As 10 desculpas mais esfarrapadas para não usar GPL

Richard HammondContinuando com as minhas listas dos “10 mais”, falo agora das 10 desculpas mais esfarrapadas que se dão por ai para desacreditar o uso do GPL, só que em vez de gozar vou informar devidamente os leitores de como funciona o GPL de forma a desmistificar um pouco isto do autogás e falar dos seus prós e contras face à legislação actual em Portugal.

1 – O GPL explode!
Esta foi a desculpa mais ouvida de sempre, e por mais estranho que pareça existe sempre alguém que sabe que um carro ardeu ou que “fulano tal” morreu porque o seu carro a gás explodiu. Este mito só pode ter aparecido com os filmes de Hollywood em que os carros explodem com um tiro ou então do resultado das instalações deficientes de gás nas nossas casas que causam várias explosões. Muita gente que diz que o GPL não é seguro tem botijas de gás em casa, logo é estranho tal afirmação pois os depósitos de GPL são bastante resistentes. Apenas por curiosidade, na maioria dos acidentes com carros a GPL o depósito é das poucas peças do automóvel que se encontra intacto.

2 – O GPL estraga o motor
Esta não é totalmente falsa, o GPL não estraga o motor mas em certos carros podem existir problemas com válvulas e juntas de cabeça. Estes carros estão no entanto identificados e em relação aos problemas de válvulas existe um lubrificante Flashlube (ou Marly C) que reduz o desgaste prematuro das válvulas. Desde que sejam devidamente afinadas, como devem ser se funcionarem a gasolina, não existe normalmente nenhum problema de maior. Existem também alguns casos em carros com o motor em mau estado (com depósitos de carvão) que ao usar o GPL com uma queima mais limpa ganham folgas ou fugas de óleo. Deve-se verificar sempre o estado do carro a gasolina e só depois efectuar a conversão para GPL. Se o carro estiver em bom estado a gasolina e não tiver na lista negra (válvulas macias) o GPL só trás beneficios, pois não faz depósitos de carvão e outros lixos no motor mantendo assim as caracteristicas do óleo durante mais tempo. Nas mudanças de óleo a GPL o mesmo ainda sai castanho, a gasolina já sai preto, bastante queimado. Inclusivé, se estragasse tanto o motor será que já existiam tantos taxistas a GPL, que dão um uso intensivo ao carro?

3 – Se o GPL fosse bom vinha de origem
A desinformação é tal que até mete impressão. Basta uma ida a um concessionário ou uma pesquisa no Google para ver que no mercado nacional existem vários carros a ser vendidos de origem preparados para GPL, até mesmo GNC! Especialmente se procurarmos no mercado francês ou italiano ficamos espantados com a quantidade de carros disponíveis a GPL e GNC. Em Portugal não existe uma expressão tão grande em parte por causa da legislação nacional que obriga ao uso de um dístico discriminatório, embora as coisas estejam a mudar e várias marcas estejam a vender os carros a GPL em Portugal, como por exemplo a Mitsubishi, Subaru, Renault, Citroën, Fiat, Volvo, etc.

4 – Os carros a GPL usam um dístico porque são perigosos
Mais uma vez a tremenda desinformação reina. Somos o único país onde existe um autocolante para identificar os carros a gás, certamente ou somos mais inteligentes que os outros países ou existe algum lobby contra o GPL, embora o mais provável é que o legislador que passou esta lei percebesse tanto de GPL como eu de lagares de azeite.

5 – Eu não instalo GPL porque fico sem a bagageira
Bom, ou o carro tem uma bagageira muito pequena ou então alguém vai colocar mais do que uma botija de GPL. Actualmente existem depósitos tóricos que são colocados no lugar do pneu suplente, podendo este continuar no carro ou optar por um kit de reparação de furos que vem em quase todos os carros desportivos (e alguns utilitários e coupé-cabriolet). É uma questão de equacionar quantas vezes fura os pneus, e se realmente vale a pena perder uma poupança superior a 60% em cada 100km que fizer.

6 – Não se pode estacionar em parques fechados, logo não é alternativa
Existe vida para lá de Lisboa e dos centros comerciais. Nem toda a gente precisa de estacionar num parque fechado, embora muitos o façam não identificados. As instalações de GPL actuais são seguras, possuem três válvulas de corte de gás, as mesmas que são obrigatórias noutros países europeus para permitir o estacionamento destes veículos em parques fechados. A legislação nacional vai mudar neste aspecto, ficando apenas proibido o estacionamento em locais abaixo do solo, sendo permitido o estacionamento em locais acima do solo fechados, desde que possuam de ventilação natural ao nível do solo e do tecto. Existem também muitos parques de estacionamento de hipermercados e centros comerciais com lugares reservados a veículos a GPL.

7 – Meter GPL em “veículo tal” é estragar o carro
É o mesmo que dizer “não, em vez de um M5 a GPL vou-me ficar por um 316 a gasolina”, e sim em Portugal que tenha conhecimento existem dois M5 a circular a GPL. É uma questão “portuguesinha” de status, o GPL é um bicho de sete cabeças que só deve ser utilizado em carros sem valor. O mais estranho é que quem dá esta desculpa normalmente conduz um carro sem grande valor comercial. Muitos leitores podem achar estranho, mas desde Subaru Impreza, Hummer H2, Dodge Ram até Porsche Boxster, existem várias maquinas nacionais que circulam a GPL, claro que não identificadas. Uma semana passada em qualquer IPO irá deixar muitos de queixo caido com as máquinas que aparecem para fazer a inspecção a GPL, e quem diz um IPO diz um posto de abastecimento com GPL. Pergunte aos donos dessas máquinas se poupar cerca de 17 Euros num consumo entre os 15 e os 20 litros a cada 100km é crime, certamente que se vão rir de si.

8 – O GPL não compensa em relação ao gasóleo
Como expliquei anteriormente em Diesel/Gasolina/GPL vs Status é tudo uma questão de fazer as contas e cada caso é um caso. Em certos casos nem o gasóleo nem o GPL compensam. A maioria das pessoas fica de pé atrás porque tem que pagar a instalação (no caso do carro ser usado). Ora, é uma questão de fazer bem as contas, os diesel são mais caros que os carros a gasolina em novos, e no mercado dos usados também, logo em muitos a diferença chega bem para comprar o carro, fazer uma revisão geral ao carro e montar GPL. Em alguns casos chega ainda a sobrar dinheiro para GPL. No meu caso especifico, a diferença do meu carro para a versão HDi com menos equipamento era tanta que o valor dava para fazer 50.000km com gasolina BP Ultimate! Tendo em conta que uma instalação de GPL se amortiza normalmente em 20.000km, é muito tentador optar por um usado a gasolina e transformar o mesmo para GPL em vez de comprar um gasóleo. Em relação a carros novos nem se compara porque existe um desconto no imposto automóvel que chega para pagar a instalação e despesas de legalização, e dependendo da cilindrada do carro às vezes sobra para um extra ou outro por isso fica logo a poupar assim que tira o carro do stand.

9 – O GPL tira potência
Nestas últimas semanas vi mais de 25 testes a vários carros transformados e a comparação de tempos, potência e consumos entre os vários carros. O caso mais crítico foi de uma Renault Espace que perdeu 5cv e 15Nm. Um dos testes num Volvo mantinha a potência a gasolina e a GPL igual, apenas a GPL estava disponível 500rpm mais tarde. Será que 5cv fazem muita diferença no dia a dia? Será que aqueles 0.5 segundos que se perdem dos 0 aos 100 são importantes nos arranques diários nos semáforos? Eu cá acho que não, e estamos a falar do caso mais critico que vi. Além do mais normalmente após 3000km é feita uma afinação com o carro em movimento para melhorar a performance do kit de acordo com o estilo de condução de cada um. Já agora, sabiam que os sistemas GPL de injecção liquida além de reduzirem o consumo em relação aos kits de injecção gasosa ainda permitem reduzir mais as emissões e aumentar a potência? Só é pena estes sistemas ainda não estarem homologados em Portugal.

