Manutenção e tratamento de bancos em pele

Estofos em peleNão dispenso uns bons bancos em pele num carro. Além de esteticamente ser mais apelativo, são mais confortáveis, mais higiénicos e o cheiro a pele num carro fica sempre bem.

Mas falo de pele a sério e não dessas napas ou vinis que vêm em muitos carros como sendo pele. Aliás, sempre que alguém me diz que não gosta de estofos em pele normalmente têm no carro estofos em napa ou vinil que é extremamente quente no verão e tem um toque plástico e não macio.

Uns bons bancos em pele podem sempre ser rejuvenescidos mesmo que sofram alguns abusos a nível de uso, mas existem alguns cuidados que permitem mantê-los em óptimas condições durante a vida útil de um carro.

Limpeza e manutenção

Dependendo do tipo de pele existem vários produtos que podem ser utilizados. Se a pele for impermeabilizada (coated leather) podemos limpar a pele com água morna e um detergente suave, como um usado para lãs por exemplo, em pouca quantidade para limpar os estofos. Este método só deve ser usado se a pele for condicionada de seguida porque vai retirar os óleos essenciais da pele e se for usado regularmente vai tornar a pele rija quase como cartão.

Existem produtos 2 em 1 como o Pinnacle Leather Cleaner & Conditioner que poupam tempo e produzem bons resultados para serem utilizados regularmente e mantém a pele limpa e condicionada.

Para aqueles com mais tempo e que querem o melhor resultado aconselho sem dúvida a dupla de limpeza e condicionamento da Gliptone, o GT12 Gentle Cleaner e o GT11 Conditioner. De todos os produtos que já experimentei estes são os que deixam a pele suave, sem ficar escorregadia e com um cheiro a pele delicioso.

Estes são processos rápidos que podem ser feitos mensalmente ou de dois em dois meses dependendo dos elementos a que o carro está exposto, principalmente em termos de poeiras e exposição solar.

Basta um aplicador micro-fibras para espalhar o produto pela pele, esfregando ligeiramente, e um pano micro-fibras para retirar o produto.

Rejuvenescimento

LeatheriqueSe a pele do vosso carro está mal tratada, com uma cor escura ou com um toque áspero aconselho a aplicação do Leatherique.

Este é o melhor produto que existe para a pele e os resultados roçam o restauro dos bancos. A sua aplicação é complexa e requer paciência e dedicação.

Pessoalmente faço a aplicação do Leatherique Rejuvinator Oil sempre em dias de calor (30º ou mais) com luvas cirúrgicas massajando a pele para que o produto se entranhe, especialmente na zona das costuras no caso de pele impermeabilizada (coated leather) para que a pele absorva o produto. Aplica-se com abundância até que a pele deixe de absorver mais produto.

Depois de todo o carro ter sido tratado deixamos-o ao sol ou num local quente durante um ou dois dias para o produto actuar.

Quando voltamos começamos a limpar os bancos com o Leatherique Prestine Clean, mas normalmente eu primeiro passo um aplicador de algodão com água morna para ajudar a tirar o excesso das faces dos bancos que normalmente ficam pegajosos.

Depois desta operação os bancos vão ficar muito mais suaves e com volume, mas os resultados continuam a melhorar durante as próximas 24 horas porque a pele continua com Leatherique mas está agora sem sujidade ajudando a pele a respirar.

Num carro que nunca teve qualquer tipo de tratamento normalmente uma a duas aplicações deste género são suficientes para trazer os bancos de volta à vida. No meu caso, apesar de manter a pele condicionada volto sempre a repetir este processo a cada um a dois anos para manter a pele suave.

Deixo apenas um aviso no caso da aplicação no volante, este é um local que está sempre muito mais sujo da transpiração e dos óleos transmitidos das mãos para a pele, pelo que poderá demorar algum tempo a limpar esta área de forma a que o volante deixe de ficar pegajoso.

Restauro

Se a pele está sem cor ou rasgada não existe condicionador que nos safe, nem o Leatherique. Aqui já entramos no campo do restauro e o produto que utilizei foi o Scuffmaster da Gliptone. No site da Gliptone em liquidleather.com existe uma tabela com as cores de vários estofos que podemos pedir, ou enviar um pedaço de pele para que nos enviem um kit de restauro afinado a uma cor especifica.

Este é um produto óptimo para pequenos locais onde falta a pele ou a cor está gasta. Basta condicionar a pele e aplicar o produto com um aplicador poli-espuma ou uma pistola de aerosol utilizada no modelismo para pintura.

Este já é um processo que requer alguma técnica e se em pequenos retoques os resultados são perfeitos, em áreas superiores nem sempre ficamos com uma tonalidade a 100%, é necessário experimentar mas no final o resultado é sempre superior a ter um rasgo branco nos bancos.

Posso-vos dizer que usei este produto no meu 406, inclusive pintei um apoio de braço que vinha com a pele em preto e ficou muito bom.

Transportes PúblicosUm Taxi de PortugalPrius a GPL

Comentários a “Manutenção e tratamento de bancos em pele”

Não existem comentários a este artigo.
Inicie a discussão, envie o seu comentário

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2017 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.