Guia da insonorização automóvel

Insonorização num automóvel com DynamatUm carro sem ruídos parasitas e devidamente insonorizado transmite uma sensação de conforto superior a outro carro. A sensação de passar num buraco é totalmente diferente quando não existe nenhum ruído associado ou quando parece que o carro se vai desmontar, apesar da força da pancada ser igual.

A ausência de ruídos aerodinâmicos, assim como ruídos externos de rolamento dos outros veículos ou dos seus motores transmite uma sensação de luxo e conforto fenomenal. Não é por isso de estranhar que várias marcas invistam na insonorização das suas viaturas de topo. E a marca de topo em insonorização é a Rolls-Royce.

O processo inicia-se sempre com testes em túnel de vento para identificar e atenuar os ruídos aerodinâmicos de uma viatura e no final opta-se pela aplicação de material que forneça massa à chapa ou mesmo pela adopção de vidros laminados ou duplos para reduzir os ruídos aerodinâmicos.

Mas, ao contrário de um Rolls-Royce, existem compromissos monetários noutras marcas que fazem com que não se invista tanto na insonorização. Nestes casos podemos nós iniciar os trabalhos de insonorização para o tornar o nosso carro mais confortável e silencioso, e se forem adeptos do car áudio então as melhorias ainda são mais notáveis.

O meu carro é até bastante silencioso tendo em conta o ano do projecto e a tecnologia disponível na altura. É até mais silencioso que outros carros do mesmo segmento lançados posteriormente. No entanto sempre quis ter um carro que ao fechar a porta deixasse de ouvir o que se passa lá fora e com a insonorização (que ainda não se encontra terminada) consegui isso, e melhorei bastante o rendimento do meu sistema de som. No antigo site do meu 406 Coupé tinha todas as etapas da insonorização acompanhadas de fotografias. Decidi assim partilhar aqui o know-how que adquiri durante este processo para quem se deseja iniciar nestas lides.

Identificar as fontes de ruído num automóvel

Mapa de ruído do 406 CoupéExistem 3 fontes principais de ruído num automóvel: o conjunto motor/escape, o ruído de rolamento e o ruído aerodinâmico.

Estão a pensar que o ruído de rolamento e o ruído aerodinâmico são a mesma coisa, mas apesar de ambos aparecerem com a viatura em movimento combatem-se de formas distintas.

Mas vamos por partes. Antes de enchermos o carro de material para insonorização devemos confirmar se não é possível atenuar estes ruídos de outra forma. Se o nosso carro faz barulho porque tem uma fuga de escape devemos corrigir essa fuga e não insonorizar o carro para atenuar esse ruído.

No caso dos ruídos de motor e escape devemos ter em atenção se não temos nenhuma fuga de escape e se os apoios do escape estão em condições. O mesmo se aplica aos apoios do motor para reduzir vibrações para o habitáculo. Devemos também verificar se o motor está a trabalhar devidamente afinado. Um motor com as revisões em dia e a funcionar em condições vai produzir menos ruído do que um motor desafinado.

No ruído de rolamento podemos verificar se os pneus estão em condições e optar por uns pneus mais silenciosos. Pneus de turismo aconselham-se, devemos fugir de pneus com piso em V para evitar ruído de rolamento muito presente. Devemos também ter em mente se os rolamentos se encontram em condições, se as jantes estão devidamente calibradas, a direcção alinhada e a pressão dos pneus é a correcta.

No caso dos ruídos aerodinâmicos temos pouco espaço de manobra porque depende muito da concepção da viatura. Devemos no entanto verificar o estado das borrachas, e aqui o Gummi Pflege da Einzett faz maravilhas para restaurar e manter as borrachas em condições. Devemos ainda verificar se as nossas portas estão afinadas e a fechar correctamente.

Material a usar e as suas aplicações

Existe muito material à venda para insonorização. Em vários fóruns vêm-se aplicações de placas de alcatrão normalmente utilizadas na construção civil, mas este material além de pesado tem um cheiro incomodativo e tem tendência a descolar. É barato, mas não foi feito a pensar na aplicação no automóvel.

Eu aconselho a utilização de material de qualidade feito a pensar em automóveis. Uma insonorização não é feita com a poupança em mente mas sim com resultados. Se querem fazer uma insonorização sem gastar dinheiro então aconselho que não o façam porque se vão arrepender.

No meu caso usei apenas material da Dynamat e da Brax, mas existe também a Second Skin com material de insonorização de elevada qualidade, tão bom como Dynamat.

Falando da Dynamat, usei o Extreme e o Dynaliner. O Dynamat Extreme é uma placa de butil e alumínio, é auto-adesiva e bastante maleável. Pode ser cortado com facilidade com uma tesoura forte e é relativamente leve e não deita qualquer cheiro, mesmo durante o Verão com o calor intenso. A aplicação é simples, basta limpar bem a chapa para garantir uma adesão perfeita e passar com um rolo por cima para retirar qualquer bolha de ar que possa ficar durante a aplicação e garantir um contacto a 100% com a chapa.

Estas placas dão massa à chapa, ou seja, tornam-na mais rija reduzindo vibrações e criando uma barreira para o ruído (especialmente graves) e para o calor. São o primeiro passo numa insonorização e é aqui que se notam mais resultados. Podem ver no vídeo em baixo a diferença entre um painel insonorizado com Dynamat Extreme e um painel sem insonorização.

O Dynamat Dynaliner deve ser colocado por cima do Extreme. É um material esponjoso, extremamente leve e é mais eficiente a absorver ruídos agudos. É também útil para evitar ruídos parasitas em algumas situações. Este material é resistente a água e óleo e pode ser aplicado em qualquer local.

Usei ainda o Brax eXvibration que é um produto viscoso que deve ser aplicado com uma trincha ou à pistola e que é ideal para todos os locais onde aplicar Dynamat Extreme não é viável. Cheguei a fazer alguns testes aplicando o eXvibration no topo do Dynamat mas os resultados não compensam o tempo de aplicação daquele produto. Utilizei-o no entanto com óptimos resultados nos plásticos das cavas das rodas e nos painéis interiores de plástico.

Um bom local de aplicação será por baixo do carro, sobreposto por um anti-gravilha mas aqui é necessário ter um elevador ou colocar o carro sobre 4 preguiças e fazer esta operação com muito tempo e paciência.

Para locais de contacto de plástico com plástico ou com tendência a criar ruídos parasitas usei fita de tecido da Würth. Se encontrarem fios em contacto com a chapa ou plástico é boa ideia isolar os mesmos com fita de tecido.

De todo o material que usei apenas um não era indicado para automóvel. Tratou-se de uma espuma de polietileno de baixa densidade utilizada normalmente para soalhos flutuantes, mas tem uma capacidade de absorção de frequências altas interessante e resiste a temperaturas bem superiores às que se fazem sentir num carro num dia de calor intenso. Esta espuma foi usada apenas para
encher painéis que são ocos para evitar a propagação de ruído pelo habitáculo.

