempre os ignorantes do costume que apregoam que tudo se resolvia com limites mais apertados de velocidades e radares, muitos radares. Alguns até dizem que se o limite é 120km/h os carros deveriam ser limitados a tal velocidade :lol: Um acidente acontece quando muitas variáveis estão desfavoráveis ao condutor, não se trata apenas de velocidade.

E as autoridades também deixam passar estes comportamentos impunes, as multas são baixas, difíceis de aplicar e fica sempre bem mandar imagens de um Porsche a 200km/h numa auto-estrada vazia, já alguém a circular a 50km/h na faixa do meio de uma auto-estrada é um comportamento cívico e seguro, até vai devagar.

A nossa autoridade em acção: Contra-mão em Braga

Ontem andava a “passear” pelo Youtube e encontrei um vídeo que me deixou boquiaberto de ter tanta asneira junta, o pior mesmo é que o vídeo mostra um agente da Brigada de Trânsito no local e que pouco fez para ajudar.

Deixo-vos o vídeo do acontecimento.

Parece que o calor fez mal a muita gente, com tanta asneira junta.

Primeiro o idoso que entra em contra-mão na circular de Braga passa por uma seta que indica o sentido de circulação, bem visível na estrada.

Mas o pior mesmo é o agente da BT que não sinaliza o perigo e limita-se a mandar o idoso fazer marcha-atrás e arranca para parar na rotunda mais à frente. Será que estava à espera para o autuar? Entretanto dá a volta à rotunda com a bagageira aberta e pára do outro lado, bloqueando a via ainda de bagageira aberta sem qualquer sinalização.

Teve que ser um cidadão a fazer algo que a autoridade deveria ter feito, auxiliar o idoso na manobra para evitar um acidente e o acumular de trânsito. Se bem que aquela manobra de marcha-atrás também não foi bem pensada, seria mais útil fazer inversão de marcha na rotunda porque o trânsito estava parado, havia espaço.

No meio disto tudo o agente da BT desapareceu do mapa.

Ainda bem que alguém gravou estas imagens, e espero sinceramente que cheguem à comunicação social. Fala-se muito em velocidade e radares, e é giro mandar para a TV imagens de um desportivo a 250km/h sem mais ninguém na estrada, mas prevenção a sério não existe. Numa situação de perigo como esta o que vemos é alguém que parece não estar preparado para uma situação deste tipo.

Os radares em Lisboa estão a fazer prevenção

Radar 50km/hJá todos conhecemos os radares instalados por essa Lisboa fora, que tantas criticas levantaram e que foram alterados de 50km/h para 80km/h em alguns locais.

Segundo uma notícia do Público, a maioria dos radares em Lisboa só serve para assustar.

Não existiam verbas para manter os radares operacionais e a falta de recursos arrasta-se para o processamento de multas. Responde a Câmara de Lisboa que em Setembro tudo estará operacional.

Eu sou a favor de radares com a sua localização indicada (com valores de velocidade realistas) em vez de lombas ou do típico agente escondido na moita ou agachado atrás dum pilar de qualquer viaduto com o radar montado. Aliás, a própria notícia indica que nos locais onde os radares se encontram a velocidade média baixou, portanto cumprem o seu propósito.

Só me faz confusão alguns casos, como o que vi na Av. de Ceuta onde não apareceu nenhum aviso de radar (fui avisado pelo GPS) e vi alguns condutores serem flashados, ou como nas bombas da Galp, onde após as obras deixou de existir pórtico de aviso de radar, mas este aparenta estar desactivado.

TOMA, estraguei-te o Fim-de-Semana
Um pouco de humor faz sempre bem, aqui fica o Nilton a estragar o fim-de-semana a alguns aceleras.

Parece que estava a imitar um radar a sério, é que ele também só dá a flashada, mas a multa fica por passar :lol:

Controlar o Chevrolet Volt através de um telemóvel Android

Volt e AndroidControlar o carro a partir do telemóvel não é novidade. Ainda os telemóveis eram monocromáticos e já existiam sistemas que por SMS permitam trancar, destrancar, ligar o carro à distancia e saber e sua localização.

No entanto a aplicação criada pela OnStar para o Chevrolet Volt faz isso e muito mais. Permite verificar o nível da bateria, controlar o tipo de carregamento (útil para a tarifa bi-horária), verificar a autonomia do carro e até enviar destinos pré-seleccionados para o GPS do carro.

No vídeo acima podem ver algumas das funcionalidades da aplicação. Penso que a OnStar ao optar pelo sistema operativo móvel do Google está a abrir um precedente interessante para o controlo do automóvel a partir do telemóvel.

