Compra de carro e os custos associados

Publicado a por Eduardo

Carro à venda para compraEstá a chegar aquela altura em que muita gente aproveita para comprar carro. Entra um dinheiro extra no Natal e as poupanças de todo o ano estão prontas para serem gastas num carro novo.

No entanto, principalmente aqueles que vão adquirir o seu primeiro carro, não sabem que a compra de um carro é mais do que pagar o seu valor, meter combustível e andar. Alguns até se aventuram em grandes máquinas a preços apetecíveis sem saberem o que lhes espera a curto prazo.

Gastar o valor que se poupou por completo
Um erro comum é pensar em juntar €5000 (por exemplo) e gastar esses €5000 na compra de um carro. Outros encontram grandes máquinas no mercado de usados por €15.000 e em vez de adquirirem um pequeno familiar por esse valor optam pela grande máquina.
No final percebem que afinal fizeram uma grande asneira, e o orçamento disponível afinal era curto.

Os custos associados à compra de carro
Um carro novo tem custos associados à compra para lá do valor final da viatura, um carro usado ainda mais custos tem. Temos que pensar além do custo de aquisição e do combustível.

Precisamos de pagar o seguro, saber que valor vamos pagar de IMV todos os anos, contar com o custo da manutenção e respectivas peças e no caso dos usados ter algum valor de parte para uma eventual avaria ou revisão mais dispendiosa.

Devemos sempre fazer estas contas antes de avançar para a compra de um carro, e perceber se o nosso orçamento tem folga suficiente para acolher todas estas novas despesas. O que custa não é comprar um carro, o que custa é manter.

A grande máquina ao preço da chuva
Encontraram a máquina dos vossos sonhos a um preço imbatível, é a vossa oportunidade. Será?

A máquina dos vossos sonhos pode sofrer de uma elevada desvalorização, e aí temos que perceber se é apenas o mercado que rejeitou o modelo ou se a sua manutenção é astronómica. Caso contrário poderá ser um carro a chegar à altura de efectuar uma revisão dispendiosa (pneus, distribuição, velas, óleo). Depois temos dois cenários, ou o proprietário acha que não vale a pena investir mais naquele carro e desfaz-se dele ou então não tem capital para uma revisão tão dispendiosa e nesse caso podemos ter mais material por trocar.

Portanto antes de efectuarem a compra de carro devem pensar bem nos custos associados a este, e lembrem-se que um carro mesmo parado dá sempre despesa e degrada-se mais rapidamente.

Artigos relacionados

Poupar nos combustíveis com cartões de desconto
Poupar nos combustíveis com cartões de desconto
Qual o cartão de desconto dos combustíveis ideal para si? As contas estão feitas, agora é só escolher. Do cartão ACP BP, Inatel até ao cartão Poupa Mais.
Comprar carro usado, como fazer um bom negócio?
Comprar carro usado, como fazer um bom negócio?
Se vai comprar um carro usado siga estes conselhos para fazer um bom negócio. Verifique os quilómetros, as revisões e sobretudo a documentação do carro!
Como importar um Opel Ampera
Como importar um Opel Ampera
Guia com todos os passos para importar um Opel Ampera ou outro veículo plug-in para Portugal. A mesma lógica também se aplica a carros a gasolina e gasóleo.

Comentários

Simon Says
02/12/2009 11:34
Para além destas dicas, que são excelentes, uma boa pesquisa na Net sobre o automóvel a adquirir ajuda bastante.

Sites como o Honest John (www.honestjohn.co.uk), edmunds.com, entre outros têm informações vitais sobre as avarias mais comuns de determinado modelo (usado) e pequenas falhas inesperadas, que são inerentes ao design do veículo.

Por exemplo, alguns modelos deixam entrar água na bagageira se abrirmos a porta traseira depois de chover. Outros precisam de lubrificação especial no limpa-vidros para não avariar. Outros ainda têm "recalls" que convém terem sido corrigidas. O melhor é mesmo procurar saber a quem tem ou já teve o modelo XPTO antes de desembolsar o nosso dinheiro.

Já agora, para quem compra usado, se comprarem uma viatura com matrícula anterior a 1 de Julho de 2007, só pagará o selo "antigo" anualmente (na maioria dos casos não ultrapassa €50) e não o imposto anual astronómico de três dígitos em vigor desde então.
Eduardo
02/12/2009 19:35
Simon óptimas dicas, um bom complemento!
Fernando C
Fernando C
09/12/2009 06:33
Em complemento aos sites de pesquisa, existem alguns com comentários dos utilizadores/condutores que são bastante úteis: www.carsurvey.org, www.parkers.co.uk e www.whatcar.co.uk.

É pena que não exista nada assim para o mercado português, andaríamos, de certeza, muito melhor informados.

Para dicas sobre carros usados existe um site cheio de informação para quem necessita/aprecia uma condução a custos muito controlados e não sofre do "síndrome de carro novo", "síndrome de carro da moda" ou mesmo do "síndrome de carro sem mossas", é o http://bangernomics.tripod.com/ inspirado no livro bangernomincs (www.bangernomics.com) do jornalista James Ruppert - que inventou o termo bangernomics. Este resulta da junção da palavra 'banger' (carro velho e barulhento/chasso/xanato) com a palavra 'economics'.

Boa leitura.
Eduardo
11/12/2009 00:36
Fernando C mais umas boas dicas, desconhecia por completo o Bangernomics!

Adicionar comentário

Obrigado, o seu comentário encontra-se a aguardar aprovação. Receberá um email quando este for publicado
Existem erros no formulário, por favor reveja os campos assinalados.
O seu email apenas é usado para controlo de Spam e apresentar a sua imagem personalizada através do serviço Gravatar