Porsche 918, Ferrari LaFerrari e McLaren P1

Ainda não é desta que temos o teste entre o LaFerrari, o McLaren P1 e o Porsche 918. Das três marcas apenas a Porsche não colocou entraves em testar os três carros na pista do Top Gear.

A McLaren não quer que o teste seja feito na pista do Top Gear, apesar do carro ter sido desenvolvido lá. Também quer que o carros sejam de produção, que tenham sido vendidos a clientes e não modelos de demonstração ou vindos directamente de fábrica. Chegaram ao ponto de colocar o carro no estúdio, trancado, com dois seguranças para não o levarem para pista.

Já a Ferrari de inicio não queria fazer o comparativo porque não estão interessados em tempos e velocidades máximas, depois já mudaram de ideias e deixam colocar o carro em pista se for um carro vindo directamente de fábrica para o teste. Para evitar o que aconteceu quando testaram o Enzo do Nick Mason, a Ferrari avisou que se pedirem um carro emprestado a pessoa que o comprou será barrada de comprar novos Ferrari de produção limitada.

Daniel Ricciardo a festejar no Top Gear

Ao que indicaram durante este episódio existe uma pessoa no médio oriente que tem os três carros e está disposto a emprestar os três para o teste, mas chama-se Bin Laden, e não queres ter um acidente num destes carros quando o dono se chama Bin Laden.

Parece que afinal quem ganhou o primeiro comparativo foi a Porsche que colocou lá o carro sem medos. Já a Ferrari e principalmente a McLaren parece que têm medo da comparação, mas com esta atitude já ficaram mal na fotografia, bem pior do que se fosse feito o comparativo e viessem em último lugar.

Coisas que me chateiam: Colocar o cinto em andamento

Colocar o cinto de segurançaSe existe um comportamento que não consigo perceber é o acto de colocar o cinto de segurança com o carro em andamento.

É um acto mais demorado porque precisam de conduzir mais devagar para conseguir colocar o cinto e normalmente quem tem este comportamento vai a conduzir com o carro a fugir para a esquerda ou para a direita enquanto colocam o cinto. São um embaraço para o trânsito.

Colocar o cinto de segurança demora menos de 3 segundos, tempo esse mais que perdido enquanto arrancam e tentam colocar o cinto em andamento.

Daniel Ricciardo no Top Gear

Está agora a começar o quarto episódio desta temporada do Top Gear, portanto já é seguro colocar este post.

O Daniel Ricciardo dispensa apresentações, está sempre a sorrir e passou da Toro Rosso para a Red Bull e na época passada teve melhores resultados que Vettel com algumas corridas ganhas.

Ora, o rapaz do sorriso permanente foi ao Top Gear e teve direito ao tempo mais rápido, 1:42.2. O tempo mais rápido pertencia ao Lewis Hamilton, 1:42.9 e de seguida estava o Mark Webber com 1:43.1.

Daniel Ricciardo a festejar no Top Gear

Fiquei contente porque não gosto nada do Hamilton, apesar de ser um bom piloto considero-o o Kanye West da Formula 1.

Top Gear começa com corrida em São Petersburgo

Lamborghini Huracán no Top GearJá acabou o primeiro episódio de um total de 10 desta nova temporada do Top Gear, em vez dos 6 ou 7 das temporadas anteriores.

Como sempre é-nos mostrada uma pequena apresentação do que está para vir nos restantes episódios, e se o James May aparece a conduzir o LaFerrari, infelizmente nada é dito em relação a um comparativo entre o LaFerrari, o McLaren P1 e o Porsche 918, apesar do teste já ter sido feito para a revista do Top Gear.

Mas a apresentação mostrou muito pouco para 10 semanas portanto ainda existe esperança.

O programa começou com uma corrida entre um “carro”, uma bicicleta, um hovercraft e o Stig nos transportes públicos em São Petersburgo. Coloco carro entre aspas porque não acho que o Twizy o seja, não passa de uma Moto 4 eléctrica com um tecto e dois bancos.

O Lamborghini Huracán foi testado pelo Richard Hammond e pelo que indica perdeu a magia de ser um Lamborghini, mas teve um tempo em pista respeitável.

