Toyota Prius a GPL

Publicado a por Eduardo

Prius a GPLO melhor de dois mundos, e sinceramente estranha-me que este projecto tenha demorado. O Toyota Prius por si já é um carro bastante amigo do ambiente com baixas emissões e consumos aceitaveis em cidade. É verdade que existem carros a consumir menos que o Prius, mas é uma questão de marketing e ambiente.

A French Propane and Butane Federation (CFBP) e a World LP Gas Association (WLPGA) modificaram um Prius para que passasse a usar gás. Os consumos aumentaram em cerca de 5% como é natural na transformação para gás, mas a performance continua inalterada. Claro que os 5% não são significativos quando se fala de uma diferença de preços na ordem dos 35% a 45%, dependendo do tipo de gasolina. Em questões ambientais o gás também leva vantagem, reduzindo as emissões para 92 g/km de CO2, menos 11.5% que a versão Prius a gasolina.

Felizmente os motores a hidrogénio irão adoptar a postura hibrida, com motores eléctricos a auxiliar a marcha em baixas velocidades continuando com as zero emissões, sem ruído de motor e com um consumo ainda mais reduzido.

Também gosta mais de carros do que de chocolates?

Receba os últimos artigos por email
Por favor indique um endereço de email válido
Obrigado, foi-lhe enviado um email com um link para activar a sua subscrição.
Receba os últimos artigos no seu leitor RSS
Subscrever

Artigos relacionados

As 10 desculpas mais esfarrapadas para não usar GPL
As 10 desculpas mais esfarrapadas para não usar GPL
Uma lista das desculpas e afirmações falsas usadas para denegrir a imagem do GPL em Portugal.
IST falha redondamente, Expresso divulga. Híbridos vs Gasóleo
IST falha redondamente, Expresso divulga. Híbridos vs Gasóleo
No dia 1 de Novembro o Expresso publicou um artigo do IST com honras de primeira página dizendo que os automóveis a gasóleo vencem...
Vamos desmistificar a poluição dos carros eléctricos
Vamos desmistificar a poluição dos carros eléctricos
Um carro eléctrico não polui mais que um carro a combustão, seja ele a gasolina ou gasóleo. Para o comprovar uso dados e faço contas a vários cenários, até com dados em países que usam maioritariamente carvão.

Comentários

Não existem comentários a este artigo.

Adicionar comentário

Obrigado, o seu comentário encontra-se a aguardar aprovação. Receberá um email quando este for publicado
Existem erros no formulário, por favor reveja os campos assinalados.
O seu email apenas é usado para controlo de Spam e apresentar a sua imagem personalizada através do serviço Gravatar