Mitos antigos sobre automóveis

Portugal é um país caricato na sua cultura automobilística. Quem nunca ouviu falar do homem que inventou o carro que andava a água mas que o Salazar pessoalmente mandou prender? Ou o das bolas de naftalina no depósito que quase duplicavam a potência do carro?

Aqui ficam alguns mitos mais antigos sobre automóveis.

Radares na Via Verde

Via VerdeA Via Verde está rodeada de mitos. Fazer uma chamada ao pé do identificador para não contar portagem, tirar o talão e sair pela Via Verde para pagar o mínimo. São tantos que a Via Verde precisa de fazer desmentidos.

O maior destes mitos foi a instalação de radares por parte da Brisa nos corredores da Via Verde. Foi giro ver em vários fóruns automóveis condutores que passaram a tirar talão em vez de circular a 60km/h no pórtico da Via Verde.

Aconteceu outra situação idêntica quando foi aprovado o sinal de controlo médio de velocidade, e lá veio novamente a história que iam controlar apenas com a Via Verde. A Via Verde Portugal não tem competência legal para tal.

Nokia como detector de radares

Telemóveis NokiaEu não sei o que é pior, se é quem inventa estas coisas ou se quem acredita e vai repetindo a mentira. Bem dizem que uma mentira repetida várias vezes se torna verdade.

A ideia era colocar o Caller Group como 00000 e se estivéssemos perto de um radar o telemóvel tocava.

Sempre fiquei com a pulga atrás da orelha, será que quando o telemóvel tocasse se alguém atendesse se ouvia do outro lado “GNR BT, encoste por favor”?

Os cavalos escondidos dos carros alemães

Banco de potência Sabiam que o vosso TDI de 110cv tem na realidade 350cv? É verdade, os alemães escondem os cavalos por causa dos impostos! Ou pelo menos foi a ideia que alguns tentaram passar e lançar um mito fantástico em torno dos carros alemães e das potências declaradas. Malandros dos japoneses e dos ingleses que não sabiam esconder cavalos!

Bancos de potência mal calibrados e uma falta de noções sobre tolerâncias levaram a este fantástico mito que ainda resistiu alguns anos na Internet. A potência de um automóvel depende de vários factores, e dois motores “iguais” podem ter potências diferentes. Por exemplo, um motor de 100cv pode ter uma tolerância de mais ou menos 5cv pelo que pode sair para comercialização com 105cv ou 95cv.

 

Conhecem mais alguns mitos antigos? Partilhem nos comentários!

Motorgeek - Pinnacle Concours Interior KitPrius a GPLKITT - O Justiceiro

Comentários a “Mitos antigos sobre automóveis”

Não existem comentários a este artigo.
Inicie a discussão, envie o seu comentário

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2016 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.