10 – Não existem postos de abastecimento
Existem muitos mesmo, aparentemente segundo um artigo da publicação Autohoje existem mais de 300 postos actualmente em Portugal com GPL, sendo a zona mais fraca em postos com GPL a zona sul do país. Além do mais, normalmente os instaladores têm bomba própria de GPL, muitos com desconto para os clientes que lá efectuaram a instalação. A Galp também apoia o uso do GPL, duplicando os pontos pelos litros de GPL para quem usa o seu cartão Fast. Mesmo se for de carro pela Europa fora, tirando Espanha que está bastante atrasada no GPL, não terá grandes problemas em encontrar um posto de abastecimento com GPL.

E agora que desculpas mais vão inventar para deitar o GPL abaixo? Parece que com o aumento sucessivo do preço da gasolina, ao contrário do preço do GPL muitos mitos actuais vão-se desmistificando sozinhos, uma vez que o GPL começa a ser para muitos uma necessidade.

Alfa Romeo 8C SpiderEstupidez americanaFifth Gear

Comentários a “As 10 desculpas mais esfarrapadas para não usar GPL”

Nuno Mendes comentou:
27/08/2006 21:31

Acho que está tudo dito! Que mais dizer?
Só anda a gastar dinheiro em gasolina, quem quer…

J. Almeida comentou:
07/09/2006 17:21

Mas continuam os preconceitos contra os carros a gás, nunca mais me esqueço de um colega que elogiu bastante o meu carro até que lhe disse que era a gás, ficou brancou e muito aflito a perguntar se não era perigoso!

Eduardo Maio comentou:
11/09/2006 22:08

Eu ainda me rio na cara de muita gente quando dizem que o GPL estraga o motor e que o carro fica a cheirar a gás pelo escape e que conhecem sempre alguem que morreu num carro a gás…

Mas existe um lado positivo nisto, é que assim o GPL continua muito barato e os próprios ladrões têm medo dos carros a GPL porque podem morrer intoxicados ou o carro explodir. Tenho que fazer um autocolante para o carro que diga “Protegido com tracking GSM e opção GPL”.

Álvaro comentou:
12/09/2006 15:02

Quem tem muita graça são os meninos do biodiesel que andam com óleo de fritar batatas nos depósitos a 100% quando a lei só permite 5% e ainda dizem que isso é a alternativa e não o gpl!

Eduardo Maio comentou:
13/09/2006 17:58

Aproveito e peço a quem tiver mais “pérolas” destas que as partilhe. Podem ver um tópico sobre o assunto no fórum Autogás

Migueluxo comentou:
27/09/2006 23:57

Esta muito giro este texto, e concordo com tudo o que aqui foi dito, eu neste momento poupo mais de metade do dinheiro que gastava em gasolina, nao perdi potencia, e até creio que a potencia que os utilizadores de GPL dizem perder, se deva ao peso do deposito + respectivas peças “sim, sao mais 40 a 60 kilos no carro”, é como levar mais uma pessoa, e isso nota-se até num ferrari, pouco mas nota-se.

E para terminar, é bom que continue a existir este medo do GPL, assim é da maneira que os Lobby’s das Gasolineiras não aumentao o preço do GPL dado que pouca afluencia tem.

E agora só 1 dado para aqueles que dizem que ninguem usa GPL :

Fui a Tomar ha pouco tempo, e como tenho GPL ha pouco tempo, estava com o tal receio de nao encontrar bombas GPL, encontrei 3, mas numa delas fui muito bem atendido “GALP perto de Pegões”, e perguntei ao senhor que tinha GPL na sua bomba o seguinte – Você nao deve ter aqui em tomar muitos clientes que usem GPL?

Resposta – Meu amigo, só este fim de semana foram mais de 7 MIL Litros em GPL.

Ora se em Tomar, uma bomba de GPL chega a fazer 7 Toneladas de GPL num fim de semana, imaginem na Grande Lisboa, ou no Porto.

PS – Ja me apercebi que para o Norte “Porto, etc” existem muito mais bombas GPL do que em Lisboa, nao percebo porque, será devido ao facto das pessoas usarem mais a cabeça em relaçao ha propria carteira?…

António comentou:
27/10/2006 15:21

Pois eu gastei com a instalação de GPL , inspecção e documentação cerca 1700E.
A gasolina gastava entre 7.5 L e 8.2L.
Agora a gaz gasta entre 10.5 e 12L.
Nem tão cedo vou ter o retorno do investimento.
O carro é um KIA SHUMA2 com 1600cc e 101cv.
O instalador tem muita experiencia no entanto apos varias idas à oficina onde instalei o sistema este diz não conseguir reduzir o consumo.Nem sempre vale assim tanta a pena.

Eduardo Maio comentou:
27/10/2006 16:14

Caro António isso é perfeitamente normal. Cada caso é um caso e com os valores que indicou precisa de fazer cerca de 45.000km para recuperar o investimento e começar a poupar. No meu caso apenas preciso de fazer 24.500km para recuperar o investimento e começar a poupar.

É por isso que é o retorno do investimento é superior em carros de potência superior, porque como consomem mais gasolina a diferença nos valores é superior.

O mesmo com os carros a gasóleo, pode ser rentável para uns mas não ser rentável para outros.

Migueluxo comentou:
30/10/2006 03:34

Ola, acho um pouco estranho um carro que gastava 7,5 Litros aos 100, passar para 12 litros “num instalador experiente”, isto pq o meu carro passou dos 10 litros aos 100 para os 12 aos 100 a GPL.

ou seja, em termos de Preço Vs Kms, passei para metade do que pagava, eu com 60 €uros fazia 380 kms “a andar devagar”, e agora com 23 €uros faço 300.

o que é uma grande diferença, e o meu carro é um Seat Ibiza 1.6, que para kem nao sabe, eh um motor um bocado guloso.

Nao concordo com a ideia de retorno em carros de cilidrada superior, acho que 1.6 eh mais que suficiente para ter um retorno em 25mil kms. “eu falo por mim”.

e ja tenho visto carros “Twingos, e Clios 1.2” a GPL, por isso deve compensar… mesmo para esses.

1 Abraço, e se possivel, Gaste dinheiro num outro instalador para afinar o seu carro de acordo com a sua conduçao “algo que eu ainda nao fiz com o meu”, mas que tenho um amigo meu com um Renault Safrane 2000cms3, que o fez e passou de 10 litros aos 100 para 8 litros aos 100, isto é, um carro com 140 cavalos “se nao estou em erro, e 2000 de cilindrada” ta a gastar menos q o meu, e menos q o seu, por isso, tente fazer isso. 1 abraço.

Armando Santos comentou:
30/10/2006 08:41

O seu carro esta a consumir muito, o meu é um 1.4 de 75cv e passou de 7,5 para 9,0. No meu caso o retorno é efectuado em apenas 1 ano e 3 meses.

Eduardo Maio comentou:
26/12/2006 18:29

É com bastante agrado que vejo este artigo a ser publicado no jornal da ANIC-GPL por parte do fórum Autogas.

pedro ferreira comentou:
02/07/2007 23:45

bem andei a estudar tudo sobre GPL . e vou também por uma carrinha 307 SW 1.6 a andar a gás. esta carrinha a gasolina gasta 9 litros aos 100 media do computador de bordo num andamento médio . penso reaver o investimento nos próximos 30 mil KM

CRODRI comentou:
01/08/2007 22:41

Tenho um Audi A4 1.8 Turbo. Pus GPL há puco tempo. Ainda ando em adaptação. Queria saber o que fazer quando está calor e o GPL não entra no depósito. Apesar disso, estou contente.Ainda não fiz médias. O carro está como novo, tem 70.000 reais.

Eduardo Maio comentou:
03/08/2007 14:14

Eu li no fórum Autogás uma situação semelhante em que o GPL demorava a entrar no depósito em dias de grande calor. O problema não é do sistema de GPL mas sim das bombas com depósito exterior. Nas bombas onde o depósito está no sub-solo (como com os outros combustíveis) não existem esse problema.

Cajó comentou:
17/12/2007 13:02

Vi num forúm um Cayenne e um H2 a serem modificados.

Eduardo Maio comentou:
17/12/2007 15:12

Se foi recentemente então não deve ter sido o Cayenne preto que vi a atestar nas bombas da A5, também a GPL mas sem dístico.

Existem muitas máquinas por aí a GPL mas não andam identificadas, normalmente vejo-os nas bombas ou nos instaladores porque no dia a dia é dificil de saber se o carro está a gás ou não.

