Acidente fatal num Tesla em modo autónomo

Publicado a por Eduardo

Ocorreu o primeiro acidente fatal com um carro com funcionalidade de condução autónoma. Um Tesla Model S que tem esta funcionalidade em Beta.

Beta no mundo da programação é quando um produto ou funcionalidade ainda não está devidamente testado. Isto não tem grande problema quando se trata de um cliente de email ou um website, mas num sistema de condução autónoma não faz grande sentido.

Função Autopilot no Tesla Model S

Sempre fui contra o modo de trabalho da Tesla e arrepia-me a ideia de empresas como a Apple e Google estarem a testar a criação de automóveis. Desde funções criticas serem controladas por touch screen a tratarem um carro como um PC ou telemóvel em que podem colocar funções para teste, é algo que não faz qualquer sentido.

É impossível imaginar algo desde género a acontecer numa Volvo ou Mercedes, empresas que estão a investir bastante nesta tecnologia e que estão anos e anos em testes para garantir que nada de errado possa acontecer.

No caso deste acidente levanta-se a questão, de quem é a culpa? Do condutor que não estava a controlar o seu veículo, ou do fabricante que desenvolveu software para que o veículo se controle de forma autónoma e que falhou?

São conhecidos os vídeos em que este sistema se baralha, mas também os quase acidentes que o sistema evita. O senhor que faleceu tem ele próprio um vídeo desses.

Neste caso e de acordo com a Tesla nem o sistema nem o condutor repararam na galera de um camião, branca, porque o céu estava com uma cor muito clara, então não foi aplicado o travão de forma autónoma levando ao acidente fatal.

Isto vai também atrasar a colocação no mercado deste sistema, especialmente em solo europeu, mas ficamos todos a ganhar com mais segurança e testes aprofundados sobre estes sistemas. E é bom que fique por aqui as funcionalidades Beta em automóveis, não se vão lembrar de outras funcionalidades como um novo modo de ABS ou ESP em Beta que poderá falhar.

Artigos relacionados

Como é conduzir um Opel Ampera? Análise após 10.000km
Como é conduzir um Opel Ampera? Análise após 10.000km
O meu veredicto sobre como é viver com um Opel Ampera após 10.000km. O Ampera é a versão europeia do Chevrolet Volt, um E-REV que permite circular em modo 100% eléctrico e tem um gerador a gasolina quando acaba a autonomia eléctrica.
Os carros estão a transformar-se em tablets?
Os carros estão a transformar-se em tablets?
Estão os carros a tornar-se em tablets com rodas? Os botões estão a desaparecer da consola central dando lugar a touch-screens com uma usabilidade comprometida
É preciso explicar porque é má ideia um telemóvel como chave do carro?
É preciso explicar porque é má ideia um telemóvel como chave do carro?
A Tesla decidiu deixar de usar chaves e usar o telemóvel para abrir e ligar o carro. Mas isto é uma ideia terrível, e explico o porquê neste artigo.

Comentários

Alex
Alex
07/07/2016 10:09
Completamente de acordo.

Adicionar comentário

Obrigado, o seu comentário encontra-se a aguardar aprovação. Receberá um email quando este for publicado
Existem erros no formulário, por favor reveja os campos assinalados.
O seu email apenas é usado para controlo de Spam e apresentar a sua imagem personalizada através do serviço Gravatar