Combustível com o valor médio mais alto deste ano

Preços dos combustíveis na GalpNormalmente às terças e quintas faço a “ronda” a três postos explorados pela Galpgeste, BP Gest 24 e Gespost, respectivamente da Galp, BP e Repsol. Nesta “ronda” tiro os preços de referência para o Mais Gasolina e vou reparando nas alterações quase combinadas dos preços, num estranho ritual do “ora sobes tu, ora subo eu”.

Hoje ao voltar da minha “ronda” actualizei os preços do Mais Gasolina e verifiquei que este fim de semana não é propício a passeios, é que em termos gerais os preços médios são os mais altos desde o início deste ano! Todos os combustíveis subiram, incluíndo o GPL Auto que é o que menos alterações de preço sofre.

Quem agradece é o ambiente, com o tempo de chuva e o combustível a preços elevados as emissões certamente vão baixar.

Ferrari F430Top GearFifth Gear

Comentários a “Combustível com o valor médio mais alto deste ano”

Daniel Marques comentou:
10/04/2008 20:22

Mais uma razão para as pessoas se unirem e participarem no Mais Gasolina. É a única forma que temos de incentivar a concorrência, é quando os preços aparecerem todos actualizados e as pessoas tiverem opções de escolha, quando procurarem onde é mais barato.

José Santana comentou:
10/04/2008 22:47

Também hoje tirei alguns valores para o Mais Gasolina.
Fiquei sem reacção ao ver a Sem Chumbo 95 a 1,417€ na BP.

Não sei onde vai parar com estes preços…

PS: Felizmente pelo Mais Gasolina vejo onde estão os postos mais baratos e passo-lhes uma finta!! :D

João Santos comentou:
16/05/2008 15:34

A única forma de podermos combater a inflação dos combustíveis é deixarmos de abastecer nas duas principais gasolineiras (BP e GALP), assim estes vêem-se obrigados a baixar o preço e consequentemente os outros também

Eduardo Maio comentou:
16/05/2008 15:55

João, isso não resolve nada, só prejudica os revendedores que, coitados, queixam-se tanto como os consumidores.

Em Portugal quase toda a gasolina consumida (e cerca de 30% do gasóleo consumido) é refinada pela Galp Energia, e é daqui que vêm os lucros. Deixar de abastecer na Galp para abastecer noutro local é igual, a Galp (Galp Energia, grupo) lucra na mesma, quem perde são os revendedores que apesar dos aumentos continuam com as mesmas margens de lucro. Aliás, ainda não vi nenhum revendedor a andar de Ferrari desde a liberalização dos combustíveis, os carros e as casas continuam as mesmas à alguns anos.

Temos que perceber uma coisa, o preço do petróleo subiu e o preço da refinação também, existem novas limitações por causa da poluição principalmente em termos de refinação para que o combustível tenha um baixo teor de enxofre, e isso custa dinheiro.

Atenção que não estou aqui a defender ninguém, simplesmente acho anedótico todo este movimento que aparece de 2 em 2 anos com boicotes a certas marcas e “mass-mails” a dizer que estão indignados e que se sentem insultados e outras palavras da moda…

Para reduzirmos os preços do combustível podemos abastecer onde é mais barato (ajuda a estimular a concorrência), praticar ecodriving para reduzir os consumos e usar o carro para o mínimo indispensável.

É que a triste realidade é esta, o combustível continua a subir mas toda a gente leva o carro para a porta do café, toda a gente fica com o carro a trabalhar enquanto conversa ao telemóvel lá dentro, toda a gente faz arranques nos semáforos e conduz de forma agressiva.

Ou o combustível não está assim tão caro ou afinal os ordenados dos portugueses até andam a aumentar consideravelmente acompanhando a inflação.

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2017 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.