É deixar o preconceito de lado, o carro fica o mesmo tal como era a gasolina só que muito mais barato e ligeiramente menos nocivo para o ambiente. Aliás, para comprar máquinas dessas não se anda propriamente a estoirar dinheiro.

É um bocado como a ideia de meter GPL ser mau, mas ir para a fila do hipermercado meter gasolina barata já é ser inteligente.

Silvino comentou:
19/12/2007 01:30

Ola, tabem deixei de dar desculpas esfarradas e passei o meu carro para GPL AUTO. Apenas me faz confusao o abastecimento e os consumos parecem altos porque as luzes apagam rapido. Agradecia se me pudesse ajudar.

Eduardo Maio comentou:
19/12/2007 01:39

Caro Silvino, parabéns pela atitude inteligente ao converter a sua viatura. Em relação aos consumos, gaste o gás todo até o comutador ficar a apitar e passar para gasolina. Se quiser pode forçar um pouco e carregar novamente para gastar o gás todo.

Depois encha o depósito até a válvula de segurança trancar, assim que a ouvir largue o botão de enchimento e veja a quantidade de litros que encheu, coloque o contador parcial a zeros e ande com o carro até o gás acabar, faça depois as contas à mão do género (Litros : Quilómetros) x 100.

Em relação ao enchimento, as pistolas têm um pequeno dispositivo de segurança na lateral ou na traseira, antes de a colocar no adaptador habitue-se a ela, é carregar e empurrar o manipulo. Quando for para a retirar puxe ligeiramente o manipulo para si, pressione esse botão de segurança e depois largue o manipulo suavemente.

Ricardo Moura comentou:
28/02/2008 16:29

Uma questao…porque tenho algumas duvidas…
os carros a Gasoleo podem ser convertidos a GPL?

Eduardo Maio comentou:
28/02/2008 17:01

Podem ser convertidos, mas não é financeiramente viável. Normalmente só compensa em frotas de camiões e outros veículos pesados com um consumo elevado de combustível.

Na conversão em carros a gasóleo, tal como acontece com os aviões e o jetfuel, são injectados os dois combustíveis ao mesmo tempo.

tozé comentou:
02/05/2008 23:59

Tenho um clio de 2002 com 90.000km o consumo é de 6,5 l/100km. vale a pena instalar gpl tendo em conta que não o venderei tão cedo.

Eduardo Maio comentou:
03/05/2008 00:21

Tozé com esse consumo é preciso percorrer à volta de 40.000km para amortizar o valor da instalação e só a partir daí começará a poupar, a poupança estimada é de €3.80 a cada 100 quilómetros percorridos.

Paulo Bernardo comentou:
28/05/2008 14:18

gostei muito do que li e vou tentar esclarecer-me:
tenho um Seat Ibiza Sport Van de 1900 cc e 130 cv e é a gasóleo.
compensa e posso transformar para GPL?
se sim onde é que posso alterar?

agradecido

Eduardo Maio comentou:
29/05/2008 17:54

Os carros a gasóleo são caros de converter, não compensa em viaturas ligeiras. Em Portugal não sei se é legal também essa conversão.

valter comentou:
12/06/2008 00:24

Nem mais…comprei um 147 e bota a gaz…ASi não…que émosca…lol
Puxa tal e qual a gasolina com a diferença de que com 22/23 euros faço 400 KM:)

E o Burro sou eu? ha, ha, ha, han

Ricardo comentou:
30/06/2008 19:34

Olá a todos, gostava de saber se realmente é proibido ou não, colocar um porche boxter a gpl, em portugal. Dizem que não é permitido. Mas se importar um com gpl, já não, porque foi homolgado. Obrigado

Eduardo Maio comentou:
30/06/2008 21:01

Teoricamente não é permitido, penso que é relacionado com a legislação sobre a localização do depósito.

Se for importado já com a instalação feita então passa a ser legal.

Informe-se com o seu instalador, ele até pode ter alguma solução para esta situação, mas realmente todos os Porsche (tirando os Cayenne, claro) que já vi a GPL tinham o depósito na frente.

Eric comentou:
04/07/2008 17:00

AHAH, ganho-vos a todos :D…

Tenho o kit aspirado, custou 750€( 150contos para falar verdade, foi aplicado no meu Fiesta 1.2 em 97, quando o carro tinha 7 meses e 7.5mil km em cima) e, mesmo a puxar bem pelo carro, andando a 120 km/h e, muitas vezes, a 160(em pista(no q diz respeito á policia:P)) e mesmo assim gastei 20 litros a fazer 250km, GASTEI 11 EUROS A METER 20 LITROS :D, batam esse recorde :D…

Enfim, na minha opinião, a condução a gás é muito mais suave que a condução a gasolina, o carro responde muito mais rápido, e acredito mesmo que esteja com o carro mais poderoso a gás, pois não se engasga quando largo o acelerador e volto a carregar, como acontece a gasolina.

Parabéns pelo teu 406, é lindo de morrer :)

Eduardo Maio comentou:
04/07/2008 20:55

Isso dá €0.550 o litro, nada mau! O mais barato em PT era até pouco tempo €0.530, entretanto aumentou para €0.560. Quem me deram ter GPL a esses preços na minha área sem ser com descontos e afins.

Obrigado pelo comentário!

António Sardinha comentou:
09/07/2008 17:27

O Governo não irá aumentar em grande o preço do G.P.L. uma vez que está a haver tanta procura?

Eduardo Maio comentou:
09/07/2008 19:27

António Sardinha o ISP sobre o GPL é definido por norma europeia e não pelo governo nacional. No entanto, mesmo com o aumento da procura o governo tem adoptado várias medidas para promover o consumo deste combustível como os descontos no ISV na aquisição de viaturas novas a GPL.

Mª de Fátima comentou:
04/08/2008 22:24

Olá aos que por aqui emitem opiniões. Tenciono trocar de carro e, não só por razões económicas mas também porque as questões ambientais fazem parte das minhas preocupações, equaciono a compra de um para transformar para GPL. Começo agora a ler sobre o assunto e parece-me que a opção não poderá ser tão linear quanto eu supunha.
Algum dos entendidos na matéria me poderá explicar-me quais os aspectos sobre os quais me terei de debrussar no sentido de saber se no meu caso, em termos económicos, já que em termos ambientais não há qualquer dúvida, é compensador? E já agora, qual o carro que melhor serve este interesse.

Eduardo Maio comentou:
04/08/2008 23:06

Mª de Fátima o melhor seria optar por uma viatura já convertida a GPL antes da matriculação para ter acesso ao tal desconto sobre o ISV que na maioria dos casos (em viaturas 1.6 para cima) é suficiente para pagar o valor extra da instalação ficando a viatura ao mesmo preço caso viesse apenas a gasolina.

A Subaru, Renault e Mitsubishi têm alguns modelos disponíveis em toda a rede de concessionários, no entanto nalguns concessionários existem acordos com instaladores e pode ser efectuada a instalação antes da atribuição de matrícula.

Agora, se em termos económicos é compensador? Depende se a viatura que possui actualmente pode ser convertida a GPL, se a nova que vai comprar já vem convertida ou vai ser convertida a 0km, quantos quilómetros anuais pensa fazer e quanto tempo deseja manter a viatura.

Pode usar o simulador GPL da Galp para calcular os custos e pode usar como referência o preço de GPL a €0.720 (praticado pela Galp de acordo com o Mais Gasolina) e o custo de instalação de €1600. O aumento do consumo situa-se entre os 10% e os 12.5%.

filipe ribeiro comentou:
25/08/2008 23:33

eu também vou comprar um carro já com GPL de origem, o que gostava de saber é se para além do desconto do ISV também posso descontar carro de Abate?

Eduardo Maio comentou:
26/08/2008 13:22

Sim, o incentivo para o abate de viatura é independente do desconto sobre o ISV.

filipe ribeiro comentou:
26/08/2008 21:34

então comprando um carro a gpl de origem tendo um carro para abate com mais de 15 anos posso usufruir do ISV todo.
1250 (carro abate) + 40%(GPL)
total de ISV 2300 €

Eduardo Maio comentou:
27/08/2008 13:04

Exactamente, no entanto normalmente o valor do desconto sobre o ISV serve para pagar a instalação pois ronda os €1600 a €1800.

jorge malheiro comentou:
12/09/2008 23:06

viva meus caros, tenho um golf 1.9 disel, percorro 45mil kilometros ano e pertendo trocalo por um honda HRV 1.6 a gpl, sera que compença em termos de preço por kilometro? um abraço para todos.

