O aumento do preço dos combustíveis é positivo

Atestar em TóquioO aumento do preço dos combustíveis tem um lado positivo, cada vez vejo mais condutores a praticar ecodriving (ou a tentar), vejo menos automóveis na estrada e isto leva a uma quebra no consumo o que ajuda a baixar os preços e a reduzir bastante as emissões, ou será que toda a gente se esqueceu do ambiente agora que doi na carteira?

No entanto, quem adoptou estas medidas ou está sem dinheiro por causa do aumento dos combustíveis ou então tem uma noção de dever cívico e bom senso-comum.

Já os outros, esses não conseguem tirar as palas dos olhos e perceber a dimensão do problema e o que o causa. Os maiores culpados dos aumentos dos combustíveis somos nós, não é o Governo nem a Galp nem a BP. Se a memória não me falha, desde o último aumento do ISP o combustível subiu abruptamente. Na realidade, o ISP “apenas” aumentou o preço da gasolina em 3 cêntimos por litro, e este valor é fixo a cada 1000 litros, portanto venda a Galp a SC95 a €2.00 ou €5.00 o litro, em termos de ISP o governo recebe o mesmo. O IVA é outra história, mas isso aplica-se a qualquer produto ou serviço.

Antes de seguirem directos para a caixa de comentários disparar a vossa raiva contra mim leiam bem os seguintes pontos:
– Chegando ao início do mês toda a gente leva o carro para o trabalho mesmo com bons transportes públicos.
– Anda tudo a acelerar nos semáforos e a travar bruscamente porque o semáforo ficou vermelho.
– Se vão ao café ou se precisam de fazer mais de 5 metros a pé levam o carro.

Os fabricantes de automóveis são outros, mas esses só fizeram o que a maioria lhes pediu. Mais, mais e mais! A escalada de potência e peso nos automóveis é de todo estúpida e nada adequada ao que temos actualmente. Um motor 2.0 agora tem que ter pelo menos 180cv senão é um charuto, mas depois andam em ponto morto nas auto-estradas ou andam em cidade onde uma viatura com um motor mais modesto era mais indicado.

Onde quero chegar com isto? Bom, a culpa do aumento do preço dos combustíveis é principalmente nossa, estamos dependentes do carro como um bebé da chuxa e não queremos optar por alternativas. Se aparecem energias alternativas inventamos desculpas para não as usar, se é criada uma ferramenta com os preços mais baratos queixamo-nos que temos de ser nós a colaborar, se nos pedem para reduzir o uso do automóvel respondemos “faz tu isso por mim”…

Comentários a “O aumento do preço dos combustíveis é positivo”

02/06/2008 09:34

Não podia estar mais de acordo! É bom ver opiniões inteligentes que vão para além do óbvio. Parabéns!

Alex comentou:
02/06/2008 14:45

Mas Eduardo… tu andas de transportes públicos ou o transformaste o 406 coupé num objecto de carpooling? :D

Bom post má frend… Parabéns, conseguiste meter o dedo na ferida ;)

Eduardo Maio comentou:
02/06/2008 14:52

De momento deixei de usar transportes públicos porque deixei de ter necessidade para tal (não existem paragens ao pé das bombas de gasolina) mas dantes usava-os diariamente. Voltei a fazer parte do problema, por assim dizer.

E que bom que era deixar o meu antigo 106 na Gare do Oriente e seguir de metro para Lisboa. Muito cómodo, rápido e económico.

Uma coisa é certa, a minha quilometragem mensal tem baixado considerávelmente, assim como os custos com o combustível.

José Santana comentou:
02/06/2008 15:12

Tenho um citadino e a minha postura desde que tirei a carta foi optar por uma condução defensiva. Não faço parte dos “novos preocupados” com o ambiente, pois sempre o fui.
Mas acredita que me faz bastante confusão ver, principalmente na cidade, a diferença de condução mediante a altura do mês. É real…

Tenho reduzido o uso do automóvel, e até estou a pensar começar a usar mais a bicicleta (isto sim em parte devido aos preços do combustível). ;)

Alex comentou:
03/06/2008 10:25

Bicicleta é uma excelente alternativa… mas já tentaste andar de bike em Lisboa? É quase impossível :|

Eduardo… realmente andar de transportes públicos é bastante cómodo… quando os há.

Eu por exemplo, se o quiser fazer, tenho que passar 1 hora e meia de Odivelas até á Póvoa. Simplesmente não há transportes eficientes e a única operadora disponível é a RL. É que bastava o metro chegar á Bobadela já desenrascava!

Eduardo Maio comentou:
03/06/2008 14:28

Bicicleta em Lisboa é para esquecer, então para subir ali os Fojos!

Realmente em relação aos transportes, a RL é uma tristeza, passam as camionetas todas seguidas e depois fica cerca de 20 a 30 min sem passar nenhuma.

O metro só vai chegar até Moscavide, depois sobe para a Apelação e para o Aeroporto. Quando estas obras acabarem já só aterram aviões em Alcochete e a “Alta de Lisboa” cresce em direcção ao metro.

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2017 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.