É proibido vender carros a gasolina?

Motor Jaguar a gasóleoRecentemente andei pelo Auto Sapo e Standvirtual à procura de um carro a gasolina recente com estofos em pele, ar condicionado e com alguma potência até aos 18.000 Eur. A impressão com que fiquei é que nos últimos 6 anos apenas se venderam Cooper S e Golf GTI.

No Standvirtual com os mesmos parâmetros de pesquisa tenho 24 resultados para carros a gasolina e 246 resultados para carros a gasóleo. Comprar um carro usado a gasolina com algum equipamento e potência está a tornar-se complicado, e os bons resultados para estes valores que encontrei em 2006 quando comprei o 406 Coupé desapareceram.

O pior mesmo foi quando fiz a mesma pesquisa para carros a gasóleo e encontrei carros mais recentes, com menos quilómetros e mais equipamento ao mesmo preço que outros a gasolina com mais 2 anos em cima. A famosa desvalorização que tanto apregoavam afinal desapareceu, o mercado está inundado de carros a gasóleo.

Mas achei estranho este fenómeno. A partir de 06/2007 até percebo porque o IUC passou a ter um valor obsceno, mas porque raio vinham as versões a gasóleo mais equipadas do que a gasolina? Decidi fazer algumas configurações de carros novos e fiquei espantado.

No configurador da Citroën um C5 apenas tem disponível um motor de 155cv a gasolina na versão Seduction. Se quisermos mais equipamento temos que optar pela motorização a gasóleo. Mas a Citroën também já só vende o C6 a gasóleo e até lançaram um híbrido a gasóleo, será um mau exemplo.

Acedi então ao configurador da Chevrolet e fiz a mesma experiência com o Cruze porque apenas tem dois motores semelhantes. Exactamente a mesma coisa, apenas na versão a gasóleo é possível escolher estofos em pele e ter acesso às jantes em 17″.

A mesma história repete-se com outros fabricantes, parece que evitam ao máximo vender carros a gasolina, ou então o carro a gasolina passou a ser um carro de pobre apesar dos consumos e do preço elevado da gasolina 😆 As poucas excepções aparecem nos japoneses e alguns alemães, mas mesmo nesses nos usados só se encontram a gasóleo, com a excepção de alguns híbridos ou modelos que apenas permitiam um motor a gasolina.

O mercado dos usados não está famoso para comprar uma máquina recente a gasolina.

TrânsitoAcidente na Av. da LiberdadePreços de combustíveis

Comentários a “É proibido vender carros a gasolina?”

Pedro comentou:
06/05/2012 15:31

Estou consigo nesta batalha. Nao entendo a fixação pelos Diesel. Ando à procura de um carro potente a gasolina para por a GPL e so me aparecem badamecos fumarolas.

Gasolina sempre! comentou:
06/05/2012 16:31

A mentalidade do ‘tuga’ está a mudar. Antes ser acelera era sinónimo de 106GTi ou Saxo Cup. Agora tudo se resume a ter um Ibiza TDi, instalar uma linha directa de escape e remover tudo o que são restritores de potência (não esquecer a famosa ‘repro’). O resultado vê-se, e bem! Grandes e densas nuvens de fumo preto carregadas de partículas cancerígenas com um cheiro quente a podre que tapam a visão dos restantes condutores nas cidades. Mas como gasta e polui menos, já não é tão chato!
Na Europa já não há o prazer de conduzir.. Há o poupar. Por isso as marcas fazem de tudo para agradar aos clientes e às gasolineiras para que assim seja. Se os motores a Gasolina se vendessem tanto quanto os motores a Gasóleo, até podia já existir tecnologia que permitisse ter um bom carro a Gasolina sem gastar metade do que gasta um motor Diesel.
Prazer de conduzir está em ter potência sem dependência de turbos e acima de tudo que permita uma condução ao extremo (redline). Isso acaba quando se tem motores Turbodependentes como os TDi’s em que 90% da potência e binário são exclusivamente fruto do que o turbo consegue dar e morrem às 4500rpm. É triste? Sim! Mas como dá para poupar…
Portugal começa a meter nojo com tanto gasóleo e os meninos que modificam carros a gasóleo têm todos cara de quem no futuro tem grandes hipóteses de chegar a Primeiro-Ministro ou a Presidente (com sorte têm a 4a classe lol).

Hugo Miguel Lopes comentou:
21/06/2012 14:53

As marcas fazem tudo por tudo para fazer valer o investimento na tecnologia diesel… Isso sim compromete o desempenho das vendas dos modelos a gasolina. Um motor de ciclo otto é sempre mais suave de se conduzir, e ao contrário do que as marcas apregoam, não é mais poluente que o diesel. As emissão de CO2 homologadas e reais são superiores nas versões a gasolina, mas no resto das emissões os diesel são uma calamidade escondida pelas marcas e pela UE, mas que não passou despercebida da OMS que já declarou os gases de escape diesel com altamente cancerigenos, assim como o amianto!

A propósito do mercado, verifiquem apenas quanto custa o Ford Focus 1.0 Ecoboost (125cv) e o seu equivalente TDCI (116cv)…

Cumprimentos e bons Km em ottos!

Eduardo comentou:
25/06/2012 01:12

Esse motor da Ford é muito interessante. Aliás, vai ser esse o futuro dos motores a gasolina, downsizing aliado a turbos e compressores. Basta ver o motor bastante interessante que a Nissan meteu no DeltaWing em Le Mans.

Spitfire comentou:
12/08/2012 21:25

Há uns anos fui a um representante de uma marca nipónica a sondar mercado. Perguntei ao vendedor por um carro de três portas e a gasolina, e o homem começou a coçar a cabeça enquanto dizia “isso demora muito a entregar… vende-se pouco”.

Cledónio comentou:
13/08/2012 10:15

Não te ocorreu pesquisar um pouco por Volvo?
Os S60 T4 e T5 têm motores interessantes a gasolina (entre os 180 e os 250cv) e o design é – na minha opinião pessoal – muito interessante.

Cledónio comentou:
13/08/2012 10:53

À umas semanas atrás, vinha atrás de um C6 na autoestrada.. o carro parecia que sobrevoava a estrada 🙂 o conforto deve ser verdadeiramente excepcional. O C6 com tratamento acústico deve ficar ao nível de um Rolls! 🙂

Gostava de conhecer detalhes do C6 para ver a qualidade de construção deste automóvel, que tal como do 406, nada fica atrás de um qualquer alemão

Eduardo comentou:
15/08/2012 11:38

Cheguei a procurar por um S60 porque também me agrada o design do carro, mas só encontrava carros com alguns anos em cima e com pouco equipamento.

Ainda estive com o bichinho de ir buscar um S80, mas o carro tinha matricula do consulado e a nova matricula já pagava IUC pelas tabelas de 2012. Como era um 3.2 a gasolina estava já fora de questão, e como lhe faltava algum equipamento que era opcional desisti.

O C6 era o único que tinha tudo o que queria em termos de equipamento, conforto e segurança, o único senão é ser a gasóleo mas até agora estou bastante satisfeito porque não se ouve nada dentro do habitáculo, não se sentem vibrações do motor e como tem FAP não deita aquele cheiro nauseabundo a gasóleo. Só a abastecer é que é preciso usar uns guardanapos e tal…

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2016 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.