Dragos comentou:
27/10/2008 21:57

e possivel por GPL no meu fiat uno 60 SL de 1988?tem que ser a injeçao ou pode ser com carburador tambem?obrigado.agradeço a resposta

Eduardo Maio comentou:
29/10/2008 19:23

Se for a carburador o kit indicado é o aspirado com centralina, no entanto neste tipo de kits existe um aumento considerável nos consumos (cerca de 30%) e existe perda de potência.

Nuno Silva comentou:
19/11/2008 21:22

Viva,

Penso adquirir um Mazda3 1.6 a gasolina. Conhecem casos (de sucesso ou não) de instalação neste modelo? Li que existem modelos/marcas que têm que ter alteradas as cabeças do motor e valvulas.
Agradeço comentários, conselhos e onde me dirigir para poder instalar. Zona de Lisboa, Margem sul.

Obrigado
NS

Eduardo Maio comentou:
24/11/2008 14:37

Nuno Silva o melhor será consultar a lista da Borel em http://www.borel.fr/faisabilites/vehicules-realisables-gpl.php

Se estiver marcado Modif culasse então precisa de mudar as sedes das válvulas ou simplesmente instalar um lubrificador (tipo Flashlube) para arrefecer as sedes das válvulas.

domingos torres comentou:
26/11/2008 13:35

em Guimarães existem duas bombas a abastecer GPL, o problema é que custa 0.65 o litro, enquanto a gasolina e gasóleo tem diminuido o GPL continua na mesma, não baixa se souberem de preços mais baixos próximo de Guimarães, agradeço que me digam. Estes senhores são uns oportunistas .Encontrei na A1, entrada Aveiro para Porto GPL a 0.55, na GALP a 0.56 centimos, fiquei espantado e ao mesmo tempo revoltado, com os prelos praticados em Guimaraes

Eduardo Maio comentou:
26/11/2008 14:10

O GPL baixou no último mês cerca de 10cent/litro. Também temos que ver que, desde o ínicio do ano os aumentos aplicados durante 6 meses ao GPL foram aplicados apenas numa semana à gasolina e ao gasóleo.

Em Guimarães existe o posto da Esso que está a vender o gás a um preço abaixo da média.

cubocik comentou:
30/11/2008 20:01

Li bem e atentamente, mas o importante seria baixar o custo da instalação, acho que essa parte impede a instalação, porque gastar nem que seja 1500 euros não é para todos.

cristina comentou:
02/03/2009 17:10

Boa Tarde!
É Pribido estacionar um carro a GPL em garagens de prédios?

Eduardo Maio comentou:
02/03/2009 22:07

Depende da garagem, a lei actual permite o estacionamento desde que exista ventilação ao nível do solo e do tecto.

Augusto Dias comentou:
09/03/2009 19:31

Tenho um 190E 1.8 107 cv com 50 litros faço 350km e uma condução muito equilibrada acho pouco.alguem me sabe informar ou indicar alguem que me informe.

Eduardo Maio comentou:
21/03/2009 14:48

Carros mais antigos quando convertidos para gás, principalmente com os sistemas aspirados tendem a consumir mais gás que o normal. A perda de potência também é superior em comparação com um sistema de injecção sequencial num motor mais recente.

Francisco Cabral comentou:
30/04/2009 07:36

Bons dias.
Vivo em Santarém e o GPL está a 0.53cent/L na Galp. Bastante bom.
Já agora tenho um Golf 1.6GT a GPL com sistema aspirado e está com um probleminha as vezes no arranque e no rolantim. Mas não sempre, mais quando puxo ou ando muitos Km.

Eduardo Maio comentou:
30/04/2009 13:40

Os sistemas aspirados têm esse problema de afinações, principalmente quando montados em motores de injecção.

Rodrigo Marques comentou:
02/07/2009 09:17

bons dias,eu tenho um isuzu de 6 cilindros,3.2 de cilindrada em estado novo,e estou a pensar leva-lo para portugal e transformar em gas,ou seria melhor transformar o carro aqui em ny e depois importar?
ou fazer tudo em portugal?
obrigado

Maximino comentou:
28/07/2009 16:50

boas….

keria saber se os carros a diesel da pa converter para GPL…

obrigado

Paulo Silva comentou:
21/09/2009 23:17

Meus amigos, a verdade é esta: Tenho um toyota 1.3 12 valvulas á 9 anos a G.P.L. e não troco por nada, faço 330/340 kms com 17/18 euros, mudo o óleo de 20 em 20 mil, o carro anda bem e foi dos melhores investimentos que fiz… o dinheiro tá caro..! Abraço.

Bruno Ferreira comentou:
21/10/2009 10:32

Viva.
Eu cá adquiri um audi a3 1.6 e coloqueio a gas. O unico problema é que é fsi e por vezes noto que o carro a passar das 2000 para 3000 mil rotaçoes o carro engasga-se.
Mas que poupo muito dinheiro em combustivel é verdade.

Pedro Martins comentou:
22/01/2010 22:26

Estou a pensar meter a gpl o meu Nissan Micra 1.0 de 1995 já com os seus 174000 km.
ainda vale a pena?

Estou a fazer mais de 30.000 km ano e conseguir poupar uns trocos nada!

Faz médias de 5.5 a 6l. comprei em 30/08/08 com 132.000km

O k me motiva mais é o facto de ter investido algum dinheiro neste carro ao nivel de reparações (embraiagem, amortecedores…) e sei “o” k me guia todos os dias 100km.

Luis comentou:
25/01/2010 14:07

Estou penssando sériamente em instalar o gpl no meu carro , Opel Astra 1600 , só é pena as leis ainda não estarem actualizadas em relação aos parques de estaciunamento , pensso que muitas pessoas não instalam o gpl pur esse mesmo motivo , fiquem bem .

Luis Ramos comentou:
07/02/2010 15:41

Dodge Ram 1500 Laramie SLT com motor Magnum V8 245Hp /5889 cm3 a GPL. Não noto diferença no comportamento do motor. Gostava de saber onde posso fazer uma verificação geral do sistema GPL em Lisboa ou perto. Os tanques estão com a tinta a levantar e necessitariam de ser beneficiados. Obrigado (Tenho o stick GPL na traseira, sem problemas)

António Santos comentou:
10/02/2010 20:15

Tenho uma opel astra em que instalei um kit GPL há cerca de 5 anos. Desde essa data até hoje “ganhei” com a instalação cerca de 4000€ deduzindo o preço da transformação estou com um ganho de mais de 2500€ e percorri cerca de 60000 km.
Mas, nem tudo são rosas e é bom que se apontem os problemas pois não somos nenhuma seita fanática. Primeiro é efectivamente verdade que em algumas situações não se poder estacionar em parques subterrâneos é uma chatice pois fartamo-nos de andar á procura de um buraco.
Depois queixo-me dos instaladores que não percebem do assunto, e conheço vários. Montam mas não resolvem os problemas que aparecem pois não têm conhecimentos para isso. Comigo, logo na escolha do sistema, faltou um bom aconselhamento e instalei um kit que depois percebi não ser o adequado. Depois aos cerca de 50000km a GPL apareceram-me problemas caracterizados por o motor ir frequentemente abaixo e dar rateres quando enriquecem a mistura para evitar que vá abaixo. Algumas centenas de euros depois e 4-5 oficinas, o problema contínua por resolver. O curioso é que este problema parece ser relativamente comum pois conversando com uma pessoa possuidora de um mercedes convertido foi a primeira pergunta que me fez quando lhe disse que tinha um carro a GPL.
Concordo portanto com muito do que foi dito sobre economia, poluição, ausência de perigos extra, etc., etc, mas raramente se denuncia quando o “rei vai nu”.

