A Emel, os bloqueadores e a caça à multa

Carros bloqueados pela EmelConheço muito pouca gente tenha uma opinião favorável à Emel. É uma empresa com quase tanta autoridade como a Polícia Municipal e as queixas são mais que muitas. Desde esperas de 2 a 3 horas para um carro ser desbloqueado até carros que ficam retidos nas instalações da Emel porque o parque de reboque encerra às 24h.

Ao observar o método de trabalho desta empresa começo a perceber porque é que a Emel é vista com maus olhos, e dou-lhes razão. Nunca fui multado pela Emel, mas também evito estacionar nos locais que lhes são atribuídos por causa do excesso de autoridade deles. Eu sou a favor de uma fiscalização mais apertada para acabar com o estacionamento abusivo em 2ª fila ou onde calha. Não sou a favor de uma empresa que implementa métodos opressivos para aumentar as suas receitas.

A zona circundante ao meu trabalho passou recentemente a ser fiscalizada pela Emel, e tenho visto cada coisa que contado ninguém acredita. Um empregado da Emel de brinco na orelha à espera que um ticket de estacionamento expirasse para passar a multa até um empregado da Emel que começou logo a passar uma multa a um carro sem ticket, o problema é que o carro tinha acabado de estacionar e o proprietário estava na máquina a colocar moedas.

Depois temos a questão dos bloqueadores, um carro mal estacionado pode ser bloqueado, mas vai continuar mal estacionado! Se um carro está em cima do passeio reboca-se, não se bloqueia.

Mas os métodos da Emel no que toca a reboques não é nada saudável. Para rebocar um carro que nem estava a incomodar (havia mais lugares à volta) demoraram 10 minutos e com a carrinha da Emel mais o reboque acabaram por “bloquear” a rua e ninguém passou enquanto tentavam retirar o carro daquele lugar. Quando conseguiram colocar o carro no reboque, saíram daquela zona a abrir. Fiquei sem perceber se eram mesmo empregados da Emel ou se tinham acabado de roubar um carro.

A Emel nunca deveria ter aparecido, mas existem interesses monetários por trás. Se realmente quisessem reduzir o estacionamento caótico colocavam mais efectivos na Polícia Municipal e na Polícia de Segurança Pública e não numa empresa criada para o efeito. Aqui sim iríamos ter agentes devidamente formados e com sentido de responsabilidade a autuar as viaturas de acordo com a lei e não empregados como os da Emel, alguns de aspecto bem duvidoso e que não têm estofo para ser uma “autoridade”.

Interior do Tesla SFiat 500Maratona na ponte 25 de Abril

Comentários a “A Emel, os bloqueadores e a caça à multa”

João Manuel comentou:
19/11/2009 23:44

Boa noite.
Eu durante anos trabalhei na R.Castilho e como teimoso e casmurro que sou tinha grandes pegas com a EMEL. …tantas que se contasse ia monopolizar este blog!
Uma delas foi, ao entrar no carro um Policia devidamente acompanhado por um funcionário da EMEL (por mais de 1 hora andavam os dois juntos a subir e a descer a R.Castilho – via-os da janela do meu escritório…) me chamu a atenção que tinha “uma coisa” no vidro (foi mesmo assim!)
– Uma coisa!?, disse eu! De tal maneira que questionei a razão pela qual a autoridade andava à conversa com um funcionário de uma empresa. Identifiquei-o, e ele identificou-me. Cheguei a casa apresentei queixa deste à Policia e do funcionário à EMEL. Não paguei o valor que vinha “naquela coisa” e da EMEL enviáram-me uma carta a pedir desculpa!
Outras era eu por o carro em cima de uma zebra e ser multado, …reclamação!
pagar as multas por multibanco e no “saldo final2 não serem abatidas.
Ainda agora e já vão mais de 3 anos ainda estou à espera de uma resposta destes.
Resumindo… não gosto deles mas confesso que a empresa em si faz falta. Não é nestes moldes!!! Deveriam arranjar funcionários responsáveis, não muidos com ganas de autoridade que parece ganharem à comissão!!!

Simon Says comentou:
20/11/2009 13:49

Sobre isto só me lembro deste vídeo do Top Gear, que mostra como se faz a fiscalização automóvel em Tóquio, com toda a honra, respeito e eficácia.

Odeio o chico-espertismo nacional.

http://www.youtube.com/watch?v=0fjRPMW_7K4&feature=channel

(Caso o link não apareça por algum motivo, basta pesquisar “Tokyo’s attitude to cars” no Youtube.)

José Coelho comentou:
23/11/2012 17:44

Hoje atrasei-me 1minuto (leram bem 1 minuto), quando cheguei ao carro estava já com um papel amarelo. resolvi interrogar o fiscal, o qual me respondeu se quisesse para reclamar. Chamei-lhe à atenção que só tinha passado 1 minuto mesmo assim não quis saber. Para além de me ter deixado nervoso com a situação reparei que o mesmo fiscal estava com ar de gozo… Tentei pedir explicações o qual me respondeu que já tinha tratado de meninos na prisão pior do que eu. Não osbtante ter-me dito isso ainda colocou a mão nas calças e tirou de lá um objecto que tinha semelhanças com uma faca. Como é possivel tal coisa???!!! Juro que se não tivesse uma filha pequena a situação não ficaria assim… e além disso ainda andava com um percing na língua e fazia questão de o mostrar( para dar um ar de mau). Não me vou esquecer da cara do “mau” e a resposta serve-se fria. Andamos nós lisboetas a pagar para esta empresa de ciganos, traficantes e presidiários.
Que saudades da minha Lisboa e dos primordios da empresa Emel

Eduardo comentou:
24/11/2012 10:48

José essa situação deve ser denunciada à Emel.

joao comentou:
19/10/2015 19:56

Há dias multaram-me e bloquearam-me num estacionamento de cargas/descargas junto a um Pingo Doce (junto ao Centro Comercial Roma) onde entrei rapidamente para fazer uma compra. Para pagar a multa tive quase meia hora à espera que dois autênticos analfabetos da EMEL conseguissem digitar a notificação. Um deles digitava com o dedo indicador, letra a letra, enganava-se e voltava ao princípio, tudo isto com o auxilio de colega (outro brutamontes). Não há paciência …. Isto está a ficar parecido com África.

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2017 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.