Métodos e verificações antes de iniciar a insonorização

Eu aconselho a iniciar uma insonorização por partes. O ideal será mesmo insonorizar por exemplo as portas e os pilares A para ganharmos alguma experiência em locais de aplicação diferente. Devem então montar tudo e circular com o carro uns dias para verificar se as guarnições estão de forma sólida no seu local e se não existem ruídos provenientes das operações que efectuaram. Após este passo podemos então fazer tudo de uma só vez.

Se não tiverem essa possibilidade podem fazer a insonorização totalmente por partes, embora seja mais trabalhoso porque vai ser necessário montar e desmontar as mesmas guarnições várias vezes.

Sempre que desmontamos uma guarnição de uma porta ou outro tipo de painel devemos aplicar molas novas (se estas forem de plástico) e verificar se os parafusos se encontram em condições. Desta forma garantimos que estas ficam fixas e não vão produzir ruídos parasitas.

Se acham que o vosso carro não tem ruídos parasitas esperem até iniciarem uma insonorização. Conforme vão reduzindo o nível de ruído no interior do carro vão aparecendo ruídos parasitas que se encontravam camuflados porque o volume do ruído exterior abafava este som.

É por isso importante, sempre que iniciamos uma insonorização, ter em mente que componentes do habitáculo podem produzir ruídos e vibrações. Por exemplo, se formos insonorizar a consola central e verificarmos que o cinzeiro do carro assenta em plástico, é uma boa ideia aplicar fita de tecido na área de contacto para evitar posteriores ruídos.

Outra ideia é aplicar espuma ou material esponjoso que consiga absorver vibrações quando exista espaço para tal.

Ao colocarmos uma guarnição novamente no local devemos também ter em atenção que esta fica presa de uma forma sólida. Deixo no entanto um aviso, dum erro que fiz na minha insonorização. Os parafusos querem-se fixos sem qualquer movimento, as molas que prendem as guarnições já não funcionam da mesma forma. Estas devem ter sempre alguma margem de manobra para se movimentar, caso contrário com as vibrações a que está sujeito o automóvel (principalmente em piso degradado) as molas vão acabar por ceder por não terem possibilidade de se mover.

Algo que é de extrema importância e espero que tenham isto em mente se iniciarem uma insonorização: Um carro não é estático e tem partes que se movem. Elevadores de vidros, fechaduras, etc. Sempre que aplicamos material de insonorização devemos ter em atenção que não vamos interferir com estas partes móveis. Também precisamos de ter em conta parafusos, rebites e até buracos na chapa que são usados para acesso a outras áreas. A insonorização vai ter mais resultados se taparmos tudo e mais alguma coisa, mas no futuro poderá sair caro se for necessária uma intervenção na viatura.

Devemos também ter em atenção o espaço entre a guarnição e a chapa e não devemos aplicar material muito espesso onde não existe margem de manobra. Ao colocarmos as guarnições no sitio estas ou não entram ou entram forçadas e o mais provável é acabarem por saltar. Vi um caso destes num fórum onde vários utilizadores estavam a partilhar as suas experiências em insonorização.

Primeiro passo: Portas

Portas do 406 Coupé com Dynamat ExtremeO primeiro local a iniciar uma insonorização são as portas do carro. É aqui que vão notar mais diferenças porque estão sentados ao lado delas, embora os ouvidos estejam a um nível superior, mas lá chegaremos.

As portas de um carro normalmente têm duas áreas de chapa, uma interior e outra exterior. Em ambas devemos aplicar material como o Dynamat Extreme para garantir os melhores resultados possíveis, especialmente para melhorar o rendimento do vosso sistema de som. A porta deve ser toda cobertura de cima a baixo.

Após aplicar as placas de butil na chapa da porta é também aconselhável aplicar este material nos elevadores dos vidros para evitar vibrações.

Se tiverem um bom sistema de som é uma boa ideia aplicar material que evite a ressonância do som nas portas e a distorção. No meu caso apliquei Focal Plain-Chant e tive uma melhoria interessante no médio-grave. A Dynamat tem o Dynaxorb que é semelhante.

Temos agora as nossas portas insonorizadas, especialmente para ruídos graves. Devemos então aplicar por cima do butil material esponjoso como o Dynamat Dynaliner de forma a reduzir também ruídos agudos. É boa ideia, se existir espaço, aplicar este tipo de material no interior das guarnições da porta pois ajudam a reduzir ruídos parasitas e criam mais uma barreira para ruído.

Após terminarem esta operação coloquem tudo no sitio e vão dar uma volta para verificar as diferenças e vão ver que não querem outra coisa.

Bagageira

Bagageira do 406 Coupé com Dynamat Extreme e Brax eXvibrationApós a insonorização das portas, aconselho a insonorização da bagageira na totalidade. O piso, as laterais e a tampa da bagageira são locais que deixam passar muito ruído porque a carpete é menos espessa que no habitáculo e por ser uma área aberta o som propaga-se rapidamente.

No piso da bagageira aconselho mesmo a aplicar duas camadas de butil no local onde se encontra o escape para cortar calor e ruído proveniente da última panela. O Dynaliner de que tenho falado não é aqui muito útil, apenas nas laterais da bagageira. Para utilizar no piso da bagageira o aconselhado será o DynaPad que é vocacionado para frequências graves.

Normalmente esta é uma parte onde a aplicação é simples porque a chapa tem tendência a ser lisa nesta área para maximizar o espaço de carga. É também nesta área onde se encontra material insonorizante aplicado de origem, mesmo em viaturas com uma construção mais simples.

Se tiverem som no vosso carro e caso tenham na bagageira um subwoofer ou umas colunas que movam bastante ar vão verificar uma melhoria interessante nos graves.

Caso tenham um carro de duas ou quatro portas com uma chapeleira em metal, como é o meu caso, devem insonorizar a mesma para reduzir vibrações. Nesta área a chapa costuma ser bastante mais fina que no resto do carro por não ser um componente estrutural, daí que seja aconselhável aplicar duas camadas de Dynamat Extreme.

Piso do habitáculo

O piso do habitáculo é uma área onde ainda não terminei a insonorização, no entanto já apliquei material nalgumas áreas e deu para efectuar alguns testes e comparar resultados. O ideal aqui é a aplicação de Dynamat Extreme para dar massa à chapa e cortar as frequências graves que vêm da linha de escape e do ruído de rolamento. Se existir espaço para tal devem ser aplicadas duas camadas, especialmente onde os passageiros colocam os pés para que sejam anuladas as vibrações do chassis que são transmitidas para o nosso corpo.