Rotundas: Os jardins de Portugal

Rotunda em PortugalA economia está má, este nosso rectângulo à beira mar está falido e a partir de Junho vamos todos receber menos com os aumentos no IRS para ajudar a combater o nosso défice.

Felizmente existem rotundas com fartura em Portugal para alegrar o nosso dia. Elas têm jardins, esculturas, fontes e até algumas formas de arte bem estranhas que nos fazem esquecer o trânsito, circulando nós agradavelmente admirados a olhar para o centro da rotunda.

Cada município tenta que as suas rotundas sejam as mais bonitas e originais, mesmo que não exista verba para outras obras importantes e apenas se ligue a fonte ou a iluminação na rotunda em dias de festa ou feriados nacionais.

Já chega de sarcasmo, mas realmente faz-me confusão esta fixação nacional com as rotundas “enfeitadas”. Chegaram-me até a falar de um panfleto sobre o concelho de Almada onde a foto a ilustrar um espaço verde era uma rotunda!

É verdade que em certos locais uma rotunda ajuda o trânsito a fluir melhor, mas colocar uma estátua ou fonte no meio da rotunda a tapar a visibilidade para as várias entradas desta deita por terra o seu propósito. Estas rotundas são piores que um cruzamento.

Felizmente ainda existem locais com rotundas baixas que permitem uma boa visibilidade, e sem excentricidades no meio apenas “porque sim”.

Fátima e os peregrinos na estrada

Peregrinos a caminho de FátimaTodos os anos por esta altura as estradas, aquelas vias para circularem viaturas, são invadidas por pessoas a pé sem qualquer cuidado com a sua segurança. São peregrinos que vão para Fátima.

Sempre me irritou o comportamento destas pessoas, totalmente alheio às viaturas que ali circulam, pondo-se em risco eles e os restantes utentes daquela via.

Este fim-de-semana ocorreu um atropelamento mortal perto da Sertã na EN238 às 02:40. Achei curioso certos comentários que culpam o automobilista por circular numa via sem iluminação, de madrugada, onde o limite de velocidade é de 90km/h e não existem bermas!

Melhor ainda foi uma reportagem na RTP onde entrevistaram uns peregrinos que decidiram parar numa berma mesmo no final de uma supressão de via, que é um local extremamente perigoso, com carros atravessados para comer!

Quando confrontados com a situação respondem que normalmente param numa estação de serviço mais à frente, mas como tinham sede e uma coisa leva à outra decidiram ali comer! Mas o melhor estava para vir, naquela situação de perigo ainda vieram mandar bitaites para a TV a falar de segurança. Aqueles conselhos fizeram tanto sentido como um piromaníaco a falar de prevenção de incêndios.

Filmaram ainda vários peregrinos a caminhar com 3 e 4 pessoas lado a lado, sem coletes e no meio da faixa de rodagem.

As estradas servem para os carros circularem, para fazerem peregrinações até Fátima a pé existem caminhos devidamente indicados como o Caminho do Tejo ou o Caminho de Santiago, que além de mais seguros são mais saudáveis.

Seria útil as autoridades promoverem estes caminhos e ensinar a certos peregrinos que não são automóveis, é que até em vias com passeios os vejo a circular pela estrada!

Coisas que me chateiam: Obras e manutenção na hora de ponta

Obras na EstradaAs obras têm que se fazer e é certo que raramente se vê alguma manutenção a ser efectuada nas nossas pobres estradas. Seria no entanto interessante passar estes trabalhos para outras horas que não as horas de ponta.

Digo isto porque diariamente encontro um camião a fazer a limpeza das bermas na zona do Parque das Nações. É Primavera, as bermas ficam sujas das árvores e devem ser limpas, mas o dia tem 24 horas não é necessário fazer esta limpeza entre as 8 e as 9 da manhã!

Claro que uma viatura lenta vai provocar trânsito desnecessário, e se a partir das 10h o movimento naquelas estradas é minimo porque não efectuar esta manutenção um pouco mais tarde?

O mesmo se aplica a obras que não são urgentes em estradas com bastante movimento. Porque não efectuar os trabalhos nas horas de menor fluxo como foi feito no alcatroamento do Eixo Norte-Sul? Ou como a ponte da A1 em Sacavém onde as obras foram efectuadas durante Agosto.

Existem mais horários de trabalho para além das 9h às 18h, e tal como seria impensável eu colocar o servidor com os meus sites offline durante o dia para manutenção, não é lá muito boa ideia fazer o mesmo numa estrada durante a hora de ponta.

Copyright © 2005 - 2018 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.