Grunho comentou:
12/02/2010 14:24

O meu combate – Mein Kampf – é o imposto único sobre os combustíveis, igual para gasolina e para o gasóleo, por forma a que os trabalhadores que têm carros económicos a gasolina deixem de ser obrigados a subsidiar fiscalmente o gasóleo dos carros de alta cilindrada dos burgueses, SUVs e outros luxos, ou dos camiões dos capitalistas que investem em empresas de camionagem, a quem devemos o estado de ruína das nossas vias. Como não moro muito longe da fronteira, tenho-o conduzido boicotando sempre os postos portugueses e indo sempre atestar a Espanha. Para mim, ao preço da gasolina espanhola, as despesas e chatices da adaptação a GPL não compensam. Agora, aqueles que moram muito longe da fronteira e não têm possibilidades de seguir o meu exemplo, pois que sim, que deixem rapidamente a gasolina e para o GPL, depressa e em força. No dia em que lhe secarmos até à última gota as receitas do ISP sobre a gasolina, vos garanto que o Estado vai deixar de ser tão baixo moralmente como é agora.

Eduardo Maio comentou:
21/02/2010 11:42

António Santos essa situação é comum com alguns instaladores, e esses problemas estão sempre associados ao uso de kits aspirados, principalmente quando os usam em carros de injecção. Se um carro é de injecção (seja monoponto ou sequencial) necessita de levar um kit de injecção para funcionar correctamente.

Já alertei para esse facto aqui, mas também já presenciei num instalador ser fornecido um orçamento de €1600 e o cliente pedir algo mais barato, o instalador disse que por €1200 instalava um kit aspirado com centralina mas que iria perder potência e consumir mais. O cliente aceitou. Faria mais sentido o instalador educar o cliente e dizer que não fazia outro tipo de instalação naquela viatura, explicando o porquê. Assim perdem dinheiro para outros instaladores, é certo, mas também evitam chatices.

Grunho também eu defendo essa situação. A dieselização do nosso mercado não trás nada de positivo, mas mais de metade da UE está virada para esse sentido. Mesmo o incentivo aos carros eléctricos nada vai mudar, pois são poucos os que compram um carro só para fazer o percurso casa-trabalho.

henrique comentou:
28/02/2010 14:45

eu tenho um carro gpl alias já é o segundo, e concordo com tudo q esta ai tudo escrito
mas só não abasteço na bp e na galp porque a gás ai é mais caro

nuno jorge comentou:
04/03/2010 23:32

boas tenho uma carrinha peugeot 206 sw 1.1 e não estou muito contente com os consumos dela. Colocar Gpl acho que seria uma boa opção, peloque vejo o Gpl só tem um mal que é os paques fechados… quanto ao consumo pode se manter ou pode ficar a beber mais? aconcelham a 100% o Gpl

Eduardo Maio comentou:
14/03/2010 15:24

Nuno Jorge o consumo irá aumentar. Regra geral, num kit de injecção sequencial o consumo aumenta por volta de 1l/100km em relação às médias a gasolina. Agora temos que ver que a 206 SW é pesada para esse motor 1.1 e o GPL não vai fazer milagres, mas fica certamente mais económica.

Miguel comentou:
21/03/2010 23:27

Boas. Pois estou a pensar comprar um Audi A4 Cabrio 1.8T, de 2003. E só ponho esta hipótese caso seja possível instalar GPL (venho de um S-Max a gasóleo, e faço perto de 30.000km por ano). Será possível instalar? Se sim, qual o melhor sistema?

NUNO comentou:
29/05/2010 12:18

Tenho uma carrinha laguna 19 dci estou a pensar trocar pelo uma Bmw 525I Já a GPL. com o gasoleo ao preço que esta mais vale a pena andar a gás que com os km que vamos fazendo poupa-se muito dinheiro. A economia portuguesa nao está facil. A POUPAR ESTÁ O GANHO.
Só metem os carros a GPL as pessoas que sabem fazer contas a vida.

rafael comentou:
29/05/2010 12:22

aconselho toda a gente que tiver a pensar comprar um carro que compre a GPL. se o problema é os parques de estacionamento até ai estamos a poupar só perdemos tempo a andar á procura mas estamos a ganhar dinheiro.

Carlos Ferreira comentou:
14/06/2010 23:46

Tenho um BMW E 46 316 a gasolina que mandei por a GPL. Estou muito satisfeito enchi o deposito e fiz 210 km voltei a encher o deposito e levou 18 litros gastei 11 €. Feitas as contas é como andar a gasóleo.Não há diferença nenhuma no rendimento e o motor fica mais silencioso.
O concelho que deixo é fazer a escolha da instalação numa casa credenciada, é fundamental uma boa afinação do motor.Os preços variam de 1500 a 1700 €. Espero que Portugal evolua para o nível da Itália onde não há restrições no estacionamento até lá não posso estacionar em parque fechados.

A.LINO comentou:
18/08/2010 22:24

Com o GPL a descer de preço estou cada vez mais satisfeito, tenho um S60 T5 e a instalação foi mais cara que o normal por causa dos 5 cilindros, mas já poupei para pagar o kit!

Um grande bem-haja a todos os camaradas do GPL.

Ricardo comentou:
19/08/2010 16:30

Boa tarde,
Aos entendidos na matéria gostaria de fazer 1 questão. Tenho 1 Audi A8 3.7 FSI Quattro a gasolina de 2003 e estou a pensar por o veiculo a GPL será que vale a pena?

Abraço

Jose comentou:
29/08/2010 00:05

Boa noite a todos,tenho um Fiat Uno Turbo ie,que pretendo mante-lo enquanto me for possivel(por muito tempo,espero!). O que acontece é o seguinte:

A meu ver para o carro que é (1.4 Turbo, 118cvs) nao gasta muito,cerca de 20 € de gasolina 95 da-me para 140kms…
Agora a minha pergunta,segundo os meus calculos,em 17500kms ou seja cerca de um ano e meio,pagava o investimento no GPL!!! Alguem me sabe dar os dados correctos para fazer um calculo melhor?
Outra coisa,num carro Turbo,com um motor de baixa cilindrada,fará algum mal?O motor(tal como o carro) está a ser TODO restaurado e devolvido á sua originalidade.

Obrigado pelas ajudas

CÉLIA SANTOS comentou:
03/09/2010 11:20

Bom dia
Tenho uma carrinha Volvo V70 2000 de 2002 a gasolina que consome cerca de 9/10lt aos 100km, pretendo instalar um sistema de GPL. Existe alguém que já tenha feito o mesma nesta carrinha? Está satisfeito? Ocorreu algum problema a posteriori?
Agradecia muito que me respondessem.

Obrigada

Hélder Costa comentou:
29/10/2010 00:38

Boas, uns tópicos acima li que normalmente “as conversões/alterações de gasóleo para gás apenas se aplica em camiões ou grandes frotas dado o custo do investimento”
Alguém sabem o custo médio por instalação nestes veículos pesados???
Digam me lá, será que compensa a relação investimento VS retorno de poupança??!!
E o camião não vai perder muita força??!! É que os camiões são usados para puxar e não para velocidades de ponta!!
Conhecem algum instalador oficial/certificado que faça a instalação em camiões??!!
Peço desculpa por ter colocado várias questões ao mesmo tempo mas por acaso estou interessado dado ter pessoas próximas de mim que podem vir a pretender instalar nos seus carros e eu gostava de os informar correctamente;)
Agradeço a ajuda.
Cumprimentos,
Hélder Costa

Eduardo comentou:
06/11/2010 14:33

Os custos não sei, mas a Front Fuels faz este tipo de conversões. A última vez que lá fui mudar o filtro do GPL estava lá o proprietário de um camião que foi convertido e estava satisfeito com a redução de custos.

Ricardo comentou:
16/11/2010 21:55

E é assim…vinha mm à procura de um artigo assim para satisfazer a minha dúvida…ando aqui indeciso entre adquirir um opel vectra 2003 a diesel ou um mercedes c200 kompressor de 2000 a gasolina (para converter a gás). Bem sei q em nada têm a ver mas foram as viaturas q estavam num stand da minha confiança q realmente me interessaram dentro dos preços q procurava.

Já estava a pensar no mercedes mas depois disto penso q vou mm para o mercedes xD

Mm assim o que acham?

ricardo costa comentou:
12/12/2010 18:53

Boas…tenho um Audi A 3 com 1800 de cilindrada , 125 cavalos de potencia…gostava de saber por quanto ficaria +/- a coversão a gpl…e se é um carro que dá complicações com gpl? se alguém me puder esclarecer fico agradecido!!!!