Tal como na bagageira o aconselhado para aplicar por cima do Extreme será o DynaPad que é vocacionado para frequências graves.

Se tiverem a possibilidade devem também insonorizar a firewall que ajuda a reduzir não só o ruído do motor mas também ajuda a atenuar o ruído de rolamento e torna o habitáculo mais fresco.

Pilares

Pilares A do 406 Coupé insonorizadosApós insonorizarmos as portas, a bagageira e o piso do habitáculo as reduções de ruído vão começar a ser menos perceptíveis. Por outro lado os locais de entrada de ruído vão ser mais localizados, e possivelmente vão verificar que os pilares têm um elevado ruído aerodinâmico. Devemos aqui fazer uma aplicação semelhante à efectuada nas portas, com Extreme aplicado nas várias camadas de chapa e por fim Dynaliner para bloquear as frequências agudas criadas pelos ruídos aerodinâmicos, aplicando-o também nas guarnições.

Se tiverem acesso a algum tipo de espuma como a espuma de polietileno podem encher os pilares para evitar a propagação do ruído. Nunca usem espuma de poliuretano para estas aplicações, esta vai expandir e ficar rija e se for para algum local indesejado vai ser complicado remover a mesma. A sua expansão pode até danificar os pilares da viatura e a sua capacidade de absorção de ruído não é ideal.

Tejadilho

Tejadilho do 406 Coupé insonorizadoSe são adeptos de sound quality e prezam o palco sonoro do vosso sistema então a insonorização do tejadilho vai-vos deixar bastante satisfeitos. Eu notei um palco mais presente e definido com uma dinâmica mais apurada.

Se fazem muita auto-estrada também vão notar uma redução do ruído aerodinâmico, especialmente em dias de chuva. O meu maior espanto foi mesmo ao pé do aeroporto de Lisboa ter o ruído dos aviões a entrar apenas pelos vidros.

No tejadilho devemos aplicar pouco material, basta uma camada de Extreme para dar massa à chapa e uma camada de Dynaliner para cortar as frequências agudas.

Capot

Capot com Dynamat Extreme no 406 CoupéAgora que o habitáculo está totalmente insonorizado devemos passar a insonorização para o exterior da viatura para evitar que os ruídos se propaguem. Um bom local para começar será o capot para evitar que o barulho do motor invada o habitáculo através do pára-brisas.

Volto a frisar que é bastante importante utilizar material desenvolvido para aplicação em automóveis devido às elevadas temperaturas que se fazem sentir nesta área.

No meu caso apenas apliquei uma camada de Dynamat Extreme por baixo da cobertura original que já fornece uma protecção térmica e atenua o ruído do motor. Podem aplicar duas camadas ou remover a protecção original e aplicar Hoodliner, mas eu preferi manter o aspecto original e permitir que algum barulho do motor entre no habitáculo porque gosto de trocar as mudanças por ouvido, porque quando tenho a música mais alta não oiço o motor e às vezes lá dou por mim com o carro a morrer.

Cavas de roda

Pneus Michelin Primacy HPO ruído de rolamento das cavas de roda é bastante incomodativo e fica muito presente, principalmente em piso degradado ou com um alcatrão de qualidade inferior. Tal como indiquei no inicio o ideal é ter uns pneus com baixo ruído de rolamento, é por isso que optei pelos Michelin Primacy HP.

No entanto apliquei Brax eXvibration no interior das protecções plásticas das cavas da roda. Se tiverem espaço para isso o ideal é aplicar Dynamat Extreme no exterior do carro nas áreas de chapa que dão para o habitáculo. É algo que não fiz, confesso, mas estou tentado a aplicar algum Dynamat naquela área porque fica protegido dos elementos.

Resultados no 406 Coupé

No meu carro, apesar da insonorização ainda não estar terminada consegui reduzir cerca de 15dB no nível de ruído no habitáculo. Posso circular em auto-estrada e falar normalmente com os passageiros sem ser necessário elevar a voz. O carro ficou mais pesado, deve ter em material de insonorização cerca de 30kg a mais, mas está mais sólido e o conforto é totalmente diferente.

Noto quando ando noutro carro a quantidade de ruído que invade o habitáculo, especialmente em auto-estrada.

Em termos de conforto térmico existem diferenças também, mas não são tão notórias. Na bagageira notava a área da última panela sempre quente e agora encontra-se fresca, e no capot após uma viagem grande está apenas morno, enquanto que anteriormente ficava bem quente. No Smart da minha namorada apliquei Dynamat Extreme na cobertura do motor por esta razão, para evitar que o calor passasse para a área da bagageira que também aquecia bastante e as diferenças notam-se bem ao toque.

Se tiverem algumas dúvidas ou sugestões podem deixar um comentário que terei todo o gosto em vos responder. Infelizmente não posso é dar opinião sobre produtos que não experimentei, daí que tenha partilhado a minha experiência apenas com os produtos da Dynamat e da Brax.

Actualização a 19/08/2014:
Criei um novo website, Sound Deadening, onde partilho as etapas da insonorização do 406 Coupé.
Mito TDISite Mais GasolinaColocar o cinto de segurança

Comentários a “Guia da insonorização automóvel”

JCosta comentou:
16/09/2011 17:20

Viva

Comprei um Ford Fiesta Trend 1.25 de 2010 com pouco mais de um ano e cerca de 15.000km.
Acho o carro bastante razoável com excepção de um aspecto bastante importante.
Apesar de descrito como bastante silencioso, apresenta um elevado nível de ruído no habitáculo que surge a baixas velocidades e aumenta quando esta se eleva. O ruído tem sobretufo a ver com o rolamento dos pneus.
Gostaria de saber se mais alguém se deparou com este problema e se valeria a pena insonorizar.
Muito obrigado pela ajuda.

Eduardo comentou:
18/09/2011 23:15

JCosta quais são os pneus que equipam o carro?

jCosta comentou:
19/09/2011 21:13

Caro Eduardo

Obrigado pela sua atenção
Os pneus são ContiPremiumContact2, 195/50R15 (vi esta referência pelo livrete)
São ruidosos?
Muito obrigado

Eduardo comentou:
21/09/2011 20:37

Esses pneus são considerados silenciosos, se não estiverem ovalizados e se as jantes estiverem direitas e equilibradas então só insonorizando.

Já agora o ruído produzido tem uma tonalidade grave ou aguda?

