Simulador de tráfego

Publicado a por Eduardo

TransitoQuantos automobilistas não se perguntam o que sucede em várias vias (por exemplo a 2ª Circular ou a IC19) quando o transito fica intenso e, depois do nada começa a fluir novamente?

Encontrei online um simulador de tráfego que permite estudar várias situações de possível congestionamento. Com recurso a este simulador pode obter algumas ideias de boas práticas ao volante para minimizar o efeito de congestionamento.

Em situações de entradas ou saidas de auto-estradas ou vias rápidas onde não existe transito compacto, caso se circule na via mais à direita (o código assim o obriga) e a faixa à nossa esquerda se encontre desimpedida devemos mudar de faixa para permitir uma entrada ou saida na auto-estrada/via rápida mais fluente sem prejudicar o nosso andamento.

Em situações de transito compacto devemos praticar a passagem alternada, seja em que via for, assegurando que o transito flui de uma forma mais ordeira.

Em situações de "pára-arranca" devemos manter uma velocidade constante e evitar arranques desnecessários que nos levem a uma posterior travagem. Não devemos mudar de faixa ou entrar "à campeão" na distancia de segurança que dois veículos levam na situação de "pára-arranca", pois irá reduzir o andamento dos carros que circulam atrás.

Para aceder ao simulador clique em Traffic Simulations no website www.mtreiber.de.

Artigos relacionados

A 2ª Circular vai ser a nova Feira Popular
A 2ª Circular vai ser a nova Feira Popular
A CML que transformar o principal acesso a Lisboa, a 2ª Circular, numa avenida reduzindo o número de faixas úteis e a velocidade de circulação.
Condutores lentos criam trânsito e aumentam custos com combustíveis
Condutores lentos criam trânsito e aumentam custos com combustíveis
Condutores indecisos em mudar de faixa ou que circulam a uma velocidade muito inferior ao restante trânsito causam engarrafamentos e efeito onda, aumentando os custos com combustíveis.
Evitar o efeito de onda (ou efeito zero) no trânsito
Evitar o efeito de onda (ou efeito zero) no trânsito
Aprenda a evitar o efeito de onda e conheça as causas deste efeito que geralmente é a culpa para muitas das filas de trânsito em Portugal.

Comentários

Não existem comentários a este artigo.

Adicionar comentário

Obrigado, o seu comentário encontra-se a aguardar aprovação. Receberá um email quando este for publicado
Existem erros no formulário, por favor reveja os campos assinalados.
O seu email apenas é usado para controlo de Spam e apresentar a sua imagem personalizada através do serviço Gravatar