Carlos Sousa comentou:
30/12/2010 17:24

Tenho um Fiesta 1.2 desde 1997 e instalei o GPL com 3.000 Km e 2meses, claro perdi a garantia da FORD mas mesmo assim arrisquei, na altura, tinha de andar 50.000 Km, por ano. O GPL foi instalado na Mourauto em Stª Maria da Feira, por 1500€. Foi um problema, os tipos não se entenderam com o carro. Dava rateres em baixa rotação e aceleração – (creio que o problema foi terem instalado um Kit aspirado num carro de injecção, numca impus restrições no preço de instalação, deveriam ter optado pela opção certa), (ou não sabiam, o que é pior)- que me partiram a caixa do filtro do ar, nunca me conseguira afinar convenientemente e convincentemente o carro, teve um problema nas valvulas, tiverem que ser mudadas duas, (queimadas). No entanto, e apesar de tudo, valeu a pena, neste momento estou fazer uma revisão ao sistema de gás, o carro tem 250.000Km, dos quais 200.000Km a gás, ou seja a diferença já pagou a instalação e praticamente o valor do carro, tendo em conta que a gpl sai a metade do preço de andar a gasolina. Contar redondas, 10€ da para andar 100Km a gasolina 100€ – 1.000Km
1000€ – 10.000Km
10.000€ – 100.000KM
20.000€ – 200.000KM
Faço esta comparação prque tinha dois Fiestas, este de 97 e um de 96 que este ano foi para abate, (diga-se de passagem todo podre de chapa, mas com um motor impecável, tomara muito carro com 50.000Km ter aquele motor , até doeu) a GPL gastamos metade, poupa-se 10.000€ ao andarmos 200.000Km, e não é minha intenção extrapolar para outros carros, mas no meu caso, mudava o óleo de 15.000 em 15.000 enquanto com o mesmo carro a gasolina mudava de 10.000 em 10.000, as velas idem aspas, e o caso mais espantoso, a panela de escape é a origial, ou seja andou 250.000 Km e tem 14 anos. Digo isto porque a minha mulher tinha o fiesta do mesmo modelo, apenas era de 1996 e mudou 5 vezes de panela de escape.
Agora e para finalizar, um conselho de que já anda à 15 anos a GPL. Sejam exigentes e procurem a melhor oficina para montar o sistema de GPL. Não interessa se for 300, 400 ou 500€ mais caro, porque o que vão poupar no futuro, compensa bem e recuperam o dinheiro se a montagem for boa.
Outro conselho, quanto mais novo for o carro, melhor e mais rapida a recuperação do investimento, de preferência um veículo novo com sistema instalado antes da matrícula. Na aquisição de um veículo novo nem pensaria duas vezes, já tive veículos a gasóleo, mas hoje não optaria por isso. Creio, que depois de pagar combustível a 0.60€ dificilmente ficaria satisfeito comigo próprio pagar a 1.14€, é uma questão cultural do portuga, para os nossos páis o sonho era ter um carro a gasóleo, mas na minha opinião esse combustível já está ultrapassado, e enquanto não vêm o electrico, o GPL é a solução.

jose comentou:
27/02/2011 02:09

boas!
estou a pensar comprar uma carrinha volvo ou um bmw 525 a gasolina para transformar para gpl.
a minha questao é : quanto gasto na transformaçao e se quiser fazer 500 kilometros quantos euros tenho de gastar em gpl? cumprimentos !

Eduardo comentou:
28/02/2011 20:57

José as instalações para motores de 4 cilindros rondam os 1600 Euros, se forem 5 ou 6 mais caro fica, o melhor é consultar um instalador.

Para os custos em combustível deve verificar a média que cada carro faz, aumentar o consumo em cerca de 10% (normalmente 1 litro a mais) e depois é fazer as contas. Pode aceder ao Mais Gasolina para ver os preços do GPL.

Sérgio comentou:
22/03/2011 12:41

Boas, estou a pensar comprar um carro do ano 2000 para cima, no máximo 3.500€ e converte lo para GPL, gostaria de saber qual a melhor marca, modelo, cilindrada do veículo em que o GPL não dispare consumos e que compense mais.
Gosto muito dos Ford Fiesta, mas estou aberto a outras opções.
Obrigado

Paulo P comentou:
05/04/2011 07:51

Olá a todos,

estive a ler com atenção todos os tópicos aqui e em muitas outras páginas da net e encontrei muita informação útil mas que não responde ao meu problema… O meu problema é o seguinte (e agradecia os vossos comentários): instalei GPL (kit Lovato easy fast) na minha Opel astra caravan 1.4 16V há cerca de 12.000 Km, altura em que o carro já tinha 190.000 Km. Por um lado o carro começou a gastar óleo, cerca de 1L a cada 3000 Km (não faz fumo, não há óleo na água nem água no óleo, se bem que também me falta alguma água, mas pouca) Até aí nunca tinha tido que acrescentar óleo entre manutenções… coincidêcia? ou é possível estar de algum modo relacionado com a conversão?

A outra questão é que o consumo aumentou não 10 nem 15% mas 25-30% isto com a mesma condução ou por vezes até mais cuidadosa. Já fui ao instalador queixar-me disto mas ele diz que não há nada que possa fazer poir é a centralina de origem do carro que controla a injecção do gás simplesmente utilizando os injectores de gaz em vez dos da gasolina. No entanto verificou que a pressão do gás estava elevada e reduziu-a para 1 Bar, o que não teve efeito nos consumos…

Qualquer sugestão será mais do que bem vinda!!!

Cumprimentos,

Paulo P.

Paulinho, Telhado comentou:
18/09/2011 16:22

Gaz….Sempre

Henrique comentou:
26/09/2011 11:36

Olá meus amigos!
Tenho uma pergunta!!! Estou a pensar em comprar um Smart ForFour 1,1 Passion usada. será que compensa meter GPL?! tanto pode andar 10km por dia como 100km.

Obrigado

cunha comentou:
12/10/2011 19:14

tava a procura de esquemas para afinar o carro e nao pude deixar de ler a conversa! isto devia tar publivado nos foruns de disel e asin!ahahahah.

Joana comentou:
23/11/2011 02:24

Porque é que se tem de usar um autocolante para identificar os carros a gás? Eu diria que esse dístico seria bastante importante para a polícia na hora de rebocar um carro que está indevidamente estacionado num parque subterrâneo, pois a polícia não tem visão raio x. Até gostaria de saber como fazem nos outros países que não usam esse dístico. Não é impossível dar-se uma fuga de gás, até porque com as botijas de gás que usamos em casa também acontece. Eu também acho que deve andar por aí um lobby mas é para abolir os dísticos que são usados nos carros. Já aquele que se usava antigamente, o ovo estrelado, tal como se usa ainda hoje em Espanha, também foi abolido, o que resulta num aumento de acidentes, porque quem tem carta à pouco tempo não deve andar a grandes velocidades e assim os outros condutores teriam um pouco mais de paciência com os condutores inexperientes…enfim “cada cabeça sua sentença”.

Eduardo comentou:
01/12/2011 23:01

O autocolante serve para isso mesmo, identificar as viaturas a GPL para tornar a fiscalização mais simples. Se não existir proibição de estacionamento o dístico deixa de fazer sentido.

Pelo menos está para sair o novo decreto de lei que já permitirá estacionar em parques subterrâneos até ao piso -1, já é uma grande ajuda. O próximo passo será abolir o autocolante, mas já anda tanta gente a GPL sem o dístico…

Ricardo comentou:
13/01/2012 23:33

Não uso por causa daquele autocolante, fica mesmo feio, então num desportivo… Simplesmente perde toda a beleza que tem.

19/01/2012 00:21

Caramba, este artigo está mais activo que um fórum! E há mais de cinco anos! Já agora, dou o meu testemunho a favor do GPL.

Vou no meu 3º carro a GPL (Citroen BX, Volvo 460 e Volvo S60), e só posso dizer que não quero outra coisa. Só para ilustrar quanto se poupa: comprei o meu Volvo S60 há 4 anos, e converti-o a GPL mal o adquiri. Em menos de 30.000km já tinha “pago” o kit (o carro não consome nada por aí além, mesmo sendo 2.3l com 250cv). Segundo as minhas contas, precisava de fazer 200.000km para pagar o carro também, mas se os preços dos combustíveis continuarem a subir, serão mais na ordem dos 140.000km. Se isso não é poupança extrema, não sei o que será.