JCosta comentou:
22/09/2011 10:22

Caro Eduardo

O som é grave (na tonalidade).
O carro parece não ter sido isolado embora a Ford e alguns testadores o considerem bastante silencioso. Os mecânicos da Ford dizem que é normal neste modelo…

Eduardo comentou:
02/10/2011 15:55

Nesse caso nada a fazer, só mesmo insonorizando.

danyel ribeiro comentou:
28/10/2011 20:59

boa noite desde ja parabens pela pagina, eu andava pela net a procura de soluçoes para insonorizaçoes, e encontrei esta pagina, a minha questao é a seguinte, eu tenho um mini 1000 que esta todo desmontado para restauro, e queria uma opiniao,sera que da resultado insonorizar um mini?, queria po lo com o menor ruido possivel!
ja agora se me pudesse dizer quais os materiais que aconselha, onde os posso comprar e qual o preço aproximado eu agradecia lhe imenso….
cumprimentos

Eduardo comentou:
19/11/2011 14:40

Qualquer carro dá para insonorizar, mas existem carros que são ruidosos por natureza e por muito que se invista nunca vamos ter um carro silencioso como um sarcófago.

Uma insonorização simples na firewall e no piso do habitáculo à frente é por vezes suficiente para reduzir em 10dB o ruído no interior do carro e reduzir o calor e vibrações transmitidos do motor.

Se o barulho do escape for muito presente no habitáculo então insonorizar o piso da bagageira e a chapa entre a bagageira e o habitáculo é uma boa ideia.

Sousa comentou:
11/12/2011 13:58

boas amigo
eu tenho um seat leon 1p de 2008
sempre achei o carro muito barulhento em questão aos ruídos
gostava de começar a fazer uma boa insonorização nas portas para eliminar os ruídos das portas e dos plásticos
que me aconselhas a colocar amigo????

abraço

Ricardo Gonçalves comentou:
19/12/2011 21:15

Boa Noite, por acaso não tem fotos da insonorização do seu smart?

jose antonio silva comentou:
30/12/2011 16:15

Caro Senhor J. Costa :

Li com atenção o trabalho dedicado ao seu carro e depreendi que ficou satisfeito com a insonorização feita . Adquiri um VOLVO S60 D5 que em relação a barulhos de rolamento é farto e bem abastecido ; anteriormente tinha Mercedes CLK , que diferença entre esta marca e a Volvo, pergunto-lhe :

Faz trabalhos extra em viaturas não suas????

Se sim , informe-me pois estarei interessado em melhorar as condições do Volvo .

Moro em Vila Nova de Gaia e gostava de ter ajuda em insonorizar o Volvo.

Cumps

Eduardo comentou:
31/12/2011 16:05

Ricardo Gonçalves no Smart apenas foi aplicado Dynamat Extreme na tampa do motor, não foi feita ainda nenhuma insonorização a fundo.

Por acaso é algo que tenho pensado muito, e naquele carro uma insonorização é complicada porque tem muito metal exposto e muito vidro num habitáculo pequeno.

Nunca desmontei nenhum, mas as portas parecem ser muito finas, e sendo plástico o Dynamat Extreme não trará muitos resultados, embora ajude. Naquele carro, na minha opinião, é encher todos os recantos com esponja.

João de Almeida comentou:
29/02/2012 11:25

Podia me dar uns conselhos para insonorizar um Smart que comprei para a minha namorada em segunda mão.
O facto é que sou paranoico com barulhos e todos os conselhos são bem vindos!!

Joaquim Monteiro comentou:
20/05/2012 15:56

Olá
Adquiri um Ford Fista Rocam 1.6 em outubro/11 – ele começou a apresentar um ruído na parte lateral esquerda traseira, ao lado da poltrona. Levei-o à Concessionária, achando que poderia ser o (mal) acabamento plástico, mas eles disseram ter removido banco e acabamentos e que, andando com ele assim, apresentava o mesmo ruído. Então disseram que eram as placas da lateral, a externa e interna, que estavam se chocando. Disseram ter comprimido uma de encontrao à outra, através de batidas com ferramenta própria. Após uma semana de uso o barunho retornou, mais frequente. Já pela 3ª vez deixei o veiculo na concessionaria, por 5 dias, pois eles disseram que iriam aspergir um spray com um produto químico que, ao secar, viraria uma borracha, com isso evitando o contato entres as placas de metal. Pois bem, uns 20 dias apos, parece que as ‘placas se soltaram de novo’ e o barulho retornou com toda sua graça.
Existem mesmo essas placas na lateral do veículo? (como disse: lateral traseira esquerda, próximo da entrada do abastecimento) E se existem, como fazer para isolar uma da outra? (se for esse o problema, por certo foi erro da montadora).
Agradeço uma sugestão. Veleu.

anderson duarte comentou:
28/05/2012 20:31

amigo, onde acho estes produtos importados Dynamat, etc, achei fera seu tópico, mas onde encontro este produto ou loja especializada no serviço, abraços sp-sp

Eduardo comentou:
18/06/2012 19:29

Joaquim Monteiro o ideal é colocar fita de tecido nos pontos de contacto para evitar o ruído ou algo mais felpudo tipo feltro para absorver um pouco o ruído.

Fernando Cezar comentou:
31/07/2012 19:53

Excelente, também sou adepto da qualidade sonora dentro do veículo, acredito que o trabalho muito bem feito e ilustrado ratifica o que eu já imaginava em termos de insonorização. Como faço para adquirir o dinamat extreme e o Dynamat Dynaliner, além de algumas outras sugestões que o amigo nos brinda com seu importantíssimo e elucidativo artigo. Parabéns pela excelente apresentação.

Joana comentou:
22/08/2012 14:55

Olá,no caso do barulho da porta do Uno 2008 ao fechar,tem alguma coisa que possa diminuir????
Valeu pelo post!!!

Felipe comentou:
16/09/2012 17:57

Olá amigo,
Você citou a fita de tecida da Würth. Você tem o codigo do produto? Pois não estou achando. Obrigado!
Parabéns pelo artigo, muito esclarecedor!

Eduardo comentou:
23/09/2012 15:09

Já não tenho o código da fita infelizmente.

pppietro comentou:
29/10/2012 19:20

Felipe

Olha no site: http://www.detailstore.pt/loja/product.php?id_product=104 .

Eduardo comentou:
01/11/2012 16:58

pppietro a fita é mesmo essa. Não aconselho no entanto a comprar nesse site, fiz uma encomenda de material da Second Skin (que pelo que vejo já não têm) e nem enviaram a encomenda nem responderam aos emails.

Acabei por perder tempo à espera de material para nada, e atrasou-me bastante alguns trabalhos que tinha programado para o 406 na altura.

Pedro comentou:
04/06/2013 21:16

Boas

Fiquei interessado na questão da insonorização.

Aquestão é onde arranjar o material utilizado e os preços.

Pretendia avançar com este projecto e os preços do dynamat no ebay não me parecem caros.

edinei comentou:
07/06/2013 15:04

bom dia amigo;tenho um palio 2007 1.0 elx,e ele passa muito ruido do motor pra dentro do carro.onde posso colocar essas aplicaçoes e se posso colocar manta asfaltica com aluminio no teto do carro? para silenciar o interior?