Corrida do Top Gear em São Petersburgo

O Jeremy ainda fez um pedido de desculpas sincero sobre o especial da Patagónia, afinal de contas ele cometeu um erro. Ele disse que o Condor era o maior pássaro do mundo, mas afinal é o Albatroz-Gigante. Foi engraçado ver a reacção do público.

Coitado do coelhinho

A Volkswagen tem alguns anúncios engraçados como o do Passat com o miúdo vestido de Darth Vader ou o cão que era muito gordo para sair de casa e correr atrás do novo Bettle.

Desta vez é a história de um coelho de peluche que vê uma coelha de peluche noutro carro e quando se estão a aproximar o cruise control adaptativo estraga tudo.

É já amanhã que começa novamente o Top Gear

Apresentadores do Top GearComeça amanhã às 20h a 22ª temporada do Top Gear na BBC, com emissão em simultâneo em vários países. Nesta nova temporada voltaram atrás e foram buscar algo que já tinham feito anteriormente (lembram-se do melhor Top Gear de sempre?).

Continuam os desafios e um tributo interessante ao Defender que vai deixar de ser produzido. Fizeram também um programa de de apresentação da nova temporada que está disponível no Youtube com algumas perguntas interessantes e algumas curiosidades.

Depois do especial da Argentina que acabou mal e deixou uma má imagem de um grupo de argentinos voltamos a ter o Top Gear na televisão para mais umas semanas de entretenimento com carros.

Em 2012 o Top Gear foi distinguido pelo Guiness como o programa factual de televisão mais visto do mundo.

Os preços dos combustíveis continuam em queda

Petróleo na Arábia SauditaEstá a chegar o fim do ano e está na altura de fazer um balanço sobre a recente queda dos preços dos combustíveis.

Já tinha indicado que o preço médio dos combustíveis desceu em 2013, e continua a queda em 2014, apesar de não chegarmos aos valores baixos de 2009.

E a que se deve esta queda? O consumo de combustíveis tem vindo a descer, a produção mantém-se mas acima de tudo os EUA, Brasil e Rússia estão a produzir mais petróleo e a aumentar as suas reservas. Aqui entra a OPEP que ao continuar a produção vai baixar o preço e de acordo com as declarações do ministro saudita do petróleo Ali Al-Naimi o preço pode descer até aos 20 dólares que não vão cortar a produção, afinal de contas se o preço for baixo deixa de compensar a exploração aos EUA, Brasil e Rússia e os países produtores da OPEP lucram com isso.

É possível que o petróleo não volte aos 100 dólares, embora não acredite, mas o combustível vai aumentar.

Novos aumentos em 2014

Posto da Repsol à noiteO combustível em Portugal vai aumentar em 2014, novos impostos mascarados de “fiscalidade verde” podem elevar o preço da gasolina em 6,5 cêntimos e do gasóleo em 5 cêntimos de acordo com os valores apresentados por Ferreira de Oliveira, presidente da Galp.

Em Portugal mais de metade do preço da gasolina são impostos

Vai certamente existir uma corrida aos postos de abastecimento a 31 de Dezembro e as gasolineiras já começaram a reforçar os seus stocks, no entanto é possível que o aumento não aconteça a 1 de Janeiro uma vez que o diploma ainda não foi promulgado.

Nem tudo é positivo

Um preço mais baixo do combustível é sempre uma boa noticia para o orçamento dos portugueses, mas quanto mais baixo estiver o petróleo, mais tempo será necessário para que novas tecnologias sejam desenvolvidas e o seu preço desça para valores competitivos.

Embora os híbridos continuem em desenvolvimento e estejam a ser lançados cada vez mais motores económicos, o salto para os eléctricos ou hidrogénio vai continuar a ser adiado deixando de existir interesse pelos fabricantes em investir quando o combustível está em valores baixos.

Continua assim a nossa dependência pelo petróleo, embora a preços mais baixos, com tudo o que de bom e de mau daí vem.

O meu conselho é continuar a praticar uma condução económica e abastecer nos postos mais baratos.

Copyright © 2005 - 2015 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.