Será a A8 a pior auto-estrada de Portugal?

Publicado a por Eduardo

Auto-estrada A8Se existisse um concurso para a pior auto-estrada de Portugal estou certo que a A8 ganharia com maioria absoluta. Aliás, se fizessem uma votação das piores coisas a atingir Portugal nos últimos anos certamente que José Sócrates iria ter que transpirar muito para ganhar à auto-estrada A8!

Já percorri várias auto-estradas deste país e nunca andei numa auto-estrada assim. As portagens da A8 são caras, é rara a vez que faça aquele percurso e não apanhe obras, o piso é péssimo em termos de ruído e conforto e, quando chove, a drenagem de águas é boa para quem gosta de fazer wakeboard.

Felizmente alguns pontos têm vindo a ser alcatroados e melhoraram, mas não é suficiente.

Agora para piorar vieram as obras entre Mafra e Loures. Eu até tinha esperança que a auto-estrada ficasse em condições, devidamente alcatroada e com três faixas com espaço. Afinal enganei-me!

As obras vão-se fazendo a passo de caracol com desvios no mesmo local à mais de 3 meses. E com 3 faixas a auto-estrada não ficou mais larga, retiraram a berma e fizeram as faixas mais estreitas. Sem berma, com separadores de betão encostados ao final da faixa, sem iluminação e com o piso num estado terrível (apesar de ter sido alcatroado) é muito difícil 3 viaturas passarem lado a lado. Então se for um pesado na faixa da direita é para esquecer.

Gostava de saber quem nas Auto-Estradas do Atlântico aprovou estas obras e porque raio com uma auto-estrada que custa tanto como a A1 está num estado de degradação tão avançado! Eu nem consigo perceber a malta que vai para o Porto pela A8 e só apanha a A1 em Leiria, certamente são masoquistas.

Artigos relacionados

Condutores lentos criam trânsito e aumentam custos com combustíveis
Condutores lentos criam trânsito e aumentam custos com combustíveis
Condutores indecisos em mudar de faixa ou que circulam a uma velocidade muito inferior ao restante trânsito causam engarrafamentos e efeito onda, aumentando os custos com combustíveis.
Como é conduzir um Opel Ampera? Análise após 10.000km
Como é conduzir um Opel Ampera? Análise após 10.000km
O meu veredicto sobre como é viver com um Opel Ampera após 10.000km. O Ampera é a versão europeia do Chevrolet Volt, um E-REV que permite circular em modo 100% eléctrico e tem um gerador a gasolina quando acaba a autonomia eléctrica.
A culpa é sempre da velocidade. Sempre!
A culpa é sempre da velocidade. Sempre!
A minha posição em relação aos acidentes serem culpa da velocidade nunca mudou. Já a comunicação social parece agora mais moderada...

Comentários

veiculos
18/03/2010 18:16
poderia sim ser a pior auto estrada de portugal, mas na minha cidade aqui na bahia as estradas estão bem piores.
vale a pena de ver outras estradas por ali.
Bruno Brites
19/03/2010 00:58
Faço esse percurso varias vezes ao mês, já me habituei. A subida das portagens de Loures até as bombas à chuva parece um grande prémio, Spa ou assim. É absolutamente incrível. E as obras duram há BEM MAIS de 3 meses caro Eduardo! Aliás, há mais de um ano. E melhorias nem vê-las.
Estranhamente, é também uma estrada extremamente afligida pela caça à multa por parte da BT, com vários carros à paisana e radares escondidos nos sítios mais incríveis, como por exemplo, atras dos pilares das pontes.
A vida no Oeste é uma animação!

Adicionar comentário

Obrigado, o seu comentário encontra-se a aguardar aprovação. Receberá um email quando este for publicado
Existem erros no formulário, por favor reveja os campos assinalados.
O seu email apenas é usado para controlo de Spam e apresentar a sua imagem personalizada através do serviço Gravatar