Eduardo comentou:
11/06/2013 16:45

Pedro algum do material comprei na caraudiosecurity.com, outro material numa loja alemã que já não está a funcionar. O Ebay também é um bom local para comparar preços, algumas lojas colocam lá directamente material à venda.

Edinei não aconselho esse tipo de tela. O ideal é optar por butyl, as telas com base de alcatrão são difíceis de aplicar, demasiado pesadas e com o calor deitam um cheiro desagradável e começam a descolar facilmente.

André comentou:
31/10/2013 15:09

Viva!
Faz esse trabalho para terceiros? Tenho um Série 1 algo ruidoso e que apresenta bastantes ruídos parasitas. As oficinas parecem não se interessar por esse tipo de trabalho, daí que estava disposto a pagar a alguém que soubesse o que está a fazer. Se estiver interessado contacte-me.

Manuel comentou:
02/11/2013 12:03

Olá, montei 4 colunas JBL num suzuki vitara de 3 portas, quando dou som toda a estrutura que segura a coluna vibra de tal maneira que só tenho ruido. procuro material para reduzir ao máximo a vibração causadas pelas colunas.
Têm ideias.? obrigado

Eduardo comentou:
03/11/2013 10:11

André não faço este tipo de trabalhos. Antigamente quem fazia isto eram as empresas de Car Audio, mas como grande parte encerrou já não sei quem trate disso. Mas sair bem caro.

Manuel se é a estrutura em si que vibra, se estiver montando em plástico o ideal é fazer uns postiços em MDF ou colocar fita de tecido em torno do aro na zona que encosta à coluna e à chapa e aplicar Dynamat ou algo semelhante para evitar que aquela zona vibre.

Eduardo comentou:
02/07/2014 10:11

Outra loja a evitar para comprar Dynamat e material de insonorização é a Krossover (krossover.pt).

Perguntei se tinham o material em stock, disseram que naquela manhã venderam as últimas 8 caixas de Dynaliner. Achei estranho, mas como foram os únicos que encontrei online em Portugal a vender este material dei o beneficio da dúvida. Ficou combinado assim que o material estivesse a chegar fazer o pagamento, que foi feito a 14 de Maio.

Entre desculpas que a pessoa que estava a responder aos emails estava doente, contactos telefónicos que nunca foram feitos e emails enviados sem resposta, pedi a devolução do montante. Disseram que iam fazer a devolução e enviavam o comprovativo, também nada.

Foi preciso contactar a KuantoKusta onde têm os produtos anunciados e de um dia para o outro tinha o dinheiro na conta. De 14 de Maio até hoje, 2 de Julho, estive à espera ou do material ou do dinheiro e a insonorização no C6 ficou atrasada assim como outros trabalhos que tinha a fazer no carro.

A Krossover é uma loja a evitar, muito mau serviço. Já tenho o material encomendado vindo do UK e o prazo de entrega pela transportadora é já esta Sexta-Feira.

E um bem haja à KuantoKusta que, sem qualquer obrigação, contactou a empresa e rapidamente me resolveram a situação.

Martim Azevedo comentou:
15/07/2014 20:13

Caro amigo o meu carro também faz muito barulho e quero aplicar alguma desta tela asfaltica no capom. Pode deixar aqui o endereço onde comprou a tela?

Eduardo comentou:
16/07/2014 23:38

Martim Azevedo atenção que a tela não é asfáltica mas sim de butyl. Não use telas desse género, são pesadas, não aderem devidamente à chapa e com o calor deitam cheiro.

Os produtos da Dynamat e da Second Skin não têm esse problema.

Eu encomendei o material na Sound Deadening Shop em Inglaterra. O envio é rápido e têm o material em stock.

Jo comentou:
29/10/2014 17:18

Você faz esse serviço num CLK 200 de 1998?
Obrigado

Eduardo comentou:
11/11/2014 10:01

Olá Jo, não faço insonorizações, apenas nos meus carros.

AMFL comentou:
08/05/2015 06:03

Boas

Li atentantamente a sua publicação sobre insonorização.
Achei muito útil e interessante.
Tenho o novo qashqai e comecei a insonorizar capot e portas.
Diferença abismal!!
Utilizei silent coat , que é similar ao dynamat..
Utilizei espuma de polietileno de alta densidade ( closed cell foam) de 10 mm , sendo precisamente o tapete térmico de acampamento . este tem uma barreira tipo alumínio. Foi colocada por cima do silent coat. Utilizei uma fita tipo scotch wheatherproof .para reforçar o silent coat e este é o dynaliner improvisado . isto para as portas. Resultado fantástico!!!!

Para as cavas da roda.
Reforçei por dentro apenas no tapete onde se metem os pés com aquela espuma de polietileno de baixa densidade com folha de alumínio de 3mm . utilizada para soalho flutuante.reforçado com material insorozinante composta por espumas grossas tipo reciclado com 2cm de grossura. Ainda nos plásticos na zona esquerda que lfica colada à cava das rodas,enfiei lá dentro esse material. Por fim levou no topo e preencher espaços na zona esquerda,coloquei uma espuma utilizada nos estúdios de som . consiste em telas de espuma com ondas . corrigem o som e são fono absorventes . resultado? Já não oiço o rolamento dos pneus e toda essa zona dos pés está mais confortável . os buracos e tampas da estrada levaram um grande atenuante. Recomendo!!!
Usei algo diferente para reforçar as borrachas vedantes das portas. Comprei borracha de calafetar janelas . cada carro tem que ser estudado onde faz mais sentido. O principio que utizei foi que tem de haver contato de borracha com borracha . resultado ? Maior estanquecidade nas portas. Atenção não colocar borracha de calafetar muito grossa, pois arriscam a folgar no futuro a porta .
Por enquanto é tudo…

Cumps

João Manuel Vieira Dowling comentou:
11/05/2015 15:21

Caro amigo,
Comprei há uma ano e seis meses uns Nissan Qashqai 360 mas isto ao nível de ruídos mais parece um caixote de grilos não obstante já ter conseguido detetar e solucionar alguns. Agora que já li toda a sua experiencia fiquei fascinado e tentado a ir para uma solução de portas e bagageira tudo de uma só vez com o Dynamat (extreme e dynalar) e finalizar com Braz exvibration.
Dada a sua experiência e para não andar a comprar às “mijinhas” que quantidades me aconselharia a comprar?
Vc por acaso tem fotos das várias fazes das aplicações?
Cumprimentos,
João Dowling
Faro

João Vieira comentou:
12/05/2015 10:53

Alguém me sabe dizer o nome de alguém para fazer a insonorização de um carro?