Ah, e subscrevo a tudo que foi dito no artigo, nunca tive qualquer problema com o carro por causa do GPL. Também sou daqueles que anda sem dístico (e devo confessar que sempre andei nos 3 carros que tive), porque me irrita a discriminação. Em Inglaterra, existe parques de estacionamento fechados que dão desconto a viaturas a GPL por estas serem mais limpas.

Fernando Loureiro comentou:
25/01/2012 23:17

Carissimos
Tenho estado aqui a ler algumas das vossas dicas sobre os sistemas G P L. Não conheço os actuais sistemas utilizados. Por isso aqui fica a minha questão. Tenho um Mercedes Benz CLK 230 Cabriolet do ano de 2000. Será viável a montagem dum sistema G P L neste modelo ?
Espero uma ideia da vossa parte, já que são entendidos no assunto :)

Fernando Loureiro

Ricardo Oliveira comentou:
29/01/2012 00:21

Boa noite.

Tenho um Nissan Micra, com 191.000km, de 94, 1000 de cilindrada.

Compensa, com esta kilometragem, colocar o sistema GPL? Tenho pensado seriamente nesta situação. Se sim, há volta de que preço rondará a instalação?

Desde já, obrigado,

Ricardo Oliveira

Francisco Morgado comentou:
05/02/2012 17:59

Eu tenho provas + que suficiente para acreditar no G.P.L. presentemente derivado á minha atividade de perito já percorri mais de 700.000 Km. a G.P.L. tecnicamente possuo elementos bastante demostrativos.

ruicruz comentou:
27/02/2012 00:49

boa noite.
tenho um porsche cayenne turbo com 135.000km gostaria de saber se teria algum tipo de problema ao converter este mesmo a gpl..ate porque ja ouvi dizer muita coisa,que principalmente neste motor(turbo450cv)naõ é muito aconselhado..e ja agora para este carro qual o preço que rondara a instalaçao?
comprimentos,obrigado.

Jose Costa comentou:
28/02/2012 22:26

Boa noite.

Tenho um Ford Fiesta, com 140.000km, de 2001 e 1200 de cilindrada.

Compensará com estes kms, colocar o sistema GPL? Diariamente faço 60 km.

Na situação de o risco ser elevado que me dizem da compra de um chevrolet bi fuel alguém por aqui tem algum que possa partilhar a experiência…

Desde já o meu muito obrigado,

JC

Eduardo comentou:
04/03/2012 12:28

ruicruz tenho visto alguns, tanto o base como o S, Turbo realmente nunca vi nenhum na rua mas deverá ser transformável. Tem é que utilizar um lubrificador de válvulas que seja compatível com motores turbo como o Flashlube electrónico.

Nanny comentou:
06/05/2012 08:44

Boas.
Tenho um BMW 320 I a GPL a pouco tempo. A instalação do GPL não foi feita por mim, penso que foi feita pela pessoa que o vendeu. Mas o carro gasta mesmo muita gasolina, e penso que não gasta o GPL. O carro precisa de alguns arranjos como por exemplo, a panela de escape que está furada, já me disseram que pode ser razão para o carro gastar tanto. Mas mesmo assim acho um exagero eu estar a andar dentro duma localidade e sempre que dou um pouco de aceleração o ponteiro do consumo sobe logo para os 20l/100km ou 30l. Há uns meses, quando me entregaram o carro, achei que talvez precisasse de abastecer o GPL mas aquilo entrou cerca 0,5l e depois não entrou mais. Disseram’me que o deposito está cheio. Até hoje não abasteci mais, faz uns 3 meses. O que eu acho que acontece é que ele gasta primeiro a gasolina. Eu sei que este carro é também conhecido por ‘carro alcoólico’ mas supostamente com o GPL não deveria ser um pouco mais económico??
Será que me podem dar alguma ajuda? Sou nova nesta coisa do GPL.
Obrigada

Eduardo comentou:
06/05/2012 13:20

Nanny era bom saber o ano do carro e o tipo de kit instalado. O que acontece é que o carro está a funcionar só a gasolina.

Ligue o carro, carregue no botão do comutador do gás e verifique se após 1km acendem as luzes verdes com o nível do gás. Se acenderem não é preciso fazer mais nada, quando desligar o carro e voltar a ligar ele deve voltar novamente para GPL de forma automática.

Caso contrário o melhor é verificar com um instalador de GPL para lhe verificar essa situação, porque não está a circular a gás, só a gasolina.

Nanny comentou:
07/05/2012 18:46

O carro é de 1992 e penso que o reservatório do GPL é da marca stako.
As luzes do nível do gás acendem mas são sempre inconstantes. Penso que o melhor será mesmo verificar com um instalador de GPL.

Obrigada pela ajuda :)

Rui comentou:
15/05/2012 17:07

Tenho um ford fiesta 1,2 a GPL, há já 3 anos.
No geral estou satisfeito com o investimento.
Só acho que gasta muito lubrificante, uso o flashlube e em menos de 2 mil klm gastou 400 ml, que me custaram 20 euros no instalador. Embora este disse-me que deveria dar para 5 mil klms.
Será que precisa de alguma afinação?
Também tentei encontrar o tal lubrificante em lojas de automóveis, como a Norauto, mas não o vendem. Onde posso comprar o lubrificante mais barato?

César comentou:
17/05/2012 10:28

Compensa instalar gpl num bmw 318 is de 93? Ouvi dizer que as médias são 9 / 10 lts aos 100, mas a gasolina está muito cara. Ajudem-me, sff.

Ana comentou:
06/06/2012 00:17

Gostei do artigo. Mas o ponto 6 continua a ser a razão porque não tenho um carro a GPL. Estaciono todos os dias num parque subterrâneo. Como poderei dar a volta a isto? Agradeço sugestões :)

angelino comentou:
09/06/2012 15:18

boa tarde eu comprei um bmw em segunda nao e o 1600 a gasolina e a gas mas tenho uma duvida penso que o sistema a gas nao trabalha como posso ver isso sem ir a uma oficina
me pode ajudar

Eduardo comentou:
18/06/2012 19:27

Rui o sistema de lubrificação de válvulas também precisa de afinação, e existem alguns manuais que têm tendência para desafinar.

Ana infelizmente ou aguarda que a lei mude ou então é entrar ilegalmente sem autocolante.

Antonio mota. comentou:
30/06/2012 22:56

Caros amigos
O Nosso Coverno,legislou no dia,20/6/2012,que já é permitido transformar para o GPL e sem
distico e em garagens subterraneas, todos os carros. Creio que agora tem que sair no diário da Repùblica.
um abraço para todos

ruicruz comentou:
03/07/2012 17:53

eduardo como disseste e bem em relaçao ao porsche cayenne o normal e o s nao tem qualquer tipo de problemas ao instalar isto dito pelo vendedor do stand mas esse mesmo ja me disse que teve 3cayennes turbos convertidos a gpl e esses msmos rebentaram com o motor..eu gostava de converter a gpl mas o dono do stand nao me dava garantia se o fizesse e agora depois do que ele me disse ate tenho receio de o fazer..se soubesse alguem que tivesse um turbo convertido e a funcionar em condiçoes agradecia que me disse se qual o tipo de gpl melhor para o turbo..
muito obrigado
abraço

rita fernandes comentou:
11/07/2012 13:48

Olá! Oferecem-me um skoda Fabia a GPL de 2002 com 138000 Km por um preço razoável mas receio comprar pois preciso estacnionar em garangem de centro comercial para trabalhar, não dá para andar às voltas na rua a procurar estacionamento. Disseram–me que a lei is mudar, mas quando? Não consigo encontrar informação fiável sobre isso.
A quem me poder escçarecer agradeço.

Eduardo comentou:
22/07/2012 14:20

rita fernandes dê uma vista de olhos no artigo Carros a GPL em parques subterrâneos. Até a lei sair não existem certezas do que realmente vai alterar e passar a ser permitido.

romeu gabriel comentou:
19/09/2012 19:01

Boa tarde. Entrei aqui só por curiosidade. Eu tenho um Seat Toledo 1.6 gasolina. Esta a GPL desde que tinha 80 000 km. .Agora tem 190 000km. Faz sempre 550km por deposito (40 euros) abastecer em Vale Figueira. Nunca mudei nada a nao ser filros de gas. nada de lubrificante especial ou outra coisa. eatou mesmo mt contente com GPL.

