Coisas que me chateiam: Justiceiros das estradas

KITT - O JusticeiroSe existe coisa que me chateia muito são os justiceiros das estradas, pensam que são cheios de razão e fazem tudo o que podem para impor a sua lei enquanto estão dentro do carro, já fora dele são mansinhos como cordeiros.

O mais comum é o Justiceiro 120, circula sempre a 120km/h na faixa da esquerda e ninguém pode passar por ele porque o limite de velocidade não o permite. Se alguém faz sinais de luzes ou o passa pela direita ele é capaz de tudo, desde travagens a fundo, usar os esguinchos do pára-brisas ou até cortar a trajectória de quem ouse passar por ele, e se alguém conseguir tal feito será brindado com uma chuva de buzinadelas e sinais de luzes até perder tal prevaricador de vista.

Outro em vias de extinção graças às auto-estradas (ou que evoluiram para Justiceiro 120) são os Justiceiro EN, circulam entre os 50 e os 70km/h, no entanto se algum prevaricador ousa em ultrapassar este justiceiro ele mostra do que a sua máquina é capaz acelerando desalmadamente para evitar que o prevaricador leve a sua avante e o ultrapasse. Após desistir da ultrapassagem porque vem um camião em contra-mão o Justiceiro EN reduz a sua velocidade outra vez para os 50 a 70km/h fazendo gestos pelo espelho a mostrar que tem máquina para ir mais depressa mas não quer.

E agora fora de brincadeiras, o meu conselho a todos esses justiceiros, encostem e facilitem quem quer andar depressa, não ganham nada com a situação, bem pelo contrário podem encontrar alguém mais maluco que vocês que vos percebe e acaba à batatada a vocês ou ao carro, ou na pior das hipóteses acabar a conversa com um tiro, existem vários casos destes em Lisboa.

Na IC2 sem ninguém à frente uma senhora decide travar a fundo porque um 106 fez sinais de luzes, o rapaz do 106 mete-se pela faixa da direita que estava livre e a senhora atira-se literalmente para cima dele. Conclusão, tudo a travar a fundo por causa da brincadeira desta justiceira sem necessidade, alguns carros acabaram por passar pela berma para evitar uma colisão, e eu assim que tive oportunidade passei também a senhora com cuidados redobrados. Quem tem a obrigação de fazer cumprir o código é a BT, não são os condutores.

Skoda Octavia da GNRPublicidade AutotatuagemMito TDI

Comentários a “Coisas que me chateiam: Justiceiros das estradas”

Daniel Marques comentou:
18/04/2008 17:03

Há por aí muitos pequenos ditadores que – não podendo ter um raio de acção maior – exercem essa função apenas no seu pequeno mundo, que muitas vezes não ultrapassa, felizmente, a chapa do carro.

Jarod comentou:
18/04/2008 22:17

Concordo perfeitamente.

É prática minha SEMPRE deixar passar, por muito “agressivo” que seja quem vem atrás de mim.

De facto não convém nós sermos agressivos porque efectivamente poderemos encontrar alguém ainda MAIS agressivos que nós.

Palavras sábias!

Jota comentou:
20/04/2008 00:22

Perdoem-me a honestidade mas há casos em que me apetecia ser um justiceiro da estrada! Principalmente nas Autoestradas algum carro se cola na minha traseira a fazer sinais de luzes para passar. Posso-me considerar dos pouco que utilizam a faixa da esquerda para ultrapassar, indo posteriormente para a da direita logo que a circulação nesta faixa o permita.
O ultimo que me fez isso foi um fourgon de aluguer. Ia eu conscientemente a 60km/h debaixo de uma chuva torrencial numa estrada com duas faixas e com carros à fente, em que a da direita estava completamente alagada e, por compreensivel receio praticamente todos circulavam à esquerda.
Veio então um tal “cavalheiro” a fazer sinais de luzes e com o pisca da esquerda a colar-se aos carros da frente, obrigando-os a chegarem-se para uma faixa perigosamente alagada.
Finalmente apareceu um tractor de um TIR que lhe fez o mesmo! Não gostou, assustou-se e foi obrigado a ir para a direita e colar-se à traseira de um camião de mercadorias, …com o TIR bem atrás dele!
Agora digam-me lá se às vezes não apetece…?

José Santana comentou:
22/04/2008 11:03

E eu que pensava que já tinha encontrado quase todos os justiceiros das nossas estradas!!

Essa senhora superou e muito todos os que já encontrei.

A situação que vou retratar não se passou comigo ao volante, apesar de ir no carro.
Na AE um carro estava parado na berma, sem piscas e vemos ao longe uma senhora a sair e a se dirigir à porta traseira (não a mala do carro), e a tirar qualquer coisa…
Qual não é o nosso espanto ao chegar cada vez mais perto, a dita senhora deixa cair o que tinha no saco, era fruta e rola para a faixa de rodagem, ela sem qualquer tipo de pensamento, a única coisa que faz é baixar-se para apanhar andando para a faixa de rodagem acompanhando o rolar da fruta…
Não queiram imaginar a travagem que foi e a razia que se fez ao carro que ia na faixa da esquerda em alta velocidade…
Essa senhora que mencionei, não é uma justiceira ao volante, mas fora dele…

Eduardo Maio comentou:
22/04/2008 13:38

José isso faz-me lembrar também uma senhora que parou no final da A1 na faixa do meio de noite para mudar um pneu e faleceu porque ficou esmagada entre o seu carro e um carro que circulava na auto-estrada.

Graças a este acidente agora andamos todos com um colete no carro, no entanto a medida a adoptar devia ser alterar o ensino nas escolas de condução e ensinar onde se deve parar ou não no caso de uma avaria ou de um furo.

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2017 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.