Eduardo comentou:
12/05/2015 11:59

AMFL em relação às borrachas não recomendo, existe sempre dilatação do material com o calor e com a pressão do ar a certas velocidades. O ideal é trocar se necessário por novas borrachas e manter as mesmas hidratadas.

João tenho várias fotos em Sound Deadening. A quantidade de material, será uma questão de medir o local onde vai aplicar o material e fazer os cálculos. Também depende do tipo de cobertura que vai efectuar e o tipo de material a usar.

João Vieira comentou:
15/05/2015 12:42

Tenho feito algumas pesquisas sobre insonorização de carros e cheguei à conclusão:

a) Que quem se meter com um fornecedores deste tipo de materiais em Portugal, vai ter grandes problemas.
b) Que se fabrica e vende na Europa o Standartplast (STP), que é mais barato em cerca de 25% que o Dynamat. Segundo um fornecedor/montador em Madrid com os dois produtos, o Standartplast é tão bom ou melhor que o Dynamat.

Será verdade? Alguém já usou este produto?

AMFL comentou:
18/05/2015 02:04

Caro Eduardo

Obrigado pela sua resposta. Compreendo as propriedades mecânicas da borracha.
Concordo em modo generalista.
Mas neste caso , teria de ver o que eu fiz. Não existe problema com a aerodinamica dada a posição da borracha fina e com largura de 1cm. Esta foi colocada mais por dentro e mm a expansão por temperatura não foi suficiente para QQ mudança na própria borracha.
Estudei bem caso. O grande problema será o desgaste do uso de abrir e fechar a porta. Que causara alguma folga possivelmente no futuro. Vamos ver…

Caro João Dowling
Sou user do fórum qashqai Portugal
Meu user qashqai2014.1.5dci . tenho lá fotos e tudo a explicar como desmontar…
As quantidades é mesmo como o Eduardo escreveu…
Cumps

Eduardo comentou:
26/05/2015 22:30

João Vieira não compreendo a questão dos problemas, pode elaborar? Em relação ao Standartplast não conheço, apenas testei produtos da Dynamat e Brax. Second Skin também tem muitas recomendações.

AMFL fiquei curioso, tem algumas fotos da aplicação da borracha online que possa partilhar?

João Vieira comentou:
28/05/2015 00:12

Eduardo, não vou entrar em pormenores sobre o tal fornecedor(?), até porque neste momento são só impressões/palpites.
Para evitar alguns problemas virei-me para Espanha (Madrid) para esta casa que entre outros materiais comercializa o Dynamat e o Standartplast e até faz insonorizações:
http://www.type-rsound.com/

Eduardo comentou:
20/06/2015 14:56

João será a Krossover? Não são fornecedores, mas comercializam Dynamat. Já indiquei aqui que tive problemas com uma encomenda feita com eles.

João Vieira comentou:
21/06/2015 21:38

Caro Eduardo,
Por acaso até me estava a referir à Krossover. Não me vou alongar muito mas posso dizer que por muito que telefonasse e mandasse e-mails…nunca me responderam. Quanto a mim, A Krossover é casa para esquecer e, por isso mesmo me virei para Espanha (type-rsound) mas, se quer que lhe diga fizeram-me uma insonorização que lhe deram o nome de completa (mas que é bastante simples) mas que me foi cobrado o seguinte material:

4 caixas deste produto ( cada caixa tem 10 placas de 75X50)

http://www.type-rsound.com/pm/6017/standartplast-anticor-light-bulk-pack

4 caixas deste producto amortiguante ( cada caixa tem 10 placas)
http://www.type-rsound.com/pm/6247/standartplast-spl16-diy

parachão e guarda lamas internos 2 caixas e, cada caixa tem 3 placas de 75X53
http://www.type-rsound.com/pm/6249/standartplast-noiseblock

Resumindo e concluindo, fui embarretado e bem embarretado. Penso que muito deste material não foi aplicado, porque continuo com bastante barulho no carro, principalmente nas rodas e rolamentos e vou ter que fazer mais uma tentativa e aplicar nos guarda lamas dianteiros e traseiros, o Braz exvibration.
Se quiser ver algumas fotos eles até publicaram algumas no FaceBook. O que está publicado até parece tudo bem só que o material que paguei não foi aplicado e o resultado é o que eu já lhe expliquei.

Eduardo comentou:
01/07/2015 21:56

Não tenho conhecido da qualidade e eficiência do material da Standartplast, mas atenção que mesmo Dynamat e Second Skin não fazem milagres. É difícil pegar num Opel Corsa e fazer com que por dentro seja tão silencioso como um Rolls-Royce Phantom.

Se existe um problema de ruído de rolamento o Brax não resolve nada, primeiro comece pelos pneus que é o mais importante. Depois vai ter que adicionar peso, muito peso, principalmente com MLV para bloquear esse tipo de ruído.

Pode partilhar o link para ver a insonorização feita e ficar com uma ideia do que pode ser feito para melhorar?

João Vieira comentou:
02/07/2015 19:04

O carro é um Nissan qashqai, branco e poderá ver fotos em:

https://www.facebook.com/150715931617445/photos/pcb.934073969948300/934073486615015/?type=1&theater.

O carro está com 20 000 kms e actualmente não tem um único ruído parasita mas em estrada de calçada e auto estradas ouve-se muitos ruídos dos pneus, rolamentos e deslocação de ar.
Ainda ontem mandei alinhar a direcção, calibrar e trocar os pneus de trás para a frente e vice-versa e melhorou alguma coisa.
Veio equipado de fábrica com o Continental 215/55 R18 Conti-PremiumContact 2E (71db) mas na próxima, deverei mudar para a Michelin PrimacY (69db).
A “ouvido nú” isto não dá nada e, por isto mesmo já arranjei quem me emprestasse um sónometro e vou começar a fazer umas medições e a tomar notas.
Peço-lhe desculpa pela minha ignorância mas eu não entendi o que vc queria dizer quando afirmava que eu tinha que adicionar peso, muito peso, principalmente com MLV para bloquear esse tipo de ruído. Pode me dizer o que querem dizer estas siglas?
Toda a ajuda que puder e, que me queira dar, fico-lhe muito reconhecido.
Cumprimentos,

Eduardo comentou:
05/07/2015 23:56

João o link aponta para a Type-R sound e não para a Krossover e pelo que deu para ver o material aplicado está de acordo com o que indicou que levou. Agora se continua com o mesmo nível de ruído de rolamento é porque o material não é grande coisa porque tendo em conta os locais de aplicação e a quantidade de material, com Dynamat normalmente a redução aponta para os 5 a 7dB.

Em relação aos ruídos de deslocação de ar depende de onde estes entram. Pelo que vi nas fotos tem tecto panorâmico o que não ajuda, é um ponto de entrada de ruído onde não se pode fazer nada. Depois a própria concepção do carro, as borrachas, tudo isso tem influência. Nada bate vidros acústicos (laminados) e várias secções de borracha para bloquear a passagem de ar para dentro do habitáculo. O próprio desenho do carro e o coeficiente aerodinâmico têm um peso elevado a esse respeito.