Janduir Medeiros comentou:
22/10/2012 19:32

Amigos, escrevo aqui de São Paulo- Brasil. Achava que o preconceito contra carros convertidos a gnv (ai gnc se não me engano) fosse somente aqui. Mas pelo visto vocês sofrem com os mesmos males daqui. Instalações mal feitas e donos que não cuidam de seus carros, acabam prejudicando a imagem de carros convertidos a gas. Para voces terem uma idéia de preço e algumas curiosidades, aqui no Brasil, temos os seguintes preços convertidos já para o Euro. Gasolina 1,04 / Etanol 0,60 / Gnv 0,52 /glp é proibido para carros. Utilizo no meu carro (Gm Astra Sedan 2.0 127cv -cambio AT ano 2005) um kit marca Landirenzo 5ª geração no qual sempre que vendo o carro, removo-o e vou instalando nos próximos, já que para revender o carro com o kit gnv instalado é dificil e normalmente o carro vale menos do que o original. Tive antes, desse mais 3 carros com gnv (mesmo kit) na ordem, Honda Civic 2000, Corolla 2003 e Gm Corsa Sedan. Rodei uns 400.000km somando todos e nunca tive problemas. Para voces terem uma idéia de consumo do Astra. No Etanol, ele consome 25l/100, na gasolina 14,28l/100 e gnv 10m/100. Esse consumo são dentro da cidade com transito, na estrada, esses valores dobram. O meu carro utiliza a gambiarra brasileira chamada Flex, utiliza tanto etanol (é uma espécie de alcool de cana de açucar – o carro fica mais potente, mas consome mais) quanto gasolina. Então na verdade meu carro pode consumir os 3 combustíveis. Falando de preço, paguei nesse veículo usado com 50.000km e unico dono o equivalente a 8400 euros. Um zero custa quase 20.000euros. Outra curiosidade, o preço do kit injetado com cilindro de 18 metros, está por volta de 1325 e um kit aspirado 570. Mesmo tudo caro aqui no Brasil, com a economia do gnv, já economizei o dinheiro para comprar outro carro. Abraços…

eduardo santos comentou:
27/12/2012 21:57

ola.Tenho um honda civic 1.4i aerodeck de 2000 com 133 mil km´s estou a pensar por GPL mas queria saber se o motor da honda nao vai ter problemas mais tarde?
o instalador disse-me que agora a centralina do kit vai injetando gasolina de vez em quando por causa do gas e que assim nao leva o lubrificante, será que é bem assim…
gostava que me tira-se as minhas duvidas.obrigado.

Eduardo comentou:
13/01/2013 11:29

Eduardo existem kits que injectam gasolina para arrefecer as sedes das válvulas em vez de usarem um lubrificante especifico. É uma solução mais cómoda e funciona perfeitamente.

Evita ter que comprar o liquido de lubrificação e ir controlando o nível do mesmo, assim é só colocar gasolina e andar.

ricardo comentou:
05/11/2013 17:28

eu tenho uma volvo v70 com 250cv motor 2.3 e ha 2 anos para encher o deposito com gasolina gastava cento e tal euros enquanto que para encher o deposito de gas gasto no maximo 40 euros compensou-me bastante e ja esta a gpl à 4 anos de uso intensivo e nunca me deu problemas

HugoPinto comentou:
14/07/2015 23:22

Ola Boas noites a todos.

Gostaria de fazer uma pergunta ao Sr. Eduardo, que me parece ser quem responde mais vezes e com mais “voz” na mateira :)

Gostaria antes de mais saber se tem alguma informação sobre a legislação que tanto se falou neste topico, se já é legal ou não.

E se conhece algum site que ajude na conversão de potencia perdida (ou ganha) na conversão de gasolina para gas.

Estou em olho num Honda Crx DelSol 1.6 VTec. Carro muito bonito e que puxa bem caso “seja preciso”, mas tambem gostava de olhar pela carteira a longo prazo…Compensa a conversão para GPL caso compre o carro?

Desde ja lhe agradeço o tempo disponibilizado para encontrar resposta para as minhas questões e me responder.

E aproveito para congratula-lo no texto. Muito bom de se ler :)

Cumprimentos

Hugo

Eduardo comentou:
27/07/2015 23:09

HugoPinto a legislação já foi alterada, neste momento o dístico é diferente e já é permitido estacionar em alguns parques de estacionamento. Infelizmente nem todos cumprem as medidas necessárias pelo que a nível de estacionamento pouco mudou. Dê uma vista de olhos em Saiu finalmente a portaria sobre o GPL Auto.

Em relação à potência, depende do tipo de kit a instalar. Não tenho conhecimento se nesse motor é possível a instalação de um kit de injecção liquida (possivelmente não) pelo que poderá sempre perder alguma potência. Nalguns testes feitos por entidades independentes verificam perdas de potência na ordem dos 5 a 7cv com os kits de injecção sequencial.

O DelSol é um carro muito engraçado, os anos nem parecem passar por ele. Boa sorte com a máquina.

Carla comentou:
15/09/2015 15:22

Ola a todos! Ajudem-me a tentar solucionar esta situacao. Em 2012 comprei um Seat Ibiza usado de 1999 a gas. Na altura o dono do Stand nao me soube dizer quando e’ que a instalacao de gas tinha sido feita. No primeiro ano, nao me deu problemas mas depois o motor vertia oleo por todos os lados. De biscate em biscate, o meu mecanico disse-me que a solucao era substituir o motor por outro usado, visto que se fosse um novo seria um estouro na minha carteira. Segue-se que depois disso, o carro esteve parado um ano porque ausentei-me do pais. Voltei e agora o meu novo mecanico veio com essa historia de que o sistema de gas estraga o motor todo e que mais vale comprar outro carro a diesel p.ex do que meter um motor novo ou usado ali.

Estive a ler alguns dos vossos posts relativamente ao GLP e vejo que talvez o meu mecanico nao seja muito entendido na materia. Eu adoro o meu Seat, nao me quero livrar dele porque e’ muito economico e jeitozinho para as minhas voltas. Nao me importo de gastar dinheiro nele e por um motor e mais tarde uns estofos novos e quem sabe uma pintura. E’ o meu carrito, e comprei-o com muito custo. Agora, sendo eu mulher e encaixando-me na maioria que nao percebe patavina de mecanica, sinto-me frustrada porque gostava de perceber disto para entender o que realmente se passa com o motor. Tambem sinto que quando vou a garagens os mecanicos tentam puxar a brasa a sardinha deles e acabam por cobrar mais dinheiro do que o devido, e nao entendendo aquele palavreado todo, la tenho que concordar e pagar.

Para colocar um motor novo e’ melhor levar o carro a um concessionario oficial da Seat? E centros auto de GPL aqui no Norte (Aveiro ou Porto), conhecem algum de confianca?
Desde ja’, muito obrigada pelos esclarecimentos. Um bem-haja!

Eduardo comentou:
26/09/2015 14:09

Carla a questão do motor novo é que não é um motor novo, normalmente vão à sucata buscar um motor e trocam-no, outros ainda têm a decência de procurar motores reconstruidos que vêm normalmente em bom estado e têm garantia.

O GPL não estraga motores, infelizmente a ignorância leva a estas afirmações, e não é só no GPL. Fale a um mecânico com mais idade o que acha dos sistemas Start-Stop ou dos carros híbridos e vai ver a resposta. Ninguém lhe diz que não tem opinião porque não conhece, dizem sempre que não presta ou estraga qualquer coisa.

O que interessa realmente, sabe por onde é que o carro está a perder óleo? Só assim se pode ter ideia do custo da reparação.

Perto de Aveiro, que não é bem perto, em Ovar, tem a Cuco Autogás

Adicionar um comentário

Quer adicionar uma imagem pessoal ao seu comentário? Registe-se gratuitamente em Gravatar

Adicionar comentário

Copyright © 2005 - 2017 Gosto mais de Carros do que Chocolates. Alguns direitos reservados.
gostomaisdecarrosdoquechocolates.com - As opiniões, críticas e pensamentos de um "petrolhead"
Ao navegar neste site está a concordar com os termos legais e de privacidade.