Mudar o óleo: aspiração ou gravidade?

Mudança de óleoExistem duas formas de mudar o óleo do motor a um carro. O tradicional é através do efeito da gravidade, em que se levanta a viatura, desaperta-se o bujão do carter e deixa-se o óleo escorrer. Podemos também mudar o óleo por aspiração, com um extractor.

Ainda existem pessoas reticentes em relação à muda do óleo por aspiração, mas na realidade o método usado depende muito do motor. Existem automóveis que apenas permitem mudar o óleo por aspiração e outros que por gravidade escorrem menos óleo velho do que por aspiração.

Mudança do óleo por gravidade

Este é o método tradicional e funciona em todos os carros que tenham bujão do carter. O carro é levantado num elevador ou com um macaco, é colocado um recipiente por baixo do carro, retira-se o bujão e deixa-se o óleo a escorrer.

No fim limpa-se o carter por baixo, coloca-se uma anilha nova e aperta-se o bujão com a força especificada pelo fabricante para evitar moer a rosca.

Em carros mais antigos que não estão preparados para uma muda de óleo por aspiração este é o método ideal. É no entanto mais sujo uma vez que ao retirar o bujão o óleo começa a escorrer sujando as luvas ou a ferramenta que estamos a usar. É também preciso sempre levantar o carro para mudar o óleo desta forma.

Mudança do óleo por aspiração

Este é um novo método de mudança de óleo do motor. Alguns carros, como os Smart e alguns Mercedes apenas permitem mudar o óleo desta forma por não terem bujão no carter que permita remover o óleo velho. Outros motores, caso do 3.0i e 2.7 HDi que equipa o meu C6, ao mudar o óleo por gravidade apenas saem 5,55 litros de óleo, enquanto que por aspiração saem 5,75 litros de óleo.

Apesar de parecer pouca diferença, é menos óleo antigo que fica a contaminar o novo óleo que é colocado no motor.

Este é o método mais fácil de mudar o óleo, basta colocar um tubo por onde entra a vareta do óleo e fazer a aspiração do óleo antigo. É um método mais limpo uma vez que apenas o tubo fica sujo no exterior e é facilmente limpo ao remover com um pano. Permite ainda aspirar o óleo que fique no local do filtro do óleo, assim como o copo do filtro (caso este exista) e remover ainda mais óleo antigo do motor.

Este método não pode no entanto ser usado em carros mais antigos que não estão preparados para que o óleo seja aspirado.

E vocês, qual o método que usam para mudar o óleo do motor do vosso carro, qual o vosso preferido?

Richard Hammond em acidenteCivic HybridAuto-estrada sem berma

Comentários a “Mudar o óleo: aspiração ou gravidade?”

josé comentou:
24/02/2014 22:58

eu prefiro o velho método do bujão. de preferência utilizando bujões magnéticos que recolhem limalhas, retendo-as e dando-nos uma ideia da existência de desgastes anormais.
a outra vantagem é poder “analisar” o óleo que sai (cor, viscosidade e cheiro)
no entanto, o mais importante é que se aqueça o óleo antes de o mudar.
esta passo é muitas vezes (demasiadas, a meu ver) esquecido. não só facilita, porque reduz a viscosidade, mas, mais importante, levanta os contaminantes do que se depositam no cárter.

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2016 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.