Em relação ao MLV, é Mass Loaded Vynil, uma espécie de vinil bastante denso e fechado com peso elevado para bloquear som. Dá ideia pelas fotos que foi aplicado na bagageira em cima das cavas de roda traseiras, e no tunel central, mas pode não ser o mesmo material porque me parece demasiado maleável, ou então é algo menos denso.

João Vieira comentou:
07/07/2015 16:01

Eduardo, estou totalmente de acordo com todos os seus comentários.
Realmente foi aplicado na bagageira, em cima da cava das rodas e no tunel, MLV (placas negras, e onde se lê Aero em branco, composto por lâmina de butil, espuma de alta densidade e lâmina de alumínio anti-impacto e que tem de espessura de + ou – 7mm). Aqui o problema é que deixaram um grande espaço só com com o anticor (dourado) similar do Dynamat Xtreme. Aqui tenho que reforçar isto com algo, como por exemplo o Dynamat Dynaliner ou ou Dinapad se por acaso tiver espaço para isso – para lá poder continuar o pneu suplente. Penso que aquela bagageira só com uma “camadita” de do dourado/butil…deixa passar muito ruído, para não falar naquele enorme túnel/calha que fica entre a roda suplente e os bancos dos passageiros de trás, que como se pode ver nas fotos naquela “lata” não levou um milímetro de material.
Para já, estou a pensar fazer isto, aplicar oExvibration no interir dos plásticos e pintar à pistola as cavas das rodas e fazer a insonorização do capot e da tampa do motor. Acha que com isto vou ganhar alguns dBs?
A sua opinião é muito importante para mim.

Rodrigo Assis comentou:
18/07/2015 17:41

Já tive oportunidade de adquirir e aplicar por mim próprio material Dynamat e Standartplast ou STP como lhe chamam. Não são iguais, a Dynamat pode parecer mais cara sim mas para mim a facilidade de aplicar, ser mais maleável, mais leve, menos odor(talvez psicológico mas a Dynamat pareceu me sem cheiro contra a STP) é mais importante que pequenas diferenças no preço. Curiosamente também contactei e comprei na Krossover o material da Dynamat. Primeiro contacto de facto foi difícil sem me responderem logo ao e-mail que enviei nem á chamada telefônica. Lá consegui falar com alguém na Krossover e aqui só posso dizer bem do atendimento e do esclarecimento das minhas dúvidas. Como fiquei com algumas dúvidas mas relativamente á dificuldade de contacto decidi dar uma volta e acabei por ir visitar a Krossover pessoalmente. Dei com uma loja praticamente nova com material exposto em quantidade e ainda com algum movimento de clientes e realmente percebi a dificuldade de resposta a e-mails e telefonemas. Estive perto de uma hora com o senhor Ricardo e só posso dizer bem do atendimento, da atenção que teve comigo e também pelo material que acabei por comprar em mão! Explicou me também a dificuldade que tinha em responder a muitos dos contactos na hora. De qualquer forma não querendo criar juízos mas pelo que vi não tem mãos a medir (falta de pessoal) mas hoje em dia não é assim em tantos lados?
Retomando, insonorizei o meu carro com Dynamat em diversos pontos como me foi explicado e notei imenso as diferenças. Portas da frente o abrir e o fechar, o ruído vindo do exterior e vibrações reduziram imenso. Chão da mala e caves de rodas traseiras.
Voltarei para ir buscar mais material e fazer mais areas do carro

Eduardo comentou:
27/07/2015 23:27

João Vieira infelizmente o Brax não vai trazer grandes melhorias. O Brax é bom para evitar que a chapa ou o plástico vibrem, já existindo material aplicado numa grande área essa questão já não se coloca pelo que os ganhos vão ser mínimos.

E o ruído vem mesmo desse local? Um teste que pode fazer é colocar um ou vários cobertores densos na bagageira e dar uma volta e ver se realmente nota uma diferença no som.

Rodrigo Assis até acredito que possam estar melhores actualmente, mas a experiência que tive com eles mostrou uma falta de carácter gritante. Pode ler o comentário que coloquei mais acima, a 02/07/2014 com a minha odisseia com a Krossover, mas faço-lhe um novo resumo.

Antes de encomendar perguntei se tinham o material em stock, disseram que não mas que assim que tivessem contactavam-me para fazer pagamento. Foi feito a 14 de Maio.

Entre desculpas que a pessoa que estava a responder aos emails estava doente, contactos telefónicos que nunca foram feitos e emails enviados sem resposta, pedi a devolução do montante. Disseram que iam fazer a devolução e enviavam o comprovativo, também nada.

Foi preciso contactar a KuantoKusta onde têm os produtos anunciados e de um dia para o outro tinha o dinheiro na conta. De 14 de Maio até 2 de Julho estive à espera ou do material ou da devolução do dinheiro.

Completamente riscados do mapa e não os recomendo a ninguém.

João Vieira comentou:
20/08/2015 22:30

Eduardo – Estou decidido a reparar “o aborto” que me fizeram ao carro e, para isso já tenho todo o material necessário, um bom lugar onde fazer tudo isto, compressor para aplicar o Brax á pistola nas cavas das rodas. Só estou à espera que o calor abrande um bocadinho e à espera que um moço meu amigo que é bate-chapas entre de férias para me dar uma ajudinha.

O Brax mandei vir da Alemanha, o Dynamat Xtreme e o Dynaliner mandei vir do importador para Espanha ( http://www.dynamat.es/ ). Foram impecáveis na entrega, no acondicionamento do material e no prazo de entrega que é de mais ou menos 5 dias , porque vem de OVIEDO- ASTURIAS. Como não tinha referências/informações da casa mandei vir por 3 ou 4 vezes. Saíu um pouco mais caro, por causa dos portes mas como diz o povo, gato escaldado de água fria tem medo.

Ainda estou indeciso se vou arrancar todo o material da StandartPlast que tenho no carro ou não. Uma coisa eu vou fazer, que é tirar toda aquela espuma parecida com o Dynaliner e todas aquelas placas negras onde se lê Aero. Para evitar levar a coisa até à chapa gostava de saber se já alguma vez aplicou Dynamat Xtreme em cima de Dynamat Xtreme. Qual foi o resultado? Se a sua resposta for positiva vou só lá deixar o butil (dourado) e voltar a aplicar Xtreme e o Dynaliner. Caso a sua resposta seja negativa… todo aquele material vai para o lixo e carro ficará descascado até à chapa, de modo só lá ficar material da Dynamat.
Um abraço.

Eduardo comentou:
21/08/2015 01:45

João já apliquei duas camadas mas com o intuito de bloquear calor e os resultados foram positivos. A nível de ruído a diferença não foi grande.

Se o peso não for entrave e sendo butil eu aplicaria no topo do material que já lá se encontra.

João Vieira comentou:
31/08/2015 11:01

Eduardo, pretendia fazer uns testes de insonorização ao meu carro, antes e depois de fazer os trabalhos que pretendo levar a cabo.
Tenho um sonómetro, mas queria uma coisa com mais fidelidade, de papel passado, mesmo que para isso tenha que pagar.
Cumprimentos

João Vieira comentou:
31/08/2015 11:32

Se na altura que iniciei a minha insonorização tivesse tido ajuda desta pequena dika, a coisa teria sido muito mais fácil e teria poupado alguns euritos. Aqui fica, para todos aqueles quem pretendam calcular a quantidade de material para uma insonorização:

Comprimento X Largura : 144 = pés quadrados

Isto dá-lhe a quantidade necessário para cobertura total.

Para cobertura parcial você seguinte:

Pés quadrados X 0,30 = 30% da área

Flavio Almeida comentou:
04/09/2015 19:43

Boas
Antes de mais queria dizer que isto está muito bom mesmo, tenho que experimentar.
Mas a minha questão aqui é a seguinte
Com um alarme no carro o ruido proveniente dele vai ser seriamente reduzido ou não?

Eduardo comentou:
12/09/2015 23:54

João Vieira não conheço nenhuma empresa que faça esse tipo de serviço.

Flavio Almeida depende do local onde está instalada a sirene e da quantidade de material que é aplicado nessa área. Se a sirene estiver perto do motor e apenas for insonorizado o capot por exemplo, a redução é mínima. Se a sirene estiver na bagageira ai sim poderá ser mais afectado, mas normalmente mesmo nos sistemas de origem a sirene é colocada perto das saídas de ar.

João Vieira comentou:
29/09/2015 11:47

Eduardo – Conforme havia dito, já procedi à segunda insonorização do meu Nissan Qashqai
(diesel) e desta vez com Dynamat XTreme, Dynaliner, pintura de duas camadas à pistola das cavas das rodas com eXvibratin, insonorização do capot com Dynamat Xtreme e Dynamat Hoodliner. Os valores que passo a indicar são o produto de uma média de muitas medições e em vários tipos de estrada e que passo a indicar:

AO RELANTI ESTRADA EMPEDRADA 80 kms/hora a 120kms/hora
45.5 dbs 66 dbs 64 dbs 68 dbs

Para ser franco estava à espera de uma melhoria mais significativa em especial nos 120 kms/h. Acho que já nada mais poderei fazer! Agora, só poderei obter um ganho de 1 ou 2 dbs quando da muda de pneus.

Eduardo comentou:
29/09/2015 21:46

João Vieira comparativamente ao trabalho anterior existiu melhoria no que foi medido? E em relação ao ruído, notou menos?

Digo isto porque por vezes o nível de ruído continua a ser medido com o mesmo valor, mas o ruído presente passa a estar numa frequência diferente mais cómoda para os nossos ouvidos.

João Vieira comentou:
29/09/2015 22:58

Eduardo – Realmente ouve uma pequena melhoria no ruído que foi medido mas onde eu noto uma grande mas, mesmo grande melhoria é quando passo num buraco ou numa banda sonora. Faria mesmo uma comparação entre um barquinho de 4/5 metros a galgar uma onda de um metro e um bracalhão a galgar essa mesma onda.
Esquecia-me de dizer que os barulho que ouço são o do motor, deslocação de ar e do rodar dos pneus.
O barulho dos pneus penso que só quando os substituir pelos Michelin Primacy, poderei ter mais algum pequeno mas mesmo pequenino conforto.
Quanto à frequência do ruído… para ser sinceros… não acho nenhuma alteração.

Aldo comentou:
05/10/2015 01:02

Eduardo!
Tenho um 508 e o barulho do motor me incomoda principalmente em auto estradas. Devo fazer um revestimento na parede do motor com o abitaculo e com que?

Eduardo comentou:
11/10/2015 13:36

Aldo o barulho produzido pelo motor e escape tem uma frequência mais baixa (graves) pelo que deve usar material à base de butil para reduzir ressonâncias e vibrações e MLV para barreira contra o som.

Normalmente os carros já trazem uma barreira em MLV na firewall, o local que separa o motor do habitáculo. O ruído do motor entra no carro principalmente pela firewall, vidro dianteiro (ruído que sai do capot), no chão na zona dianteira do carro e no túnel central vindo do escape.

Se for só mesmo o barulho do motor a forma mais fácil é aplicar Dynamat Extreme no capot por baixo da cobertura insonorizante existente. Presumo que o motor seja a gasóleo, portanto deve ter uma cobertura plástica do motor onde pode também aplicar Dynamat.

Dê uma vista de olhos nos seguintes links para ficar com uma ideia:
Adding Dynamat to the bonnet
Engine cover
Dynamat Extreme on the bonnet

Joao Feliciano Gonçalves Dias comentou:
26/10/2015 11:30

Bom dia, tenho um Clio, ano de 2003 que, devido ao tecto de abrir, faz vibração, no seu interior, qual é a solução, será falta de lubrificação das borrachas ou outra…
Obrigado

Eduardo comentou:
01/11/2015 01:46

João se for mesmo vibração não deve ser das borrachas. Quando a vibração ocorre toque no local ou faça pressão e veja se passa ou piora. A partir daí é tentar perceber se todos os apoios estão em condições e bem apertados.

A vibração até pode vir de outro sitio não relacionado com o tecto de abrir.

Steiner comentou:
02/12/2015 13:04

Onde compro os produtos no Brasil ? Ou não compra ?

Eduardo comentou:
14/12/2015 19:46

Steiner infelizmente não conheço muito o panorama no Brasil, só conheço a Leandrini em São Paulo.

Carlos Barros comentou:
17/11/2016 08:36

Bom dia Eduardo,

tenho uma VW “Pão de Forma” de 1964 que é francamente ruidosa e vou avançar para a insonorização, tendo em conta que os painéis interiores são fáceis de desmontar, para poupar alguns € vou fazer eu. Onde me posso aconselhar e comprar estes materiais na zona do Porto?

Obrigado

Carlos Barros

Eduardo comentou:
18/11/2016 23:31

Carlos em Portugal não faço ideia quem comercialize deste tipo de produtos de forma séria. Em todos os locais onde tentei comprar ou não tinham stock e o tempo que demoravam a entregar era mais lento do que comprar lá fora, outros com encomendas feitas e pagas e material nada (tem a história nuns comentários mais acima).

O ideal é mandar vir de fora, infelizmente. Fica mais barato e o material chega mais depressa.

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2016 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.